Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Anhanguera é intimada a esclarecer irregularidades aos Sindicatos dos Professores de SP

Por | 16/07/2013

aloalo1

DivulgaçãoFaculdade é alvo de diversas denúncias de irregularidades

As possíveis irregularidades cometidas pela Faculdade Anhanguera de descumprimento da cláusula que garante gratuidade nas mensalidades dos professores, funcionários e dependentes; mudança unilateral do início das férias e prazo exíguo para a correção de provas e envio das notas resultaram na prestação de esclarecimentos da instituição no Foro Conciliatório de Conflitos Coletivos. A intimação para a última sexta-feira, 12, foi feita pelos Sindicatos dos Professores - Fepesp e pelo Sinpro ABC. 

Na ocasião os órgãos exigiram o imediato cumprimento da Convenção Coletiva. A discussão não foi concluída e uma nova reunião foi marcada para o dia 07 de agosto. Até esta data, os sindicatos estão recebendo denúncias dos trabalhadores que hoje estão pagando pela bolsa.

A denúncia mais grave refere-se à bolsa de estudo, garantida pela Convenção Coletiva de Trabalho a todos os professores e auxiliares de administração escolar, uma vez que a Anhanguera criou regras próprias para concessão da bolsa, desrespeitando a Convenção.

Entre as normas inventadas, a faculdade condiciona a bolsa integral a uma jornada mínima semanal. O professor ou auxiliar que não cumprir 20 aulas ou mínimo de 10h de trabalho terá de pagar 40% da mensalidade. No caso dos dependentes não existe bolsa integral. Caso o empregado cumpra a jornada acima, seu dependente terá desconto de 80%. Se estiver fora do mínimo, o desconto é de 40%. A Convenção garante até duas bolsas de estudo, com gratuidade integral para os professores, funcionários não docentes e filhos ou dependentes, independente da carga horária.

Outra regra inventada pela Anhanguera estabelece que a bolsa, mesmo que parcial, não vale para cursos de mestrado ou doutorado.

Início das férias

A Anhanguera também descumpriu a Convenção ao mudar o início das férias de 02 para 03 de julho. A IES não poderia ter alterado o calendário escolar sem aprovação de órgão competente e precisaria ter comunicado a mudança aos professores e os sindicatos no início do ano.

A mudança unilateral, feita em cima da hora no final de junho, trouxe prejuízos aos professores. Além disto, a IES poderia se valer da mudança para demitir professores no dia 02 sem a garantia semestral de salários.

A Anhanguera admitiu o fato e atribuiu a mudança de data ao fluxo de caixa da empresa: como não teria recurso para pagar o salário de férias 48 horas antes da data prevista, optou por adiar o início das férias.

O adiamento do período de férias foi irregular e , por isso, se algum professor foi demitido no dia 02, deve receber a Garantia Semestral de Salários.

24 horas

A Anhanguera também foi cobrada sobre o tempo curto para os professores entregarem notas depois da aplicação das provas de junho. O Sinpro ABC apresentou um calendário de atividades da IES comprovando a situação: em alguns casos, o tempo era de 48 ou até 24 horas para correção e entrega das notas. A IES alegou desconhecer o fato e disse que adotará providências com os coordenadores de curso.

A Fepesp e os demais sindicatos procurarão saber se os problemas ocorreram em outras unidades. Em caso de problema na sua unidade, procure seu sindicato ou faça a denúncia à Fepesp.

Outras falhas

Ano passado, nos meses de agosto e outubro o portal divulgou duas matérias que apontavam possíveis irregularidades na Faculdade Anhanguera de Taboão. A primeira apontava notícia de irregularidade na adequação do curso de Gestão Empresarial e Patrimonial da Faculdade Anhanguera de Taboão da Serra junto ao Ministério da Educação (MEC) por propaganda enganosa. Leia aqui e aqui.

A faculdade foi alvo também de ter 95% de seus candidatos para Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) reprovados na prova do ano de 2011. Por conta disso, o MEC diminuiu em 64 o número de vagas para o referido curso.

Além disso, a demora de mais de oito meses na entrega do certificado de conclusão de curso preocupa a turma de alunos de MBA em Gestão de Pessoas – relembre aqui.

Outro lado

O Grupo Anhanguera Educacional informou em nota oficial ao Jornal que cumpre com a Convenção Coletiva junto à Federação dos Professores do Estado de São Paulo (FEPESP), que inclui o Sindicato dos Professores do ABC (SINPRO-ABC), para os docentes que atuam nas unidades da Instituição no Estado de S. Paulo, tanto na política de bolsas de estudos quanto ao calendário de férias e prazos para revisão de provas. 


23/04/2018

Enem 2018: resultado do pedido de isenção da taxa de inscrição é divulgado

O resultado dos pedidos de isenção da taxa da edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio...

19/04/2018

Projeto Abril Solidário movimenta alunos da Fecaf em Taboão da Serra

O Projeto Abril Solidário, criado pelos alunos do curso de Pedagogia da Faculdade FECAF de...

19/04/2018

Inscrições com redução de taxa das Etecs de Taboão e Embu estão abertas

Estão abertas as inscrições para redução de 50% na taxa de inscrições do processo seletivo para...

17/04/2018

Educação reforça formação continuada de professores P2

A Secretaria de Educação de Itapecerica da Serra realizou o curso de formação continuada para...

15/04/2018

Prefeitura de Taboão da Serra entrega uniforme e material escolar

Após distribuir logo no início do ano letivo os kits de material escolar para todos os alunos da...

12/04/2018

‘Ação Jovem’ oferece orientação profissional e ações educativas

Visando o apoio à iniciação profissional e transferência direta de renda, o Governo de São Paulo...

09/04/2018

Termina hoje inscrições de alunos remanescentes do Prouni

Termina nesta segunda-feira (9) as inscrições para as 112.800 bolsas remanescentes do Programa...

06/04/2018

Três Sobreviventes da Bomba de Hiroshima dão palestra a estudantes

Aos 21 anos de idade, Sr. Takashi Morita vivenciou a explosão da Bomba Atômica de...

24/04/2018

Cresce a participação dos homens nas tarefas domésticas, diz IBGE

Os cuidados com a casa e a distribuição de afazeres domésticos continuam desiguais no Brasil....

24/04/2018

Governo de SP quer vacinar 10,7 milhões de pessoas contra a gripe

O governador Márcio França participou, nesta segunda-feira (23), da abertura da campanha...

24/04/2018

Maioria dos brasileiros até 14 anos vivem em situação de pobreza

Mais de 40% de crianças e adolescentes de até 14 anos vivem em situação domiciliar de pobreza no...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.