Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Aprígio diz que Nóbrega pagaria oposição para incomodar o governo em Taboão

Por Sandra Pereira | 12/12/2013

aprigio

Arquivo do Jornal na NetAprígio foi candidato a prefeito de Taboão da Serra ao lado do candidato a vice Wagner Eckstein

O ex-vereador José Aprígio rebateu nesta quinta-feira, 12, as reiteradas críticas feitas a oposição em Taboão da Serra pelo presidente da Câmara Municipal, Eduardo Nóbrega – leia aqui e aqui. Aprígio acusou de Nóbrega de tentar a todo custo incitar uma “oposição raivosa” ao prefeito Fernando Fernandes. Ele chegou a declarar que o presidente da Câmara estaria disposto a pagar para que Aprígio e seu grupo faça oposição e sugeriu que a vontade pessoal de Eduardo Nóbrega seria bater no governo, o que ele não estaria fazendo por falta de coragem.

“O presidente quer jogar a gente na oposição de qualquer jeito. Estou vendo que se a gente demorar a fazer isso ele vai perguntar quanto a gente quer para fazer oposição. O que o presidente quer é forçar a gente a bater no governo. Pelo jeito vai chegar ao ponto de oferecer pagamento por isso”, disparou Aprígio, alegando que a "tática" utilizada pelo presidente é para promover negociação.

O ex-candidato a prefeito de Taboão da Serra ainda declarou que a vontade pessoal de Eduardo Nóbrega é bater no governo, fazendo oposição raivosa.

 “Ele tem vontade de fazer oposição raivosa. Quer jogar a gente no fogo de qualquer jeito. O governo devia se perguntar porque um vereador tem tanta vontade de fazer uma oposição raivosa”, declarou Aprígio. 

O presidente repete que Aprígio deveria ser o líder natural da oposição por ter disputado a prefeitura de Taboão da Serra ao lado de Wagner Ekstein contra o prefeito Fernando Fernandes. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.