Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores aprovam renovação do Cursinho Pré-vestibular e Apa Embu Verde

Por | 31/05/2013

camara1

Genildo RochaAlém da renovação dos convênios, vereadores elogiaram iniciativa do cursinho Pré-Vestibular e da entrega dos Kits escolares

A sessão da Câmara de Embu das Artes da última quarta-feira (29) foi marcada pela aprovação de alterações e renovações de Leis do município e ainda a votação em bloco de oito indicações. Logo no início da sessão os vereadores João Leite e Doda falaram sobre a importância de formação dos jovens no Cursinho pré-vestibular e, ainda da entrega dos kits escolares. “Independente da bandeira política é necessário garantir por lei educação de qualidade”, defendeu Doda.

O teor dos projetos votados garante a inclusão da função de Coordenador Geral Pedagógico no quadro de magistério e ainda que a gratificação de permanência disciplinada passe a integrar o vencimento-base dos cargos de cirurgião-dentista e enfermeiro e ainda a inclusão da função de Coordenador Geral Pedagógico no quadro de magistério, leis complementares 10 e 12 de 2013.

Os demais projetos nº 18 e 23 de 2013 autorizam a criação orçamentária para a Apa Embu Verde e Cursinho Pré-Vestibular (renovação de convênios). A Lei que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração do Orçamento para o exercício de 2014 foi retirada da pauta com justificativa de que os vereadores precisam de um tempo maior para estudá-lo, uma vez que eles têm até o dia 30 de junho para aprová-lo.

O vereador Ney Santos acabou retirando um requerimento ao executivo com intuito de promover um estudo para aumento salarial dos trabalhadores da Frente de Trabalho. Ele defendeu que R$ 350 é um valor pequeno para que um pai sustente sua família. A justificativa para a retirada é “um estudo maior sobre o projeto de lei – já existente na cidade”. Ney se comprometeu a organizar uma comissão e marcar com o prefeito Chico Brito uma reunião com os trabalhadores. “Desse jeito não pode ficar, chega até a ser desumano. Prefeito tem olhado com bons olhos as questões de melhorias para a cidade”, afirmou.

Clidão do Táxi salientou que o caminho para buscar subsídio maior é diretamente com o prefeito. Ele explicou que o projeto foi criado pelo ex-prefeito Geraldo Cruz, onde o desemprego era grande e o horário de trabalho é de seis horas, uma maneira de dar condições para o pai de família se manter, mas arrumar outro emprego. “R$ 350 é para ele comprar uma cesta básica, pagar a luz, água. Um subsídio mesmo. Não é um trabalho e sim para ajudar até arrumar emprego. Os trabalhadores ficam na Frente do Trabalho no máximo dois anos”, esclareceu.

Entre as oito indicações aprovadas estão a do vereador Edvanildo com objetivo de implantação de câmeras de segurança na Rua Dezoito de Julho, Jardim Moinho Velho e ainda a dos vereadores Ney Santos e Carlos Alberto que também indica implantação de um semáforo na Estrada de Itapecerica à Campo Limpo, Jardim Santo Eduardo, altura da rua central. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.