Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Modelo digital da Zona Azul de Itapecerica está em adaptação na cidade

Por | 31/07/2013

zona1

Karen SantiagoMudanças começaram a serem adaptadas nesta quarta, dia 31.

Começou nesta quarta-feira, dia 31 de julho, o novo modelo de cobrança da Zona Azul de Itapecerica da Serra, ainda em adaptação pelos próximos quinze dias. O sistema agora é digital. O motorista vai até um dos doze funcionários da Zona Azul, nos postos conveniados, ou ainda em comerciantes locais, passa a placa, fala o período de permanecia do veículo na vaga e recebe segundos depois o canhoto. O motorista tem apenas 10 minutos para adquirir a cobrança, caso passe esse tempo, será notificado e posteriormente multado em R$ 53,20. A multa só será aplicada se a notificação não for cancelada, em qualquer posto conveniado. O tempo que o veículo pode ficar estacionado em uma vaga, também mudou para 2 horas no máximo.

A cobrança é impressa por meio de uma máquina e a placa anotada em um celular. A máquina é bem semelhante às utilizadas para passar os cartões bancários. O canhoto consta a placa do veículo, o valor cobrado e o tempo de permanência na vaga. A reportagem do Jornal na Net constatou que o verso do canhoto está em branco, sem ao menos explicações de funcionamento do novo sistema ou endereços dos postos conveniados.

O objetivo das mudanças, segundo a Secretaria de Transporte e Trânsito é para evitar que os motoristas deixem seus veículos estacionados o dia inteiro, não tornando de fato a Zona Azul rotativa, também garantir a segurança das funcionárias que já chegaram a ser agredidas pelos motoristas e evitar o acúmulo de dinheiro guardado por elas. O novo modelo facilita ainda o trabalho da secretaria, uma vez que de forma mais ágil será possível monitorar o sistema.

O valor da Zona Azul continua o mesmo. Para o motorista deixar o veículo estacionado por uma hora ele paga R$ 1,50, já para duas horas (tempo máximo em uma vaga), R$ 3,00. A cobrança é feita de segunda a sábado das 9h às 18h e 9h às 13h, respectivamente.  As mudanças pegaram muitos motoristas e comerciantes de surpresa. Os motoristas alegam que não sabiam com antecedência do novo modelo e não conhecem os endereços dos postos conveniados, já os comerciantes afirmam que nem se quer sabem como utilizar o sistema. 

“Não é de uma hora para outra que se acostuma com essa máquina. Eles deveriam ter dado pelo menos orientações, antes de colocarem o sistema para funcionar”, afirma um comerciante. Já o motorista Luis Pereira afirmou que a cobrança é indevida, porque de nenhuma maneira [pagando ou não] o veículo fica seguro. As mudanças não agradaram Luis, já que não tem informação alguma sobre o novo modelo e caso não encontre uma das funcionárias, tem que correr para um posto para regularizar a situação – “nem ao menos sei onde fica esse posto”, justifica.

A reportagem permaneceu uma hora em ruas do centro da cidade nesta quarta e acompanhou o primeiro dia de tantas mudanças na Zona Azul. Notou que os motoristas se viam perdidos e sem informações. Os funcionários que aplicam a cobrança e pessoas responsáveis pelos postos conveniados, chegaram a ser rudes com a reportagem. Nenhuma informação foi passada e nem ao menos uma foto pode ser tirada.

Confira onde encontrar os postos conveniados

Três deles na avenida XV de Novembro: Papelaria Ponto 4 (nº 928 – loja 1), KMF Elétrica (nº 271) e Esquina da Pizza (nº 428). Dois no Largo da Matriz: Água Viva Purific (nº 02) e K Legal Rest (nº 48). E demais endereços um: Casa de Ração Garcia (rua José Rother Domingues, 41), Revistaria da Serra (Praça João Pessoa, 03), Ágape Livraria (rua Augusto de Queiroz, 25), Casa de Bateria (rua Vitória, 11), TJ Com Doces (rua Inácio Pereira dos Santos, 40), Iro Iro Doces (rua Ladeira Capitão de Moraes, 72), Associação Comercial (rua Luiz Goma, 23 – sobreloja), Cine Lan (rua Major Telles, 169) e Leagua (rua São João, 48).

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.