Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Bebê de 10 meses morre após receber alta do PSI em Taboão da Serra

Por Sandra Pereira | 15/07/2013

psi1

Sandra Pereira Criança foi atendida no PSI  no sábado de manhã e morreu à tarde

Uma criança de apenas 10 meses de idade morreu no sábado, 13, após ser atendida, medicada e receber alta médica no Pronto Socorro Infantil do Santo Onofre, em Taboão da Serra. Os pais da criança Ivaneide Silva Santos e João Marques Silva acusam o médico que atendeu a filha deles, identificado como sendo Juan Pablo, de negligência médica. Ambos atestam que o médico percebeu a gravidade do quadro clínico da criança, mas ainda assim indicou medicamentos para a mãe ministrar na filha em casa. A criança faleceu durante a tarde de sábado, poucas horas após receber alta. A secretaria Municipal de Saúde informou por meio da assessoria de imprensa que vai apurar o caso para descobrir se houve falha no atendimento da criança a fim de tomar as medidas administrativas cabíveis.

“Saímos de casa as  9 horas da manhã. O médico ouviu o coração da minha filha e encaminhou ela pra sala de medicação, onde deram dois remédios. Ela ficou um pouco melhor e ele mandou a gente pra casa e receitou mais remédio. Mas nem deu tempo de dar porque ela morreu antes das 15 horas, quando ele falou pra gente dar o remédio”, disse a mamãe da bebê, Ivaneide Silva Santos.

A pequena T.M.S. foi sepultada no domingo pela manhã no cemitério da Saudade. A menina era a primeira filha do casal que está inconformado com a tragédia. A família mora na rua do Pátria, no Jardim Margaridas.

O pai da menina  disse ao Jornal na Net que no atestado de óbito da filha consta como causa da morte uma doença denominada de  broncopneumonia,  processo inflamatório agudo dos brônquios e do tecido pulmonar.

Ivaneide Silva disse que ao dar alta à sua filha o médico afirmava não entender porque a criança demonstrava sentir dor e teria comentado também que ela emitia som estranho ao respirar.

“O médico viu que a minha filha estava grave e mesmo assim deu alta para ela. Não foi certo e isso não pode continuar acontecendo com outras famílias. A gente vai querer uma resposta. Sei que nada vai trazer minha menina de volta  mas vou lutar pra esse médico parar de trabalhar ali e colocar em risco a vida das crianças”, disse.

O pais da criança registraram Boletim de Ocorrência relatando a morte da filha na delegacia central de Taboão da Serra.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.