Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Concurso para contratação de médicos preencheu 71 vagas das 119 oferecidas em Taboão

Por | 15/07/2013

saude01

Sandra PereiraAgora a saúde do município conta com um déficit de 48 vagas de médicos

O concurso público para a contratação de 119 médicos da cidade de Taboão da Serra acabou não suprindo as vagas propostas, uma vez que somente 71 inscritos foram aprovados. Agora a saúde do município conta com um déficit de 48 vagas de médicos. A lista dos candidatos aptos foi divulgada na última quinta-feira (11), no site da banca organizadora do concurso Zambini.  O número total de inscritos, de acordo com a Secretaria de Gestão de Pessoas foi de 104 pessoas. Esse é o segundo concurso aberto pela prefeitura da cidade, no período de um ano, já que nenhum deles supriu o número suficiente desses profissionais para atendimento na rede básica de saúde do município, as Unidades Básicas de Saúde – relembre aqui.

A dificuldade na contratação de médicos é apontada pelos prefeitos da região como um dos principais entraves que impede a melhoria da qualidade da saúde pública. A carência de 85 médicos para atuar nas unidades básicas de saúde já foi pauta de audiência pública realizada no início do ano na Câmara Municipal. Na ocasião a secretária Raquel Zaicaner afirmou “temos carência de 500 horas em clínica geral, 460 em pediatria e carência em psiquiatria. Também falta médico em 7 equipes do Programa de Saúde da Família. Esse é o primeiro momento, depois tratamos das especialidades” – relembre aqui.

Em Taboão da Serra, das 40 vagas de clínico geral ofertadas no segundo 
concurso, somente 25 foram preenchidas. Para a contratação de pediatras, constavam 30 vagas, 10 delas foram preenchidas. O concurso previa 20 ginecologistas / obstetras, deste número 11 foram aprovados. Essas são as especialidades mais procuradas pelos moradores da cidade, conforme relatos dos pacientes em matérias já publicadas pelo Jornal.

O certame também previa a contratação de dez psiquiatras e generalistas, porém foram preenchidas quatro da primeira especialidade e somente uma da segunda. Das especialidades de cirurgiões vascular, neuroclínicos e endrocinologistas que constavam com duas vagas cada uma, somente os médicos do neuroclínicos supriram as duas vagas. Sendo que os candidatos aprovados para cirurgião vascular ultrapassaram as duas vagas previstas em edital, sobrando cinco médicos para cadastro reserva. Já a especialidade de endocrinologista, teve somente um aprovado.


O concurso também disponibilizou uma vaga para a especialidade de oftalmologista, dois candidatos foram aprovados, um médico pneumologista infantil, onde três mostraram-se aptos ao cargo e uma vaga para pneumologista adulto, cuja vaga não foi preenchida, devido ao não comparecimento de candidatos na prova objetiva. Por fim, um médico do trabalho foi aprovado no certame.

O salário por hora trabalhada de cada médico é de R$ 60,00 e para o Médico Generalista, que tem a carga horária de 40 horas semanais chega á R$ 10.000,00 reais.

A taxa para inscrição do concurso era de R$ 72,90 e o edital constava na Imprensa Oficial número 478 do dia 10 de maio. As inscrições aconteceram até o dia 31 de maio de 2013 exclusivamente pelo site da banca organizadora.

Projeto de Lei

A contratação desses profissionais da saúde, considerada pelo prefeito Fernando Fernandes, de extrema urgência, atende ao Projeto de Lei enviado pelo prefeito e aprovado pelos vereadores de Taboão da Serra, que reajustou o salário dos médicos que ganhavam R$ 25,00 á hora e mais R$ 25,00 por produtividade.

Programa Federal garante mais médicos em Taboão e Itapecerica

O programa Mais Médicos lançado pelo Governo Federal nesta semana ampliará a presença destes profissionais nas cidades de Itapecerica, Taboão, São Lourenço da Serra, Embu-Guaçu, Juquitiba, Cotia, além de mais seis municípios da região Oeste da Grande São Paulo. Apenas a cidade de Embu das Artes não será contemplada com mais médicos. Veja matéria completa aqui.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.