Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Autopista diz que estudos comprovam inviabilidade de viadutos no km 275,4 e 276

Por Sandra Pereira | 24/09/2013

retono500

Sandra PereiraAutopista nega estudo para novo retorno e moradores terão que suportar trânsito caótico na Paulo Ayres

Em nota enviada ao Jornal na Net a Autopista Régis Bittencourt (Arteris) se posicionou contrária à reivindicação de implantação de um  viaduto na região do jardim São Judas, em Taboão da Serra – relembre aqui e aqui. Por meio da sua assessoria de imprensa a Arteris disse que “não está elaborando estudo para construir retorno na Régis em Taboão da Serra, mas sim um estudo para apresentar os principais entraves que comprovam a inviabilidade da sua implantação tanto no km 275,4 como no km 276, diferente do citado na matéria, pois os locais não são propícios para a construção desse tipo de empreendimento”.

A informação da Autopista confronta os anseios dos moradores dos mais diversos bairros de Taboão da Serra que esperam a implantação de um dispositivo de retorno para atender aos bairros da região do São Judas e Pirajuçara. Nesta quarta-feira, 25, uma ampla comitiva de lideranças da cidade programa ida até Brasília para reverter a questão na ANTT e no Ministério de Transportes. 

Na nota encaminhada à redação do Jornal na Net a Arteris alega cumprir integralmente o Contrato de Concessão firmado com o Governo Federal. Também alega que a alteração do local originalmente previsto para implantação do viaduto na região do São Judas, ou seja,  do km 276 para o km 277,6 da Rodovia Régis Bittencourt, foi aprovada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), por meio da Resolução n.º 3.622/2010, de 15/12/2010. 

A informação de que seria realizado um novo estudo para a implantação do viaduto de retorno na região do São Judas foi repassada por um engenheiro da Arteris em reunião com moradores e lideranças que integram o movimento em favor da implantação do dispositivo.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.