Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Frida Kahlo é homenageada em Embu das Artes

Por Outro autor | 8/07/2013

frida_846067

DivulgaçãoO projeto terá intervenção artística na rua e exposição de artistas de vários artistas

Neste mês de nascimento e morte de Frida Kahlo (6/7/1907 – 13/7/1954), ela será homenageada em Embu das Artes por meio do projeto 'Uma Noite com Frida Kahlo'. No dia 13, o Centro Cultural Mestre Assis terá ambiente e atrações mexicanos, para mostrar a vida e a arte de uma das mais importantes artistas do século 20, que se destacou na arte, no feminismo, no cinema, na moda.

O projeto 'Uma Noite com Frida Kahlo', organizado por Jéssica Andrade e Khadyg Fares, terá intervenção artística na rua, exposição de artistas de várias vertentes, como, arte naif, grafite e colagem, além de exibição de vídeo e uma esquete (peça de 10 minutos) sobre a vida e obra da pintora. Decoração e comidas típicas garantirão o clima mexicano, com música, sarau, poesia e exposição especial, em que artistas de Embu das Artes e região apresentarão trabalhos que retratam a obra e a trajetória artística de Frida.

Magdalena Carmen Frieda Kahlo y Calderón pintou e explicou o auto-retrato: “Deixo para vocês o meu retrato, assim contarão com a minha presença todos os dias e noites em que eu estiver longe de vocês”. Filha do fotógrafo e pintor Guilhermo Kahlo, casada duas vezes com o famoso muralista Diego Rivera, membro do Partido Comunista, namorada do camarada Leon Trotsky e ídolo de Madonna, Frida foi singular na vida e na arte.


O Projeto


O intuito do projeto é intervir no imaginário e criar a atmosfera de que Frida está presente, em cada manifestação artística, afirmam os organizadores. A proposta é “divulgar, informar e contaminar as pessoas com a produção artística de Frida Kahlo, sua história de vida, seus enlaces amorosos, suas perdas, mas, sobretudo suas paixões”.

“Frida para aqueles que não estão familiarizados com o nome, foi uma mulher que poderia ter sido vítima dos fatos que sucederam em sua vida, mas, subvertendo a ordem do drama, ela preferiu extrair das dores mais profundas uma inspiração. Desse movimento, de sofrimento e paixão, se iniciaram os seus trabalhos no campo das artes plásticas.”As telas de Frida registram aborto, traição e até um auto-retrato, estilo mais comum.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.