Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Pontos lotados e longa espera deixa terça complicada sem transporte público

Por | 8/10/2013

funcionarios

Karen SantiagoFuncionários estão com braços cruzados em frente a empresa do Pirajuçara

A manhã desta terça-feira, dia 8 de outubro começou de forma complicada para os moradores de Taboão, Embu das Artes e Itapecerica da Serra. Muitos desistiram de ir ao trabalho, faculdade e cursos devido à greve de mais de 600 ônibus de 30 linhas da viação Pirajuçara desde as 4h30. Os pontos ficaram lotados e a espera pelo coletivo chegou a ser até de três horas, como no caso da leitora do Jornal na Net, Wanda Reis. “Estou em casa. Fiquei quase três horas no ponto”. Os ônibus da empresa continuam nas garagens e não há previsão de normalização do serviço. Veja aqui a situação registrada nesta manhã na Kizaemon Takeuti e diversas ruas de Embu.

A greve que pegou todos os passageiros de surpresa começou devido a um problema interno provocado após desentendimento de um funcionário junto aos diretores, uma vez que não teriam aceitado o atestado dele e como represália o transferiram para a tarde. “Ele queria ser mandado embora, porém foi mandado por justa causa”, afirmou o funcionário há mais de 18 anos da empresa, Cleomar Pereira. De acordo com ele, as viações Osasco e Miracatiba, que fazem as linhas de Itapecerica, também aderiram à greve. “O sindicato queria que voltássemos a trabalhar e o pagamento só seria feito depois. Não aceitamos”, comentou.

Ele e mais outros funcionários permanecem sem trabalhar na porta da empresa. Um ônibus com um dos pneus esvaziados está atravessado em frente à porta da garagem em Embu das Artes e nenhum veículo consegue sair. São recorrentes as queixas de funcionários da empresa que alegam excessiva pressão, perseguição disciplinar, dupla função cobrador e motorista, falta de condições de trabalho entre outros.

Os funcionários cruzaram os braços para reivindicar melhores condições de trabalho, aumento em 50% das horas extras trabalhadas, férias, 13º salário a contar do período trabalhado, não em 7h33 como atualmente, cumprimento da CLT e participação na PRL (Participação nos Lucros e Resultados). Muitos deles afirmam que trabalham há mais de 20 anos na empresa, porém nunca receberam integralmente seus direitos.

“Eles não pensam nos funcionários, só neles. Demitem por justa causa e ainda fazem perseguição disciplinar”, afirmou Nerivaldo Oliveira. “Nem ao menos condições de trabalho eles garantem, por exemplo, paradas como do Fátima e Pinheiros nem banheiro tem”, reclamou Manoel da Silva. “A participação do PRL aqui é pago em duas vezes no valor de R$ 700 e em São Paulo, R$ 800”, comentou João Paulo. O funcionário Antônio Rodrigues pontuou que o 13º salário é cobrado em cima de 7h33 trabalhadas, porém tem funcionário que trabalha dez, doze horas.

Nos pontos, todos os passageiros diziam que a greve era uma surpresa. “Eles estão reivindicando seus direitos, mas não podemos pagar por isso. Ontem ouvi no ônibus que algumas linhas iam parar, porém não sabia que iam entrar de greve. Agora vou voltar para a casa e pedir para o meu marido me levar para o trabalho”, comentou a operadora de telemarketing, Luciana Santos.

Carlos Alberto estava muito preocupado. Ele entrava no trabalho às 9h50 e às 9h30 ainda estava no ponto. “O meu chefe não vai entender. Trabalho no Butantã e só fiquei sabendo a pouco da greve, porque uma mulher passou avisando do outro lado da rua”, disse.

A jovem Flávia da Silva ressaltou que só soube da greve porque sua mãe precisou voltar para a casa, pela manhã para pegar o bilhete único e ir por outro caminho para o portal do Morumbi em SP. 

17/11/2017

Licenciamento: novembro é o mês de veículos com final 9

Os proprietários de veículos com placa final 9 já podem fazer o licenciamento. Já os donos de...

13/11/2017

Congonhas reabre após ter 34 voos desviados por causa de drone

O Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, reabriu hoje (13) normalmente, após ter 34...

13/11/2017

Em sua 1ª edição, POP Run reúne mais de 600 corredores nas ruas de Taboão

Mais de 600 corredores profissionais e amadores participaram na manhã deste domingo (12) da 1ª...

13/11/2017

Moradores se unem e deputada Analice consegue reverter paralização da linha 029

A máxima de que o povo unido jamais será vencido virou realidade na última sexta-feira, 10,...

12/11/2017

Moradores do Jardim Clementino, Guaciara e Roberto em Taboão reclamam de buracos

A população de Taboão da Serra, entre os bairros do Jardim Clementino, Jardim Guaciara e Jardim...

11/11/2017

Comissão de Transporte Público debate sobre a renovação da frota de ônibus

A audiência para debater o transporte público, realizada na última segunda-feira, dia 6, na...

10/11/2017

Após pressão popular EMTU suspende paralisação da linha 029 Taboão - Pinheiros

Após a forte pressão popular e a divulgação das manifestações contrárias dos usuários a Empresa...

09/11/2017

Moradores de Taboão fazem abaixo assinado contra retirada da Linha 029

Usuários do ônibus 029 que faz a linha Taboão - Pinheiros estão realizando um baixo assinado...

08/11/2017

Audiência Pública de Transporte revela impasse entre administração e Pirajuçara

A audiência pública da Comissão de Transportes na Câmara de Taboão da Serra ocorrida na...

06/11/2017

Feriado prolongado registrou 108 acidentes e 2 mortes em acidente de trânsito

As concessionárias responsáveis pelas principais rodovias do Estado divulgaram o balanço parcial...

17/11/2017

Taboão terá caminhada pela paz e contra violência às mulheres dia 25 de novembro

O lançamento de uma ampla mobilização para uma caminhada histórica pelo fim da violência contra...

17/11/2017

Representado pelo paulista André Akkari, Poker segue crescendo no Brasil

Um dos esportes mentais mais populares do planeta, o poker cresceu muito de popularidade nas...

17/11/2017

Licenciamento: novembro é o mês de veículos com final 9

Os proprietários de veículos com placa final 9 já podem fazer o licenciamento. Já os donos de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.