Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Anhanguera é intimada a esclarecer irregularidades aos Sindicatos dos Professores de SP

Por Karen Santiago | 16/07/2013

aloalo1

DivulgaçãoFaculdade é alvo de diversas denúncias de irregularidades

As possíveis irregularidades cometidas pela Faculdade Anhanguera de descumprimento da cláusula que garante gratuidade nas mensalidades dos professores, funcionários e dependentes; mudança unilateral do início das férias e prazo exíguo para a correção de provas e envio das notas resultaram na prestação de esclarecimentos da instituição no Foro Conciliatório de Conflitos Coletivos. A intimação para a última sexta-feira, 12, foi feita pelos Sindicatos dos Professores - Fepesp e pelo Sinpro ABC. 

Na ocasião os órgãos exigiram o imediato cumprimento da Convenção Coletiva. A discussão não foi concluída e uma nova reunião foi marcada para o dia 07 de agosto. Até esta data, os sindicatos estão recebendo denúncias dos trabalhadores que hoje estão pagando pela bolsa.

A denúncia mais grave refere-se à bolsa de estudo, garantida pela Convenção Coletiva de Trabalho a todos os professores e auxiliares de administração escolar, uma vez que a Anhanguera criou regras próprias para concessão da bolsa, desrespeitando a Convenção.

Entre as normas inventadas, a faculdade condiciona a bolsa integral a uma jornada mínima semanal. O professor ou auxiliar que não cumprir 20 aulas ou mínimo de 10h de trabalho terá de pagar 40% da mensalidade. No caso dos dependentes não existe bolsa integral. Caso o empregado cumpra a jornada acima, seu dependente terá desconto de 80%. Se estiver fora do mínimo, o desconto é de 40%. A Convenção garante até duas bolsas de estudo, com gratuidade integral para os professores, funcionários não docentes e filhos ou dependentes, independente da carga horária.

Outra regra inventada pela Anhanguera estabelece que a bolsa, mesmo que parcial, não vale para cursos de mestrado ou doutorado.

Início das férias

A Anhanguera também descumpriu a Convenção ao mudar o início das férias de 02 para 03 de julho. A IES não poderia ter alterado o calendário escolar sem aprovação de órgão competente e precisaria ter comunicado a mudança aos professores e os sindicatos no início do ano.

A mudança unilateral, feita em cima da hora no final de junho, trouxe prejuízos aos professores. Além disto, a IES poderia se valer da mudança para demitir professores no dia 02 sem a garantia semestral de salários.

A Anhanguera admitiu o fato e atribuiu a mudança de data ao fluxo de caixa da empresa: como não teria recurso para pagar o salário de férias 48 horas antes da data prevista, optou por adiar o início das férias.

O adiamento do período de férias foi irregular e , por isso, se algum professor foi demitido no dia 02, deve receber a Garantia Semestral de Salários.

24 horas

A Anhanguera também foi cobrada sobre o tempo curto para os professores entregarem notas depois da aplicação das provas de junho. O Sinpro ABC apresentou um calendário de atividades da IES comprovando a situação: em alguns casos, o tempo era de 48 ou até 24 horas para correção e entrega das notas. A IES alegou desconhecer o fato e disse que adotará providências com os coordenadores de curso.

A Fepesp e os demais sindicatos procurarão saber se os problemas ocorreram em outras unidades. Em caso de problema na sua unidade, procure seu sindicato ou faça a denúncia à Fepesp.

Outras falhas

Ano passado, nos meses de agosto e outubro o portal divulgou duas matérias que apontavam possíveis irregularidades na Faculdade Anhanguera de Taboão. A primeira apontava notícia de irregularidade na adequação do curso de Gestão Empresarial e Patrimonial da Faculdade Anhanguera de Taboão da Serra junto ao Ministério da Educação (MEC) por propaganda enganosa. Leia aqui e aqui.

A faculdade foi alvo também de ter 95% de seus candidatos para Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) reprovados na prova do ano de 2011. Por conta disso, o MEC diminuiu em 64 o número de vagas para o referido curso.

