Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Esporte

Pichações ameaçam patrimônio público em Taboão da Serra

Por Anderson Dias | 7/10/2013

piingpong450

Anderson Diasnem mesmo a biblioteca municipal da cidade foi poupada das pichações

O vandalismo continua a mostrar sua face em Taboão da Serra, dessa vez nem mesmo a biblioteca municipal da cidade foi poupada das pichações, a fachada do lado direito externo tem letras grandes feitas com spray de tinta preta. Até mesmo os tapumes da construção do Poupatempo, colocados há uma semana, na praça Luiz Gonzaga já estão tomados por pichações.

 Os moradores da região sabem da importância da biblioteca, e que para isso é preciso preservar não só o acervo de livros, mas também o espaço como um todo, “fazer uma pichação na entrada da biblioteca é demais, isso aqui é um espaço que forma aprendizes”, afirmou Marcos Gomes.

 A biblioteca municipal Castro Alves, fica localizada na Praça Nicola Vivilechio, 73 - centro do Taboão, e possui um acervo de 15 mil livros, além de um espaço reservado para pesquisa na Internet com 7 computadores, que foram implantados durante a ampliação do espaço. “é um absurdo ver essas pichações na biblioteca, tem gente que nunca será educado o suficiente”, disse Roberto Tavares.

 Não é possível que até a parte cultural da cidade vai se acabar, e não vão fazer nada. Observou Vinícius Lima.

 O Jornal Na Net procurou o secretário de cultura que responde em nome da biblioteca, Ali Sati, para falar sobre as pichações, leia abaixo a íntegra da entrevista:

JN: Existe algum método de prevenção para coibir este ato que suja o patrimônio público?

Secretário Ali Sati: Condenamos qualquer tipo de ação que não seja arte. Temos que tentar entender o porquê do pessoal que faz isso, nós fazemos trabalhos que contemplam ex-pichadores e que passaram a grafiteiros.

JN: Para evitar as pichações e depredações como na praça Nicola Vivilechio, não seria necessária uma medida de segurança 24 horas, e porque não utilizar a guarda municipal e a polícia para isso, não é esse o papel deles?

Secretário Ali Sati: Não podemos culpar a polícia. A praça vem sendo depredada devido à falta de manutenção da gestão anterior, nosso papel é entender o caso e buscar incentivar a preservação.

JN: Em casos como este de pichação por exemplo, de que maneira a secretaria de cultura busca falar sobre cultura com os munícipes?

Secretário Ali Sati: O domínio de trabalho é todo um trabalho com a comunidade, incentivando a cultura, valorizando a arte e mostrando o caminho sem condenar antes de mais nada. A gente está tentando mudar as políticas públicas, principalmente com os jovens.

JN: E como a cultura em Taboão se aproxima do jovem que hoje está mais antenado a tecnologia, e deixa muitas vezes hábitos cultuados por gerações mais velhas?

Secretário Ali Sati: A exemplo dos skatistas que recentemente fizeram um manifesto, buscamos soluções junto aos jovens e não condenamos a eles. Eles foram com requerimento a câmara, e em uma conversa sadia tivemos uma saída para a solicitação, nós vamos construir duas pistas de skate na cidade.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.