Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Jomar Silva assume vaga deixada por Ney Santos na Câmara de Embu das Artes

Por Sandra Pereira | 9/08/2013

essa_1

Sandra PereiraVereador Jomar recebe cumprimentos do presidente da Câmara e demais autoridades presentes na recontagem de votos nesta sexta-feira, 9.

Jomar da Silva Santos, 45 anos, acaba de ser oficializado pela Justiça Eleitoral vereador de Embu das Artes no lugar de Ney Santos, que teve o mandato cassado no mês passado por captação ilícita de sufrágio. Essa é a segunda vez que ele assume a cadeira de vereador na cidade depois que outro parlamentar foi cassado. Em 2012 Jomar foi vereador por 4 meses após a cassação por  infidelidade partidária do ex-vereador pastor Edgardo. Ele disputou a eleição perdeu e agora retorna à Casa no lugar de Ney Santos.

“Dessa vez vou trabalhar para ser eleito de primeira. Meu desejo é ficar até o final do mandato. Não esperava que isso acontecesse novamente, mas não considero que tive sorte. Acredito sim que fizemos um trabalho e ele foi reconhecido. Tive quase 2 mil votos e vou trabalhar para honrar meus eleitores”, avisa, garantindo que já tem vários projetos em mente para implantar no Legislativo.

O procedimento de recontagem de votos durou pouco menos de 20 minutos. O processo é automático feito diretamente no sistema no Tribunal Superior Eleitoral e consistiu em anular os 8.026 votos de Ney Santos para que o sistema refizesse os cálculos apontando quem deveria assumir a cadeira deixada por ele.

Após a anulação dos votos de Ney Santos Embu das Artes passou a ter 124.299 votos válidos. Já o novo coeficiente eleitoral registrado foi de 8.286,6 votos. A recontagem de votos não muda a situação do vereador Carlinhos do Embu, uma vez que a coligação PSC e PSDB atingiu o coeficiente eleitoral mesmo sem os votos de Ney Santos.

De acordo com o juiz eleitoral de Embu das Artes, Gustavo Sauaia, Jomar Silva vai ser empossado no cargo na próxima sexta-feira, dia 16, às 15 horas, no cartório eleitoral em solenidade simples. Já a posse dele deve ocorrer imediatamente após a diplomação.

“Por hora não havendo a suspensão da sentença ele permanece vereador. Jomar já foi diplomado como suplente e agora vai ser como vereador”, explicou o juiz.

 Jomar Silva Santos disputou a eleição na coligação PSB, PSD e PR. Cada um dos partidos tem representante na Câmara. Jomar é do PSB, o vereador Pedro Valdir é do PSD e o PR está representado pelo vereador Jeferson Siqueira, segundo mais bem votado da cidade.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.