Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Estado atrasa entrega de remédios do Dose Certa por quase 3 meses em Embu das Artes

Por Sandra Pereira | 16/05/2010

foto_dosecerta2.jpg

Remédios atrasados do Programa Dose Certa

Durante dois meses e meio Embu das Artes amargou o atraso ocorrido na entrega de medicamentos do Programa Dose Certa, usados na atenção básica, além de medicação para saúde mental e da mulher. Os remédios em questão são produzidos pela Fundação para o Remédio Popular (Furp), laboratório público do governo do Estado de São Paulo. Como o atraso não foi comunicado previamente, e, havia a perspectiva de recebimento a cidade não se preparou antecipadamente para arcar com todo o custo da dispensação farmacêutica nessas áreas.

Não chegou a haver falta de medicamentos nos postos de saúde e pronto-socorros de Embu, mas, o problema trouxe dor de cabeça aos profissionais que estão na linha de frente no atendimento de saúde na cidade, já que o chamado estoque de reserva da prefeitura acabou sendo usado no período.

“Felizmente nosso estoque deu para suprir a demanda nesse período. Mas, como não houve nenhuma comunicação a esse respeito ficamos numa situação delicada. Foram quase 3 meses de atraso”, admitiu a secretária Municipal de Saúde, Sandra Magali.

A secretária disse que a cidade recebeu os medicamentos em dezembro de 2009, uma nova remessa deveria ter chegado em fevereiro, mas a entrega só aconteceu novamente no início de maio. “Passamos dias de sufoco”, admitiu.

De acordo com o ela, a falta de medicamentos foi sentida nas unidades do São Marcos e Santo Eduardo, na área da saúde mental. Já no Vazame foi registrado desabastecimento em outros medicamentos do pacote do governo. Nos pronto-socorros não chegou a haver falta de medicamentos por conta da prefeitura ter assumido a compra dos medicamentos faltosos no período.

O Programa Dose Certa, criado em  1995, distribui gratuitamente diversos tipos de medicamentos básicos, como analgésicos, antitérmicos, antibióticos, xaropes, antiinflamatórios e pomadas, que atendem ao tratamento da maioria das doenças mais comuns, como verminoses, febre, infecções, inflamações, pressão alta, diabetes, doenças do coração, além de sintomas como febre e dor.  Novos itens passaram a ser distribuídos recentemente para o Programa de Saúde Mental e Programa de Saúde da Mulher.

De acordo com Sandra Magali, o volume de medicamentos fornecido pelo Estado, por meio  do programa, não atende a necessidade total do município, que faz licitação para compra dos remédios que faltam para distribuição. Neste ano, o lote de medicamentos que o Estado deveria ter entregue em fevereiro só chegou ao município de Embu em fins de abril.

Como o atraso da entrega coincidiu com o processo de  licitação de compra de medicação pela Secretaria de Saúde municipal, o transtorno foi ainda maior. Isso porque o estoque não foi suficiente para aguardar tanto tempo.

Um outro componente serviu ainda mais para tumultuar o serviço de saúde de Embu das Artes. É que alguns remédios de alto custo, como os usados contra a osteoporose e o colesterol, entraram para o Dose Certa, mas o governo do Estado não os forneceu.

A entrada de novos itens no Dose Certa e a realização da licitação fazem parte do processo. Em 2009, houve aumento de 32%, com relação a 2008, na grade de itens do Dose certa, cobertos pelo município. Foi feita licitação, tudo com os mesmos procedimentos deste ano, só que como o governo do Estado cumpriu prazo, não houve transtornos. Neste ano, migraram para o Dose Certa mais medicamentos, e a Prefeitura de Embu faz licitação para cobrir custos de mais 60%, com relação a 2009.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde informou que o problema ocorreu devido a mudança no sistema de distribuição, mas garantiu que os atrasos não voltam a acontecer.

10/12/2017

Atividades de prevenção marcaram a SIPAT/2017 da prefeitura de Itapecerica

Durante toda a semana passada, a Prefeitura de Itapecerica da Serra realizou a Semana Interna de...

08/12/2017

Ações de prevenção ao câncer da próstata marcaram a Campanha Novembro Azul

A campanha, “Cuidando da Saúde do Homem", realizada em Taboão da Serra pela Secretaria de Saúde,...

08/12/2017

Diversas atividades de prevenção marcaram a SIPAT/2017 da prefeitura de Itapecer

Durante toda a semana passada, a Prefeitura de Itapecerica da Serra realizou a Semana Interna de...

04/12/2017

SUS tem 904 mil cirurgias eletivas na lista de espera, aponta CFM

Levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM) aponta que pelo menos 904 mil cirurgias...

30/11/2017

NOP Odontologia Especializada ganha certificação em qualidade e atendimento

Durante o mês de agosto de 2017, 450 pessoas foram ouvidas sobre o serviço de atendimento...

29/11/2017

Virada Inclusiva promove atividades para lembrar Dia da Pessoa com Deficiência

Para lembrar o "Dia Internacional da Pessoa com Deficiência", 3/12, a Prefeitura de Embu das...

29/11/2017

Mais de 1,1 mil cidades estão em alerta para dengue, zika e chikungunya

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (28) o Levantamento Rápido de Índices de...

28/11/2017

ABES apóia a inclusão de pessoas com autismo no mercado de trabalho

A Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) é uma das entidades que apoiam a...

13/12/2017

Ney Santos reajusta bolsa da Frente de Trabalho de R$ 350 para R$ 1.000,00

A partir de janeiro de 2018 os integrantes da Frente de Trabalho de Embu das Artes vão receber...

13/12/2017

Alckmin libera R$ 923 mil a Itapecerica para ações de segurança no trânsito

Em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, o governador Geraldo Alckmin autorizou 36 municípios a...

13/12/2017

Estatuto da GCM foi apresentado e discutido na Câmara e votação foi marcada

O Plano de Cargo e Carreira da Guarda Civil Municipal de Taboão da Serra foi apresentado e...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.