Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Chico Brito reduz próprio salário, do vice, secretários e comissionados em Embu

Por | 11/09/2013

resized_350x233_chico_materia

DivulgaçãoChico anunciou reduções salariais durante reunião com cerca de 600 comissionados

Diante da crise financeira enfrentada na cidade de Embu das Artes, o prefeito Chico Brito reduziu em 20% o seu próprio salário. Os vencimentos do vice-prefeito e dos secretários também tiveram redução de R$ 500. Serão descontados ainda, 15% dos salários dos comissionados que ganham acima de R$ 1.100. Os vereadores da cidade devem aprovar a fixação dos novos subsídios salariais na sessão desta quarta, uma vez que a solicitação foi encaminha pelo prefeito na última terça. Com essa medida, Chico Brito será o prefeito com o menor salário da região, entre as cidades do mesmo porte (Taboão da Serra, Itapecerica da Serra e Cotia).

Além da redução salarial dos cargos indicados, outras medidas estão sendo tomadas, como a redução de gastos com a frota antiga, recolhendo carros em mau estado, evitando manutenção e a economia de 30% com água, luz e telefone, controlando, até mesmo, ligações para celular.

Em 9/9, no Centro de Convenções O Caipirão, o prefeito Chico Brito reuniu-se com cerca de 600 funcionários comissionados e anunciou que vai propor redução do próprio salário, do vice e de secretários municipais. Compartilhou a situação atual e apresentou algumas medidas e propostas elaboradas em conjunto com vereadores e partidos aliados.

O prefeito foi direto e transparente no esclarecimento aos servidores. Informou que vai solicitar à Câmara fixação de novos subsídios. Acrescentou que haviam duas medidas a serem avaliadas com relação a comissionados: demissão de 200 ou redução de 15% dos salários, de comissionados que ganham acima de R$ 1.100. Chico Brito colocou as duas opções em votação e os funcionários aprovaram a redução salarial.

De acordo com a Secretaria de Comunicação da Prefeitura, diante da queda da arrecadação municipal, que passou de R$ 44 milhões, em janeiro, para R$ 27 milhões, em agosto, e considerando que o gasto com a folha de pagamentos não deve superar 50% dessa arrecadação, conforme Lei de Responsabilidade Fiscal, o prefeito Chico Brito vem tomando uma série de medidas para conter despesas, garantir serviços de qualidade para toda a população, concluir e entregar grandes obras que já estão em andamento.

Além do vice-prefeito Natinha e de secretários municipais, participaram do encontro o presidente da Cãmara, Doda Pinheiro, os vereadores Rosana, Jabá, Gilson Oliveira, João Leite, Clidão e Pedro Valdir.

Com informações de Elke Lopes Muniz

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.