Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Começam as obras da sede oficial da Câmara Municipal de Taboão da Serra

Por Anderson Dias | 17/10/2013

A nova Câmara Municipal de Taboão da Serra, teve o ponta pé inicial para a construção da sua sede própria. As obras tiveram início na manhã de ontem (16), máquinas escavadeiras e Homens da construção civil, estiveram no local que é uma parte do estacionamento do Ginásio de Esportes Ayrton Senna da Silva, no Jardim Helena, e que foi cedido pela prefeitura municipal.

O novo espaço oficial da Câmara terá 3 mil m² e capacidade para abrigar um plenário de 250 pessoas, e além de ganhar a sede própria a Câmara economizará cerca de 400 mil reais por ano com o atual aluguel, o valor para a construção da obra está orçado em 3.991 milhões, e deve ser paga com valores de economias feitas na casa pelos vereadores do atual mandato. “É importante a construção da sede própria, a economia é certa”, afirmou Júlio Amaral.

Para economizar a quantia necessária para a realização da obra os vereadores tiveram que fazer vários cortes de benefícios como compra de novos veículos, combustível, selos para emissão de correspondência e até a redução do quadro de livre nomeados dos gabinetes e da administração. “A sede própria há muito tempo já deveria ter sido construída, é uma vergonha que a cidade só tenha se empenhado agora para isso”, disse Osvaldo Santana.

O vereador e presidente da Câmara Eduardo Nóbrega, em recente fala no plenário, fez um discurso orgulhoso e emocionado, “Todo brasileiro tem o sonho de sair do aluguel e homens públicos precisam de coragem para fazer o que é certo. Nós não podemos mais fazer obras sem a qualidade que a Taboão merece”, completou. “Todo departamento que se refere a coisas do governo municipal, deveria ter seu espaço próprio, isso é o certo”, disse Hélio Mariano.

“Taboão da Serra está melhorando gradativamente, e isso beneficia a todos nós, a construção da Câmara Municipal é um dos passos importantes para o crescimento e desenvolvimento da cidade”, afirmou Ana Lucia Souza.

Apesar da placa instalada no terreno onde será construída a obra conter um erro gravíssimo de grafia que dizia Câmera, ao invés de Câmara as atividades tiveram início, e deve ser entregue em 12 meses. “O erro de escrita na placa me chamou a atenção, e eu fiquei confuso, mas vi que estava realmente errado”, disse Fabiana Ricci.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.