Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Embu das Artes declaram apoio às manifestações em todo o Brasil

Por | 20/06/2013

foto1

Genildo RochaApoio foi externado na sessão desta quarta-feira em Embu das Artes

Os vereadores de Embu das Artes externaram apoio aos manifestantes dos diversos protestos pacíficos e ordeiros realizados nas últimas semanas em diversas cidades, entre elas São Paulo, Taboão e Itapecerica da Serra, durante sessão desta quarta-feira (19) na Câmara Municipal da cidade. Eles lamentaram os atos de vandalismos ocasionados pela minoria das pessoas e ressaltaram a importância da luta pelos direitos e ainda comentaram sobre a precariedade dos diversos serviços públicos, entre eles saúde.

“O povo brasileiro está de parabéns pelas manifestações pacíficas. O país está diferente, para que as manifestações acontecessem muitos deram a vida pela democracia. O que temos e somos hoje (políticos), não é ruim. É responsabilidade para pensarmos e caminharmos diferente, porque eles estão mandando um recado para nós. Me sinto orgulhoso. Desde 1992 não se vê uma manifestação a nível de Brasil”, afirmou Edvânio. Ele completou que “todo o sistema está em carência e é capitalista, visando só o lucro. É uma questão pública. Manifestação não é só para passe livre, mas também para que não vise o lucro da forma exorbitante do jeito que está”.

Doda ressaltou que esses movimentos têm muito a dizer para a classe política “sendo uma longa caminhada” que precisa ser respeitada. Ele salientou sobre a decisão do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad e governador, Geraldo Alckmin de reduzirem a passagem para R$ 3 e ainda afirmou que eles têm o compromisso de repensar o aumento de R$ 0,50 no metro e empresas metropolitanas.

Ney Santos, por sua vez frisou que esse é um momento histórico no País e classificou os movimentos como corda gigante “cada dia que passa tomam os Estados e mostram que não estão de brincadeira. O país é democrático temos o direito de ir e vir e lutar pelos direitos”, afirmou.

De acordo com ele, “estava demorando para isso acontecer, uma vez que o povo está esquecido, cansado de ser humilhado e deixado para trás”. Ney lembrou que a população foi para a rua cobrar redução da passagem, foram presos e apanharam.

Santos afirmou que os manifestos vão crescer cada dia mais e salientou que é preciso aproveitar o momento dos holofotes para a Copa das Confederações para mostrar para o mundo que o país não precisa de estádio e sim de mais educação, saúde, transporte, moradia e segurança. “Temos que ver prioridades. Tem gente morrendo todo o dia no posto, hospital por falta de médicos, tem cidades piores que a nossa”, frisou. Ele completou que se sente na obrigação de lutar pelo povo e externou apoio às manifestações pacíficas.

Pedro Valdir também lembrou que esses movimentos conseguiram retroceder a passagem para R$ 3. Clidão afirmou que o momento que o país está vivendo é de reflexão. Contou que participou de movimentos das Diretas Já (pintava o rosto, carregava a bandeira e ia até a praça da Sé, protestar). Da cidade saíram 18 ônibus, de acordo com ele. “Não tinha nenhum derramamento de sangue, quebra a quebra e aconselhou: não deixam esses bardeneiros deixem que o movimento perca a identidade”. 

Sessão Solene pelos 105º anos da Imigração Japonesa

Devido ao 6º Festival da Cultura Japonesa, os japoneses José Siguero Simidu – Agricultor e ex-presidente da Associação Nipo-Brasileira de M’Boi,Yasayuki Hirasaki – Diretor da Sansuy S/A, Hatsui Watanabe – Artista plástica e professor de Washie e Sado Nagata – Presidente da Associação Embu-Hino, ex-vereador e ex-vice prefeito de Embu das Artes foram homenageadas ontem, 19/6.

O presidente da Câmara, Sandoval Pinheiro (Doda), deu um breve resumo sobre a imigração nipobrasileira que começou a mais de um século.  Acompanharam a Sessão, os secretários de Cultura – Alan Leão, de Turismo – Valdir Barbosa e da Controladoria Geral - Marcos Rosatti, representando o prefeito Chico Brito.

O Festival da Cultura Japonesa continua nesse final de semana com a abertura do 6º ANIMAEMBU Nippon Matsuri, às 10h, no Centro de Convenções O Caipirão.


Confira aqui a programação completa.

Com informações de Daniela Karin.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.