Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Adolescentes “desaparecidas” em Itapecerica se apresentam à polícia no Embu

Por Ane Greice Passos | 29/10/2013

conselho450

Genildo RochaGarotas estão sob a responsabilidade do Conselho Tutelar de Embu das Artes

Desde a última quinta-feira, 24, as adolescentes de Itapecerica da Serra B.L.M, 12 anos, e a amiga M. F.,13, saíram de casa sem informar aos pais o destino. As duas famílias chegaram a acreditar que ambas poderiam ter sido sequestradas. Na noite dessa segunda-feira, 28, o mistério acabou quando as duas se apresentaram na base comunitária da Polícia Militar no jardim Santa Tereza em Embu das Artes. As duas adolescentes aparecem sozinhas e bem. Foram levadas ao Conselho Tutelar passaram a noite em um abrigo e agora estão sob os cuidados da Vara da Infância e da Juventude. 

 De acordo com a mãe de uma das meninas o Conselho Tutelar do Embu entrou em contato com a família na manhã desta terça-feira, 29, para informar que as duas garotas tinha reaparecido por conta própria e estavam bem.

Ela falou, com exclusividade para o Jornal na Net, que ainda não tem informações concretas sobre o que aconteceu, mas não descarta a possibilidade de sequestro. “Elas são crianças e ficaram desaparecidas todos esses dias. Eu não sei o que aconteceu com elas, mas vou descobrir”, disse.

A mãe da jovem recebeu ligações, ontem, de telefones desconhecidos informando que as meninas seriam entregues para a polícia do Embu, mas não foi dada a localização das jovens e feito nenhum pedido de resgate. Adriana não sabe quem poderia fazer isso com as garotas e não acredita na possibilidade das meninas terem ido por vontade própria. “Elas não fariam isso”, afirmou. 

As primeiras informações indicam que as duas garotas estão bem e não sofreram qualquer tipo de agressão. Agora a Vara da Infância e da Juventude de Embu das Artes, onde ambas se apresentaram deverá decidir se elas irão voltar para as suas famílias ou permanecer em um abrigo sob os cuidados do Conselho Tutelar na cidade.

Entenda o caso


Na última sexta-feira, 25, B. e M de 12 e 13 anos, desapareceram após 'cabularem' aula para ir a um encontro no Parque do Lago Francisco Rizzo no município do Embu.

De acordo com um colega, os três haviam faltado na escola na quinta-feira, 24, para ir ao parque e lá as garotas conheceram três homens tatuados com quem ficaram conversando até o fechamento do local. O adolescente, amigo das meninas, contou que as duas marcaram um encontro com os rapazes para o dia seguinte, no mesmo local. “Eu liguei pedindo para ir com elas, mas não deixaram”, e complementou, “eu liguei de novo no dia 25, umas 15h e eu falei com elas, depois disso não atenderam mais”, disse o adolescente para reportagem da Band. 

A  mãe da outra garota afirmou que a filha nunca tinha sumido antes e só soube do desaparecimento, após retornar de uma exame. “Cheguei em casa e me informaram que ela havia desaparecido, fiquei desesperada. Fui até a polícia, mas eles me falaram que só podiam fazer buscas após 72 horas de desaparecimento”.

No domingo, 27, uma frequentadora do parque encontrou duas mochilas em um morro afastado, este local, de acordo com a administração, é utilizado para encontros e por usuários de drogas. As mochilas das jovens estavam ao lado de restos de uma fogueira, a bolsa de M. estava intacta, já a de B. estava faltando o celular e o material escolar.  

Os familiares distribuíram cartazes pela cidade de Itapecerica da Serra, Embu e região, mas não obtiveram nenhuma informação segura sobre o caso. “Passaram vários trotes, mas ninguém informou nada que possa ajudar a encontrar minha filha”, falou a mãe de uma delas.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.