Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Professores de Embu fazem ato contra mudança na data de pagamento

Por Sandra Pereira | 30/08/2013

sindi

Sandra PereiraServidores públicos de Embu fizeram protesto após anúncio de que salários serão pagos no dia 6 de setembro

Professores da rede municipal de Embu das Artes realizaram durante toda a manhã desta sexta-feira, 30, em frente a prefeitura de Embu das Artes protesto contra a alteração na data de pagamento dos seus vencimentos. Já faz quase uma década que os salários dos servidores públicos era pago no final de cada mês. Por meio de nota a prefeitura informou na tarde da quinta-feira, 29, a alteração da data para o 5º dia útil do mês conforme consta no artigo 144 do Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Embu das Artes, Lei Complementar nº 137, datado de 12 de março de 2010.Os servidores ameaçam decretar greve. 

 A prefeitura alega que a mudança na data de pagamento deve-se à crise financeira que está comprometendo os repasses feitos à cidade. A nota diz que o pagamento de salários será feito no dia 6 de setembro, já os benefícios como cesta básica e vale-transporte estarão garantidos a partir de segunda-feira, 2 de setembro.

“No período de 2004 a 2008, a arrecadação municipal cresceu em média 38%. Já de 2009 a 2012, o crescimento foi de apenas 18%. Considerando ainda a crise econômica mundial, que atinge também o nosso País e compromete o repasse de verba do governo federal aos municípios, torna-se necessária a readequação orçamentária para continuarmos honrando nossos compromissos com servidores, fornecedores e população”, traz a nota da prefeitura. Leia aqui a íntegra.

Os servidores criticam o fato da alteração na data do pagamento só ter sido comunicada na véspera. Eles alegam que por conta disso vão enfrentar problemas com pagamento de contas pessoais com juros e multa. 

“A prefeitura até poderia mudar a data de pagar. Agora avisar isso pra gente na véspera é um absurdo. Isso não se faz. É falta de respeito”, reclamou uma servidora. 

Uma outra também defendeu que a prefeitura deveria ter antecipado a informação evitando que os servidores prejudicassem o pagamento de suas contas pessoais. “Se a gente soubesse antes podia ter se programado. Tentado trocar as datas de vencimento das contas. Porque na verdade a gente recebe e já sai pagando tudo”, contou. 

O presidente do sindicato dos servidores públicos de Embu das Artes foi recebido no protesto em frente da prefeitura com vaias e gritos de “vendido”. Alguns servidores mais raivosos chegaram a bater boca com ele. Mas o presidente alegou ter sido tomado de surpresa com a decisão.

Numa nota entregue no ato o presidente se disse indignado com a medida que afeta a vida de mais 4.500 famílias. “Este Sindicato tomará as medidas as medidas judiciais cabíveis”, diz a nota da entidade. 

Já a prefeitura informa que pretende reduzir custos com contas de água, luz, telefone e serviços e fala até na redução de cargos indicados.




Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.