Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Passageiros reclamam dos intervalos entre as partidas dos circulares em Taboão da Serra

Por Anderson Dias | 24/10/2013

circular450

Anderson Dias Ônibus circulares estão na mira dos usuários que não economizam críticas 

Usuários do transporte público municipal continuam insatisfeitos com o serviço prestado pela empresa Pirajuçara, em Taboão da Serra. Dessa vez, as reclamações surgiram por conta da constante demora de algumas das linhas circulares, que não estariam obedecendo o intervalo entre as partidas e, seria o motivo de revolta de alguns passageiros que chegam a ficar até 20 minutos nos pontos de ônibus, sendo que essas linhas possuem diversos carros. 

“É um tremendo absurdo, o circular 6, tem tanto ônibus e, a gente tem que ficar tanto tempo no ponto”, disse Débora Françozo. 

Uma das possíveis causas apontadas por passageiros, é a de que alguns motoristas estariam "fazendo hora durante" o seu percurso e, andando com a velocidade bem reduzida, inclusive em locais em que se exige uma agilidade maior na movimentação dos ônibus, como por exemplo alguns trechos em que os ônibus percorrem uma parte da BR, “não só apenas o excesso de velocidade como também a demora no trajeto até no Taboão, as vezes cheguei a verificar no velocímetro estava em 20 km por hora na BR 116 sendo que o trânsito estava tranquilo”, Afirmou a passageira Thamires. 

Os passageiros ainda relatam uma outra questão que foi comprovada pela reportagem do Jornal Na Net, o SAC (Sistema de Atendimento ao Cliente), não funciona e quando é preciso esclarecer dúvidas um departamento joga o problema para o outro, e a solução não aparece, até a pessoa perder a paciência e desligar. São falhas que dificultam o acesso dos usuários diretamente com a empresa, sem ter a quem recorrer muitos são obrigados a conviver com o descaso sem saída, “Eu já liguei várias vezes na Pirajuçara para reclamar da demora dos ônibus, mas as próprias pessoas que estão lá debocham da cara dos passageiros, pegam o seu número de telefone, pedem o seu endereço, mas a satisfação nunca chega”, Abigail Oliveira. 

“Não é possível que só os passageiros percebam as falhas com as linhas de ônibus municipal, nenhuma autoridade vê o descaso que passamos, há anos isso está assim ônibus trafegando com um intervalo enorme”, desabafou George Filho.

Diante de todas as denúncias não são só os usuários que apontam problemas com a viação, funcionários da própria Pirajuçara, apontam as dificuldades como a jornada de dupla função cobrador e motorista, falta de condições de trabalho entre outros, estes relatos foram revelados por motoristas que preferiram não se identificar. “Se os passageiros reclamam nós também temos a reclamar, para nós o problema é o acumulo de função, temos que cobrar e conduzir e ainda dar atenção ao passageiro, não é fácil”, relatou um motorista da Pirajuçara.

Com a saída do diretor da Pirajuçara há alguns dias atrás, após a paralisação dos ônibus da viação, não há até o fechamento desta matéria alguém que responda a estas e outras questões, sobre os problemas apontados pelos passageiros.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.