Além disso, a demora de mais de oito meses na entrega do certificado de conclusão de curso preocupa a turma de alunos de MBA em Gestão de Pessoas – relembre aqui.

Outro lado

O Grupo Anhanguera Educacional informou em nota oficial ao Jornal que cumpre com a Convenção Coletiva junto à Federação dos Professores do Estado de São Paulo (FEPESP), que inclui o Sindicato dos Professores do ABC (SINPRO-ABC), para os docentes que atuam nas unidades da Instituição no Estado de S. Paulo, tanto na política de bolsas de estudos quanto ao calendário de férias e prazos para revisão de provas. 


Bruno

Essa Faculdade so tem o comercial bom e bonito... de resto nao vale nada. Diz que e a maior do Brasil, mas em questão de qualidade é a pior. So que é ou foi aluno para saber o quanto é ruim o serviço prestado, principalmente na recepção (secretaria) quando precisamos resolver alguma coisa. Horrível. Axo que deveria ter mais fiscalização e nao aceitar que uma escola dessa possa oferecer cursos de graduação, pos e etc.

Alberto Cardoso

Pessoal voces vao esperar o que dessa industria de mensalidades. Isso como tantas outras nao passam de fabricas de "educaçao". O que interessa para esses grupos sao apenas o aspecto financeiro, entenda-se LUCROS. E com essas e outras que grande parte da educaçao, base primordial de uma naçao, esta sucateada com o apoio muitas vezes de politicos nefastos, inclusive da nossa regiao. Ou alguem discorda?

18/06/2017

Jornalista Gregório Bacic ministra palestra a professores do Nigro Gava

Professores da Escola Estadual Professora Maria Aparecida Nigro Gava, no Parque Pinheiros, em...

12/06/2017

Escolas da rede municipal de Taboão, Embu e Itapecerica realizam festa junina

Olha a chuva... É mentira! Olha a cobra... É mentira! O mês de junho é conhecido pela...

11/06/2017

Taboão da Serra ganha unidade do Centro Brasileiro de cursos (Cebrac)

Moradores de Taboão da Serra que buscam ingressar e ou conseguir cargos melhores no mercado de...

11/06/2017

Sistema EJA está com inscrições abertas para o segundo semestre

Os jovens e adultos que não terminaram os estudos e querem retornar às salas de aula já podem se...

11/06/2017

Mais de 7 mil professores aprovados em concurso são convocados em SP

Mais de 7 mil professores aprovados no maior concurso do magistério paulista poderão escolher as...

08/06/2017

Febre Amarela e Dengue são pautas para alunos da EMEF Rachel de Queiroz

A direção da EMEF Rachel de Queiroz criou um Jornal Escolar que tem como foco central o...

03/06/2017

Escolas Estaduais de Embu das Artes recebem programa de educação ambiental

Em parceria com a Diretoria de Ensino da Região de Taboão da Serra, a ONG Sociedade Ecológica...

30/05/2017

Anhanguera disponibiliza vagas de emprego e qualificação em Taboão

No dia 8 de junho, das 10h às 19h, as unidades da Anhanguera de Taboão da Serra e outras...

30/05/2017

Faculdade FECAF apoia o esporte profissional em Taboão

Como visto no Globo Esporte (Rede Globo), da última quinta-feira (25), a Faculdade FECAF apoia o...

30/05/2017

Prefeitura de Itapecerica e Sebrae oferecem formações para empreendedores

A Prefeitura de Itapecerica da Serra, em parceria com o Sebrae, irá proporcionar aos...

21/06/2017

Final de futsal feminino acontece no sábado 24/06 em Taboão

O campeonato Metropolitano de futsal feminino adulto terá sua final no próximo sábado 24/06. O...

21/06/2017

Polícia Militar vai dobrar quantidade de motos da Rocam em Taboão e Embu

Desde o dia 8 de junho o tenente-coronel PM Marcos Vitiello assumiu o comando do 36º Batalhão de...

21/06/2017

Itapecerica integra rota do turismo religioso durante o Corpus Christi

O turismo é marcado pelos diferentes segmentos e perfis dos viajantes. Alguns viajantes preferem...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.