Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores foram à Saúde, mas não encontraram Secretário

Por Márcio Amendôla | 27/08/2009

materia_marcio1.jpg

Vereadores também não tiveram sucesso na segunda ida ao Palácio

Uma comissão de vereadores da Região Sudoeste participou de uma reunião com técnicos da Secretaria de Estado da Saúde na quarta-feira, 26 de agosto, às 11 horas.

O encontro, que teve a duração de duas horas, contou com a participação do Coordenador de Regiões de Saúde da Secretaria, Dr. Luiz Maria Ramos Filho, do Assessor Técnico de Gabinete, Dr. Luiz de Mello, por parte do governo estadual, do Secretário Municipal de Saúde de Taboão da Serra, Dr. José Alberto Tarifa Nogueira, e dos vereadores Alexandre Depieri, Natal, Cido da Yafarma, Arnaldo da Imobiliária, Wagner Eckstein e Paulo Félix, de Taboão da Serra, e João Leite, Júlio Campanha, Zé Carlos Proença e Professor Silvino, de Embu.

 

Novo Hospital fora de questão


Frustrados por novamente não serem atendidos pelo Secretário Estadual, Dr. Luiz Roberto Barradas Barata, nem tampouco pelo governador José Serra, os vereadores aceitaram a contra-gosto uma reunião com assessores da Secretaria de Saúde, que de antemão já informaram que a construção de um novo Hospital Regional no eixo da BR-116 está totalmente descartada.

“Temos a orientação expressa do governador Serra, de não construirmos mais nenhum hospital no Estado a partir de agora; a orientação é a de que todos os recursos sejam encaminhados para a construção das AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades)”, informou Dr. Luiz Maria. Mas, para a Região Sudoeste está prevista apenas a construção ‘no futuro’ de uma AME em Taboão da Serra. Atualmente existem quatro projetos piloto, em construção nas cidades de Carapicuíba, Santos, Campinas e São José do Rio Preto.

Além do novo Hospital Regional, os vereadores reivindicam a ampliação no número de internações e leitos de UTI em caráter emergencial, tanto no HGP (Pirajuçara) como no HGIS (Itapecerica) em favor das comunidades locais, e o gerenciamento compartilhado das unidades hospitalares, com as prefeituras locais. Os vereadores reclamaram também do atendimento a dezenas de cidades que não são da região, reduzindo as vagas para os moradores das seis cidades do Conisud (Taboão, Embu, Itapecerica, Embu-Guaçu, Juquitiba e São Lourenço), mas os técnicos da Secretaria de Saúde disseram que o atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde) é universal para todos os brasileiros, e o Plantão Controlador tem autonomia para colocar pacientes de outras cidades em qualquer região do Estado, de acordo com a gravidade do estado do paciente e a disponibilidade de vagas.

Dr. Luiz Maria disse que existe a possibilidade do Estado comprar leitos hospitalares na rede privada quando há excesso de demanda de internações. Outra alternativa apontada por ele seria a liberação de verbas do SUS diretamente para os municípios realizarem cirurgias eletivas, como as de hérnia, varizes, cataratas, entre outras. Segundo o assessor Dr. Luiz Melo, o dinheiro existe, mas muito poucos municípios utilizam o recurso, devido à falta de condições destas prefeituras realizarem estas pequenas cirurgias. Se houver pequenos hospitais municipais nas cidades, esta possibilidade (de repasse do SUS) é real, segundo explicou Dr. Luiz Maria.

Risco de “irmos a óbito”
Ao final, o vereador Paulo Félix, articulador da reunião, propôs uma ‘trégua’ do movimento até que a Secretaria da Saúde se manifeste sobre as reivindicações da Região. Marcou-se então uma nova reunião na Secretaria de Saúde, no dia 9 de setembro, quarta-feira, às 11 horas, para que as partes se manifestem novamente. “Confesso que saímos daqui sem ser clinicados, com risco de irmos a óbito”, ironizou o presidente da Câmara de Embu, vereador Silvino Bomfim. Ele propõe que a região realize um grande debate sobre a Saúde Pública na Região, aberto à comunidade, com a participação de prefeitos, vereadores e representantes da Saúde, em níveis Municipal, Estadual e Federal. Segundo ele, a idéia “é colocar todos frente a frente para a gente ver quem está com a razão e quais as soluções que podemos encontrar. O que não dá é para as pessoas continuarem a morrer por falta de vagas nestes Hospitais”, desabafou. (Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Embu)

14/07/2017

Câmara de Taboão permanece com atendimento ao público durante o recesso

A Câmara Municipal de Taboão da Serra entrou em recesso parlamentar no início de julho e neste...

12/07/2017

MPT pede veto e não descarta entrar com ação contra reforma trabalhista

O Ministério Público do Trabalho (MPT) encaminhou ao presidente Michel Temer, nesta quarta-feira...

07/07/2017

Deputada Analice assume presidência da Assembleia e recebe delegação da Baviera

A deputada estadual Analice Fernandes assumiu interinamente a presidência da Assembleia...

07/07/2017

Assembleia aprova proposta de Alckmin que reduz valores de multa e juros de ICM

Na tarde desta quarta-feira, 05 de julho, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou o...

05/07/2017

Tribunal de Contas reunirá prefeitos de Taboão, Embu, Itapecerica e região

Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) realiza em Suzano, na próxima quinta-feira...

05/07/2017

Assembleia aprova proposta de Alckmin que reduz valores de multa e juros de ICMS

Na tarde desta quarta-feira, 5 de julho, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou o Projeto...

04/07/2017

Vereadora Érica Franquini comemora o sucesso da 1ª audiência pública

Na quinta-feira, 29, a comissão de Segurança da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou a...

04/07/2017

Prefeito Jorge Costa fala sobre projetos de Itapecerica

Reeleito pela quarta vez para administrar a prefeitura de Itapecerica da Serra, o prefeito Jorge...

03/07/2017

Prefeitura de Embu emite nota sobre a saída de Jefferson Siqueira do Turismo

A prefeitura de Embu das Artes emitiu nota oficial sobre a demissão do secretário Jefferson...

01/07/2017

Câmara Municipal entra em recesso após aprovação da LDO

Na última terça-feira, dia 27, os vereadores de Taboão da Serra aprovaram por unanimidade, em...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.