Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Arteris cria GERAR - Grupo Estratégico para Redução de Acidentes

Por Outro autor | 16/09/2013

br

Arquivo Jornal na NetObjetivo do grupo é reduzir em 50% o número de mortes em rodovia

Às vésperas do início da Semana Nacional do Trânsito de 2013, que será realizada entre os dias 18 e 25 de setembro, a Arteris anuncia a criação do GERAR – Grupo Estratégico de Redução de Acidentes.
A iniciativa reúne gestores das concessionárias da Arteris de forma multidisciplinar e que se dedicarão a realizar estudos e definir ações que serão realizadas pelo grupo ou em parceria com governo e sociedade.
“Mais de 42 mil pessoas morrem em acidentes de trânsito no Brasil. Este é um número alarmante. Achamos que é possível, sim, reduzir esse número com ações bem planejadas e esforço coletivo da sociedade, governo e iniciativa privada. Como empresa dedicada a administrar rodovias, entendemos que segurança deve estar no centro das nossas preocupações e vamos fazer nossa parte. O GERAR fará um trabalho constante, com metas, plano de ação e muito planejamento”, disse David Díaz, presidente da Arteris.
O lançamento do GERAR foi realizado num evento para 80 gestores das concessionárias da Arteris - além de ter sido transmitido em tempo real para todas as empresas da companhia - e contou com uma palestra de Pere Navarro Olivella, que foi diretor-geral de Tráfego da Espanha entre 2004 e 2012 e conseguiu, com ações bem planejadas e esforço coletivo, reduzir o número de mortes em 50% naquele País.
“Trouxemos o Pere Navarro para mostrar a nossos gestores uma experiência bem-sucedida e de ações que deram resultado concreto. Estes 80 gestores são fundamentais para o sucesso do GERAR, uma vez que serão disseminadores dos objetivos e do funcionamento do grupo dentro de cada uma das nove concessionárias”, explica Díaz.
A Arteris administra hoje 3.250 quilômetros de rodovias, por meio de nove concessionárias nos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Em 2012, foram registrados cerca de 39 mil acidentes e 924 mortes. “Nossa principal meta é reduzir em 50% o número de mortes em nossas rodovias até 2020, final da Década Mundial de Ação pelo Trânsito Seguro da ONU”, completa o presidente da Arteris.
As principais frentes de trabalho do grupo são monitoramento dos pontos mais críticos das rodovias administradas; ações preventivas junto a funcionários, usuários de rodovias e pedestres; auditorias de segurança em obras; apoio a programas e ações governamentais de conscientização; convênio com centros de formação e reciclagem de condutores; atuação junto à rede hospitalar de referência para aprimorar o atendimento a acidentados em rodovias; cursos sobre segurança no trânsito para empresas e entidades de classe; premiação por redução de acidentes; e atuação junto à Polícia Rodoviária Federal e à Polícia Rodoviária Estadual de São Paulo, para a intensificação da fiscalização.
Sobre a Arteris – A Arteris é a companhia do setor de concessões rodoviárias do Brasil com a maior extensão de quilômetros administrados. São 3.250 quilômetros sob gestão de suas nove concessionárias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina: Autovias, Centrovias, Intervias, Vianorte, Autopista Fernão Dias, Autopista Fluminense, Autopista Litoral Sul, Autopista Planalto Sul e Autopista Régis Bittencourt. A Arteris é uma empresa de capital aberto, com ações negociadas no Novo Mercado da Bovespa. É controlada pela Abertis e pela Brookfield Motorways – empresas que detêm 60% de suas ações.

30/05/2017

Avança Projeto de Lei que proíbe radares móveis em rodovias

A Comissão de Viação e Transportes (CVT) da Câmara dos Deputados em Brasília (DF) deu parecer...

29/05/2017

Acidente com um vítima fatal travou o trânsito na Régis Bittencourt em Taboão

Uma pessoa morreu por conta de um acidente grave envolvendo 5 veúlos no começo da noite deste...

25/05/2017

ANTT aprovou projeto do retorno na Régis para atender Taboão da  Embu

A Autopista Régis Bittencourt informou por meio de nota enviada à reportagem do Jornal na Net...

25/05/2017

Taboão inaugura Serviço de Acolhimento para Crianças e Adolescentes

O Dia Nacional da Adoção, celebrado nesta quinta-feira, 25, foi marcado em Taboão da Serra, pela...

24/05/2017

Vereadores cobram Bombeiros sobre AVCB do Pátio de Embu das Artes

Vereadores de Embu das Artes aprovaram durante a última sessão Legislativa um ofício ao Corpo de...

18/05/2017

Licenciamento: maio é o mês dos veículos com placa final 2

Quem tem veículo com placa final 2 fique atento: maio é o mês do licenciamento obrigatório. Caso...

17/05/2017

 Usuários do transporte público criticam má qualidade de ponto de ônibus na BR

Há pouco mais de uma semana Autopista Régis Bittencourt atendeu uma reivindicação antiga dos...

17/05/2017

IPEM-SP verifica radares na capital paulista nesta quarta-feira (17)

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado (IPEM-SP) examina diariamente os radares em ruas e...

11/05/2017

Comissão de Transporte da Câmara de Taboão aprofunda debate municipalização

A Comissão de Transporte da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou audiência pública nesta...

10/05/2017

Cartão BOM deixará de ser obrigatório nos terminais a partir do dia 12

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos de São Paulo informou nesta terça-feira, 9, que a...

30/05/2017

Anhanguera disponibiliza vagas de emprego e qualificação em Taboão

No dia 8 de junho, das 10h às 19h, as unidades da Anhanguera de Taboão da Serra e outras...

30/05/2017

A Faculdade FECAF apoia o esporte profissional em Taboão

Como visto no Globo Esporte (Rede Globo), da última quinta-feira (25), a Faculdade FECAF apoia o...

30/05/2017

Avança Projeto de Lei que proíbe radares móveis em rodovias

A Comissão de Viação e Transportes (CVT) da Câmara dos Deputados em Brasília (DF) deu parecer...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.