Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Agressões sofridas por GCM foram assunto de discussão na sessão de Embu

Por | 9/10/2013

sessao1

Adilson Oliveira - CMETEA Além das coronhadas, GCM teve duas armas roubadas, de acordo com os vereadores

As agressões sofridas por um guarda municipal, assim que foi abordado por três criminosos, no Creas Casa Branca e ainda, o roubo de duas armas que estavam com o agente, uma pistola da corporação e um revólver 38 de sua propriedade, neste dia 9, foram o principal assunto comentado pela vereadora Rosana (PMDB) na sessão desta quarta-feira em Embu das Artes. Na ocasião ela e o presidente da Casa, Doda afirmaram também que essa não é a primeira vez que GCMs são alvo de criminosos. “Tempo atrás a arma de um guarda foi levada no Pronto Socorro do Vazame”, lembrou o petista.

Ambos defenderam ações que garantam a segurança dos guardas. “Para não andarem sozinhos mais e sim em dois”, observou Rosana. No final da sessão, eles se reuniram com os guardas. Os agentes foram pedir apoio aos vereadores à proposta de que eles não fiquem mais em equipamentos municipais sem a companhia de outro guarda ou sejam retirados das unidades e passem a trabalhar na ronda. O GCM agredido estava sozinho.

O prefeito marcou com a associação da Guarda reunião com representantes da corporação, nesta quinta-feira, às 8h da manhã para discutir medidas de segurança para os membros da corporação. Informações indicam que os criminosos não roubaram nada do Creas, foram exclusivamente para levar as armas do GCM.

A sessão foi marcada ainda pela aprovação de dois projetos de Leis. O de número 76/13 autoriza o poder executivo a contratar financiamento junto ao Banco do Brasil, até o valor de R$ 3.000.000,00 (Três milhões de reais), para aquisição de máquinas e equipamentos para operações de crédito do Programa de Intervenções Viárias. Também de autoria do prefeito Chico Brito, a Lei 77/13 Institui o tratamento jurídico diferenciado à Microempresa, Empresa de Pequeno Porte e Microempreendedor Individual como: ME, EPP e MEI.

Eles também votaram a favor de três Projetos de Leis Complementares. O 27/13 garante a mudança do artigo 5º da Lei Complementar nº 218 de 12 de setembro de 2013, a fim de garantir adequação do sistema de folha de pagamento dos servidores da Prefeitura de Embu das Artes. A outra Lei aprovada dispõe sobre a outorga onerosa do direito de construir e, por fim a reestruturação do Conselho Municipal do Meio Ambiente (COMAM). 

Os vereadores pediram um minuto de silêncio pela morte do professor Antonio Cagnin. Ele faleceu na manhã desta quarta-feira (9), vítima de um infarto fulminante, quando participava de uma reunião na UBS do bairro de Itatuba. Um minuto de silêncio também foi respeitado em homenagem a outras pessoas, entre elas do guarda patrimonial, Clóvis.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.