Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Moradores acusam PM de executar jovem no Panorama em Taboão da Serra

Por Sandra Pereira | 24/11/2013

assassino600

Google Street ViewCrime teria acontecido durante abordagem nessa rua no jardim Panorama em Taboão da Serra

Um adolescente de 16 anos foi assassinado no começo da noite de domingo, 24, com 2 disparos na cabeça por um policial do Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam). O rapaz morava na rua Luiz de Queiroz, no Jardim Panorama, em Taboão da Serra e foi assassinado durante uma abordagem policial noJardim Santa Cruz. Testemunhas do crime disseram ao Jornal na Net que o jovem estaria dirigindo uma moto acompanhado por outro rapaz de 16 anos quando foram abordados no meio da rua. Ambos levantaram as mãos e sem motivo aparente o policial teria disparado dois tiros contra o jovem Vitor. A família acusa o PM de execução.

 Moradores e familiares estão revoltados com o crime. O policial que seria responsável pelo assassinato não foi identificado até o momento. Mas as informações preliminares apontam que o acusado já estaria detido.

Após o assassinato do rapaz um ônibus intermunicipal foi incendiado quando descia a Estrada Tenente Maria José da Cunha. O fato teria ocorrido em protesto contra o assassinato. O Jornal na Net apurou que antes do ônibus ser incendiado houve disparos de arma de fogo próximo ao coletivo - leia mais aqui.

A moto que Victor estava pilotando não teria restrição. O rapaz era estudante e nunca teve passagem pela polícia. Era querido na região o que aumentou a revolta diante da sua morte. O clima nas imediações onde ocorreu o crime é tenso. Familiares do jovem e moradores do entorno do assassinato  pedem Justiça.

“Mais ou menos 10 pessoas viram que o policial atirou nele sem motivo. Quem socorreu o Vitor foram as pessoas da rua mesmo. O policial ainda apareceu no HGP e ficou falando no telefone e rindo. Depois que viu chegar muita gente foi embora”, contou uma testemunha.

Ela relatou que após sofrer os disparos o corpo do jovem foi levado já sem vida para o Hospital Geral do Pirajussara onde é intensa a movimentação de familiares e populares revoltados. Também é grande no local a presença de policiais e viaturas.

Os moradores guardaram o capacete atingido com a marca dos disparos bem como as cápsulas das balas disparadas contra o jovem. 

mae


Os pais do jovem assassinado estão desolados. A mãe dele descobriu um câncer há pouco tempo e não se conformava com o fato de ter uma doença mortal e acabar vendo o filho morrer primeiro. Transtornada ela disse que o rapaz era um bom filho e não merecia morrer de forma tão cruel.

Atualização de notícia 13h30 dia 25/11

Ao contrário do que divulgamos na primeira versão da matéria o jovem foi morto na rua localizada atras das Casas Bahia do Pirajuçara, no Jardim Santa Cruz e não no Panorama. Ele era morador do Panorama e por essa razão o crime foi associado ao bairro. 


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.