Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

PM acusado de atirar em biqueira foge de cerco após 6 horas de negociação em Taboão

Por Redação | 2/12/2013

pm

Rafael RezendeSargento teria ficado revoltado com a morte do filho por overdose na última semana

Após seis horas e meia de intensa negociação com a polícia o sargento aposentado acusado de disparar contra uma suposta “biqueira” em Taboão da Serra nesta segunda-feira, 2, revoltado com a morte do filho de 24 anos, por overdose, ocorrida na última  sexta-feira, 29, conseguiu escapar do cerco montado em seu condomínio na Estrada de São Francisco. Identificado como Royffman, o sargento, teria efetuado disparos e voltado para seu apartamento onde permaneceu por várias horas. Ele aceitou se entregar, desceu pelo elevador junto com outros policiais militares e ao chegar no térreo escapou não se sabe como. Veja fotos aqui.

Por volta das 2 horas desta segunda-feira, inconformado com a morte de seu filho por overdose, o sargento Roffman teria se dirigido a casa de “um amigo” do garoto próximo de seu apartamento, que segundo ele, funcionava um ponto de venda de drogas - relembre aqui

O sargento teria sacado sua arma, uma pistola 40 e efetuado disparos contra a residência. Por sorte ninguém foi atingido. Uma viatura da delegacia de Embu das Artes passava no local no momento dos disparos e os agentes viram um homem saindo com um dos braços cheio de sangue. Eles teriam dado voz de prisão ao sargento que posteriormente se identificou como policial. 

Outras viaturas das polícias civil e militar chegaram ao local após receber denúncia de disparos. Quando os policiais iriam conduzir o PM aposentado até uma viatura para prestar depoimento na delegacia ele os teria ameaçado de morte e seguido em direção ao seu apartamento, onde ameaçou se matar. 

A partir daí se iniciou uma negociação para a sua rendição e condução até a delegacia. A polícia civil deixou o caso sob a condução da PM. Passadas seis horas e meia os policiais militares deixaram o prédio sem o suspeito. Segundo eles o sargento conseguiu fugir, ainda não se sabe como, já que estava acompanhado do apartamento até a portaria em poder dos policias militares. 

A polícia civil acredita que o sargento aposentado se entregou e entregou a arma, entrou no elevador, mas ao chegar na portaria os militares teriam retornado para fechar o apartamento e o sargento aproveitou para escapar.  

Parentes do sargento e os policiais que o conduziam após a rendição compareceram a Delegacia de Taboão para serem ouvidos e explicar o "sumiço" do PM aposentado. A polícia civil acredita em conivência entre os policiais, até o momento o sargento aposentado Roffman não apareceu para dar explicações sobre o caso.

Atualização de Informação

Por volta das 22 horas o sargento se apresentou à Delegacia Central de Taboão da Serra onde prestou depoimento e um BO relatando o caso foi lavrado. Informações iniciais indicam que ele foi liberado em seguida. 


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.