Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Terreno abandonado é propício para a prática de estupros, roubos e furtos em Taboão

Por | 16/06/2013

terreno

Karen SantiagoTerreno abandonado é utilizado por usuários de drogas e tem até colchão

Um terreno abandonado de propriedade da escola estadual Deputado Heitor Cavalcanti Alencar Furtado, no bairro Jardim Freitas Júnior é alvo de denúncias de moradores em Taboão da Serra. O local é propício a ser utilizado para a prática de estupros. O mato está alto favorecendo ainda para um esconderijo dos criminosos. De lá, eles conseguem “observar” as casas ao redor e horários de cada uma das famílias com intuito de praticarem roubos. Os pedestres também se tornaram vítimas de roubos e furtos constantes feitos pelos criminosos.

Ao lado do local que conta até com um colchão, tem uma quadra de futebol. De acordo com moradores a quadra é utilizada por jovens “mal encarados” e de outros bairros. Eles ficam usando a quadra para consumirem entorpecentes e até para cometerem alguns pequenos furtos. Nem mesmo os alunos conseguem utilizar a quadra diariamente, tudo porque “esses jovens” já a ocupam. “Tenho medo deles. Eles [jovens] não são nunca daqui e ficam usando droga, sem contar que oferecem para a gente”, disse uma aluna de apenas 10 anos.

Muros cercam o terreno “abandonado”. Em uma parte dele localizado na rua Roberto Paschoal Ignácio foi feito uma espécie de porta, já na outra, avenida José Paris, parte do muro parece ter caído. É constante o movimento de pessoas dentro do terreno, em especial os jovens e crianças, a procura de bolas e pipas.

rua_2


Uma moradora contou ao Jornal na Net que teve sua residência em construção roubada, possivelmente por jovens que estiveram no terreno observando toda a movimentação de lá. Portas, janelas e pias (do banheiro e cozinha) foram roubados, durante a madrugada, há aproximadamente um mês. “Meu marido ouviu a movimentação e chamou meu irmão, nisso eles conseguiram fugir”, afirmou. 

Ela, assim como muitos outros moradores, que tiveram suas residências roubadas, na rua e também em diversas ruas do bairro Jardim Record não registraram boletins de ocorrência. Todos eles assinam abaixo-assinado para a manutenção periódica do terreno, ou até mesmo a retirada dele do local. Eles também pedem por mais policiamento, que é constante durante o dia e a noite nos bairros. “Apesar do policiamento diário, acontecem muitos furtos e roubos”, afirmou um dos moradores que não quis se identificar.

De acordo com dados do Infocrim de janeiro a junho deste ano, a rua Roberto Paschoal Ignácio registrou 3 roubos a pedestres. Os roubos a residência não foram contabilizados na região citada na matéria.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.