Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Construção do prédio próprio da Câmara de Taboão da Serra começará dia 7

Por Assessoria de Imprensa da Câmara de Taboão | 4/10/2013

camara

Cynthia GonçalvesA ordem de serviço para início das obras vai ser assinada na segunda, 7

O Poder Legislativo de Taboão da Serra deu um passo histórico nesta sexta-feira, dia 4, rumo à construção da sua sede própria. O presidente da Câmara Municipal, vereador Eduardo Nóbrega assinou a homologação da licitação da construção do prédio da Câmara, que será construído no estacionamento do Ginásio de Esportes do Jardim Helena. 


A obra está orçada em R$ 3.990.000,00 e o prazo de conclusão é de 12 meses. A Câmara já dispõe de R$ 2.300.000,00 em caixa para o pagamento da obra. O restante será viabilizado no orçamento do ano seguinte. Com a construção do prédio próprio a Casa vai economizar anualmente em gasto com aluguel R$ 400 mil reais. Os vereadores comemoraram a conquista histórica. Levantamento feito por eles mostrou que em 54 anos a cidade gastou R$ 20 milhões em aluguel para a Casa de Leis.

 “Fizemos uma economia do valor da obra para sair do aluguel. Tivemos que cortar na carne. Esse prédio só vai sair porque os 13 vereadores aceitaram o desafio de entrar na história como a legislatura que garantiu a construção do prédio próprio da Câmara”, afirmou o presidente. “Todo brasileiro tem o sonho de sair do aluguel e homens públicos precisam de coragem para fazer o que é certo. Nós não podemos mais fazer obras sem a qualidade que a Taboão merece”, completa.

A vice-presidente da Câmara, vereadora Joice Silva, lembrou que desde a sua infância ouvia falar sobre a construção de prédio próprio para a Câmara. Disse que chegou a ver maquetes no período em que sua mãe foi vereadora e falou do orgulho de estar na legislatura que fato irá realizar a obra. 

“Lembro como se fosse hoje quando a Câmara funcionava na Levy de Souza a maquete do prédio próprio. Para mim é motivo de orgulho estar aqui nessa assinatura. A Câmara de Taboão da Serra finalmente terá o seu local próprio”, comemora.

O vereador Luiz Lune destacou a importância da economia de recursos que a construção do prédio próprio vai trazer e elogiou o fato da empresa vencedora da licitação ter oferecido preço bem abaixo das demais.

“Fico muito orgulhoso de estar participando desse momento. Era preciso ter a coragem para realizar essa obra. A cidade tem essa característica de obras do tipo puxadinho e isso precisa acabar”, disse Lune. 

Já o vereador Carlinhos do Leme salientou que a economia proporcionada a partir da realização da obra será positiva para o município. Ele parabenizou o esforço dos demais vereadores que não se recusaram a aceitar a proposta da mesa diretora visando garantir a casa própria do Legislativo.

Para economizar a quantia necessária à realização da obra os vereadores aceitaram o corte de benefícios como compra de novos veículos, combustível, selos para emissão de correspondência e até a redução do quadro de livre nomeados dos gabinetes e da administração.

As obras do novo prédio da Câmara devem ser iniciadas no dia 7. A empresa vencedora da licitação, Onix, garante que a construção terá como marcas o projeto diferenciado, agilidade e qualidade. O diretor da empresa, André Stegun, disse que atualmente a Onix mantêm canteiro de obras em seis estados.

“A Onix está muito orgulhosa de realizar essa construção, que desde o começo representou um desafio para os engenheiros. Tivemos 10 pessoas trabalhando no projeto para garantir as soluções de execução que esse prédio requer. Por isso fizemos um bom preço”, relatou.

O novo prédio será construído onde hoje é o estacionamento do Ginásio de Esportes do Jardim Helena, um terreno doado pela prefeitura. A área total será de 3 mil m² e cada gabinete terá 45 m². O plenário terá capacidade para 250 pessoas, o dobro do que é hoje. No projeto, o prédio terá acessibilidade para receber os deficientes, idosos e pessoas com mobilidade reduzida.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.