Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Projeto sobre alvarás de comércios causa polêmica na Câmara de Taboão

Por Sandra Pereira | 28/08/2013

011

Arquivo do Jornal na NetSessão adentrou pela madrugada após polêmica de projeto enviado em regime de urgência

Numa sessão que avançou pela madrugada adentro a Câmara Municipal de Taboão da Serra adiou para a próxima semana a votação do projeto de lei do Poder Executivo, enviado à Casa em regime de urgência, que prevê a regularização de alvarás de funcionamento para comércios da cidade. Na prática a medida atingirá todos os comércios instalados em Taboão da Serra que passarão a ter prazo de dois anos para obter o alvará de Habite-se, mediante a apresentação de uma lista de documentos entre os quais está a planta de edificação dos imóveis onde estão funcionando. O prazo para o comerciante se adequar a medida é prorrogável por mais dois anos.

 Até o momento em que os vereadores passaram a analisar a urgência do projeto a sessão transcorria em águas calmas, indicando até mesmo que os trabalhos seriam encerrados no prazo regimental.  Ao mesmo tempo em que viabiliza a regularização dos comércios trazendo assim os benefícios da formalidade, o projeto também traz o risco de encerrar as atividades daqueles comerciantes que não conseguirem apresentar a documentação exigida para a obtenção do alvará. Foi nesse sentido que a polêmica se instalou na Casa e por isso ninguém quer correr “risco” na Câmara. 

 Quem acendeu o pavio do legislativo foi o vereador André Egydio que pediu aos pares calma e chegou a dizer que a votação iria acontecer no “afogadilho”, como o caso do IPTU. O parlamentar alegou ainda que a lei poderia beneficiar o shopping Taboão e atrapalhar a luta em favor da construção da alça de saída para a BR em direção à Embu das Artes.

“Essa Casa precisa de tempo para entender e emendar esse projeto. Se a Casa é nova tem que ter atitude nova”, disse o vereador André Egydio. Ao Jornal na Net ele relatou preocupação com o impacto da medida na região do Pirajuçara, sua principal base eleitoral. Fato inédito foi a união do vereador ao petista Moreira em voto contrário à tramitação do regime de urgência do projeto na Comissão de Justiça e Redação.  

Marco Porta deu voto em separado favorável à tramitação do regime de urgência. Utilizando de uma brecha regimental o vereador Ronaldo Onishi garantiu que o projeto fosse apreciado pelo plenário mesmo tendo sido rejeitado na Comissão de Justiça e Redação. Já era dada como certa a votação quando um burburinho entre os vereadores indicou que o projeto dificilmente seria aprovado naquela madrugada e foi o que ocorreu.  

André Egydio pediu vistas por seis dias e acabou convencendo a maioria dos pares a demorar mais tempo para que o projeto “seja melhor compreendido”.

Já passava da meia noite quando um munícipe gritou do plenário que os vereadores deveria trabalhar mais rápido em respeito ao IPTU que ele pagava e contribua com a manutenção do Legislativo.

 "Estamos aqui debatendo e fazendo jus ao seu IPTU", emendou Moreira. A essa altura algumas pessoas dormiam no plenário enquanto os vereadores faziam reuniões e mais reuniões na tentativa de chegar a um entendimento que não veio.

Para o vereador Cido a cidade vai ganhar com o projeto. "Os pequenos comerciantes vão poder ter a sua máquina de crédito e isso é muito importante", defendeu. 

O projeto prevê que com a apresentação de um atestado técnico de segurança da edificação em substituição temporária do alvará Habite-se, certificado de conclusão ou documento equivalente, para fins de concessão de alvará de licença de funcionamento. “Vamos estudar a proposta do governo com calma, parece ser muito bom para a regularização, mas queremos analisar com cuidado”, disse o presidente da Câmara Municipal, Eduardo Nóbrega.

Na primeira parte da sessão, os vereadores aprovaram todas as indicações, os requerimentos em pauta foram remetidos para a próxima sessão. 

18/10/2017

Taboão teve sessão histórica para as mulheres e com aprovação de leis

O grito silencioso das mulheres vítimas de violência ecoou com força e fez da sessão desta...

17/10/2017

Reforma eleitoral abre espaço para propaganda paga em sites

A reforma eleitoral, aprovada no Congresso Nacional e sancionada recentemente pelo presidente...

15/10/2017

Ney Santos fará reforma no governo de Embu, João Ramos deixará prefeitura

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB) vai anunciar nos próximos dias uma reforma...

13/10/2017

Câmara Municipal aprova reajuste de abono para servidores

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram na última terça-feira, dia 10, por unanimidade, um...

11/10/2017

Convenção realizada no domingo elegeu novo diretório do PSDB de Itapecerica

O diretório municipal do PSDB de Itapecerica da Serra realizou, no último domingo (8 de...

11/10/2017

STF deve decidir hoje se Congresso pode rever medidas contra parlamentares

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve decidir hoje (11) se parlamentares podem ser afastados do...

11/10/2017

Analice intercede por liberação de recursos para Embu das Artes

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos e a deputada estadual Analice Fernandes participaram de...

10/10/2017

Ney Santos lança Cartão Cidadão prometendo economia de recursos públicos

Anunciado como a maior ferramenta de gestão tecnológica de dados de toda a região, o Cartão...

10/10/2017

Parecer do relator de denúncia contra Temer deve ser lido nesta terça

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.