Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores vão exigir construção da alça de acesso do shopping Taboão para Embu

Por Sandra Pereira | 29/05/2013

essa450_1

Arquivo do Jornal na NetNa mesma sessão vereadores trataram de abertura de CPI contra governo Evilásio

Os vereadores de Taboão da Serra prometem iniciar uma ampla mobilização para garantir a construção da alça de acesso do Shopping Taboão no sentido de Embu das Artes visando minimizar o impacto no trânsito a partir da ampliação das lojas e do estacionamento do local. Os vereadores querem criar uma Comissão Especial de Acompanhamento para cobrar a construção do retorno. Também querem manter contato com a diretoria do local e pedir que a prefeitura exija a construção da alça prevista no projeto de instalação do shopping na cidade. O vereador Cido chegou a sugerir a suspensão do funcionamento do shopping, caso a alça não seja construída. Quem provocou a discussão foi o vereador Carlinhos do Leme, que disse estar cada dia mais difícil se locomover na cidade.

 “Essas mil vagas de estacionamento coberto vão travar o trânsito na cidade. Temos que aproveitar esse momento para exigir a construção da alça de acesso. Quero o apoio de todos os pares. Até podemos ir ao shopping e conversar sobre o assunto. É importante trazer mais lojas e ampliar os empregos, mas também devemos pensar no impacto que isso traz ao trânsito”, relatou Carlinhos do Leme.

O vereador Cido pediu que caso o shopping não cumpra a determinação de cumprir a alça os vereadores solicitem a cassação do alvará de funcionamento do local. “O shopping não pode estar acima da lei. A alça de acesso consta no projeto  aprovado na prefeitura. Vamos ter que cobrar prazo para que essa alça seja feita. Estamos sofrendo com os congestionamentos. Não podemos mais conviver com esse problema. Que possamos convocar diretoria do shopping ou seja quem for para cobrar essa irresponsabilidade”.

 Num discurso firme o presidente da Câmara, vereador Eduardo Nóbrega, disse que a atual legislatura será conhecida pela conquista, que já foi batizada de alça dos vereadores. Ele declarou que a Casa não vai prevaricar e acusou as gestões de passadas de serem omissas sobre a questão. Ele adiantou que os vereadores vão tratar do assunto na reunião entre o prefeito e a base na próxima segunda-feira.

“A não construção dessa alça é uma grande palhaçada. Esse assunto é tapa na cara dos Poderes da nossa cidade. Se nós passarmos quatro anos sem essa alça seremos omissos. O lucro é legítimo no Estado democrático de direito assim como também é o cumprimento das cláusulas contratuais. A Casa vai entrar de cabeça nessa luta e só vamos descansar quando ela for construída”, avisou. 

O vereador Ronaldo Onishi disse que shopping é um dos mais rentáveis do Estado de São Paulo, sendo referência no segmento. Ele propôs a criação de uma Comissão Especial de Acompanhamento para cobrar a construção da alça de acesso sentido Embu. A proposta foi imediatamente abraçada pela Casa. “Ninguém é contra o lucro. Ninguém é contra que o empresário prospere, mas é preciso cumprir o contrato. Essa comissão vai ser importante porque vamos levantar todas as informações e evitar mais problemas no trânsito da nossa cidade”. 

Já o vereador Moreira foi mais além e pediu a redução do valor do estacionamento que atualmente custa R$ 5.50, além da fiscalização do uso de vagas de idosos e deficientes. Moreira também disse que o shopping tem elevado lucro e citou como prova disso os sorteios frequentes de veículos para os clientes do local.  

Na mesma linha de apoio à luta pela construção da alça o vereador Luiz Lune sugeriu que também seja feita cobrança à Autopista Régis Bittencourt para a construção do retorno na região do Jardim São Judas.

Instigados pela imprensa regional os vereadores disseram que a meta é fechar o cerco em torno das compensações devidas pelos empreendimentos instalados na cidade, como os da Cooperativa Habitacional Vida Nova, do grupo Atua e todos os que estão realizando obras em Taboão. As informações iniciais apontam que a prefeitura pretende cobrar dívidas de compensações de cada um dos investidores do ramo imobiliário. 

Puxão de orelha

Já no final da sessão o presidente da Câmara, Eduardo Nóbrega, mandou de tribuna um aviso ao cerimonial da prefeitura. “Os experts em cerimonial têm que entender que existem dois Poderes na cidade, o Executivo e o Legislativo e nenhum é superior ao outro, ao contrário são harmônicos e independentes entre si. Lá existe o prefeito e aqui os vereadores. Abaixo disso é funcionário público. Que o cerimonial entenda que secretário não foi eleito pelo povo. Não podem falar antes de nós. Se voltar a acontecer vamos reagir. É a terceira vez que venho pedir para o cerimonial respeitar a Casa, na quarta vez não tomarei a bronca sozinho”,  avisou.

Nesta quarta-feira, às 10 horas, a Secretaria Municipal de Finanças realiza  prestação de contas na Câmara Municipal dos primeiros quatro meses da gestão do prefeito Evilásio Farias. 

Lune propõe CPI contra Evilásio

Na mesma sessão em que prometeram endurecer o cerco e cobrar a alça de acesso do shopping com destino a Embu os vereadores discutiram a abertura de Comissão Especial de Investigação (CEI) para elucidar dúvidas que existem em relação a compra de uniforme escolar em Taboão da Serra na gestão do ex-prefeito Evilásio Farias. A proposta foi feita de tribuna pelo vereador Luiz Lune e prontamente aceita e defendida pelo presidente da Casa que levantou vários questionamentos sobre o material escolar.

 Lune falou em CPI, mas recuou posteriormente alegando que a luta pela alça é a prioridade atual da Casa. Ele disse que até a próxima semana vai amadurecer a ideia da CPI e discutir porque não houve entrega de uniforme esse ano. 

Em coletiva à imprensa regional o prefeito Fernando Fernandes disse recentemente que durante a transição de governo, após a eleição de outubro, encontrou uma sala lotada de uniformes escolares e solicitou que eles fossem entregues nas escolas. Há quase dois meses a prefeitura abriu pregão para a compra de material escolar, mas não há informações sobre a abertura de licitação para adquirir uniforme escolar.

 “O pedido de CPI parte de uma pessoa que tem credibilidade em Taboão da Serra. Alguém que já foi deputado e já foi secretário. O PR já se posiciona a favor”, disse Eduardo Nóbrega. “CPI a gente sabe como começa e nunca como termina”, disse Marco Porta ao se declarar contrário à possibilidade de abertura da CPI. 


anna maria

Porque ir ao Shopping Taboão, se posso ir ao Shopping Butantã, SEM PEGAR TRÂNSITO. Depois das 16:30, voltar do Shopping Taboão para a BR, sentido EMBU DAS ARTES é de deixar a gente louca. Vc tem que disputar sua passagem com caminhões, para pegar o pontilhão que dá acesso à BR, sentido Embu. Se foi prometido, tem que ser construído. E ainda vão aumentar o SHOPPING TABOÃO....Que palhaçada!!!!! Onde fica o direito dos contribuintes????

anonimo

Primeiramente na minha humilde opinião o Shopping Taboão deveria ser obrigado a construir o retorno ou primeiro que a ampliação do estacionamento ou então a construção da ampliação e da alça de acesso deveriam ocorrer simultaneamente, não podemos nos render a novas promessas da administração do shopping e ficar novamente esperando anos, e voltarmos a cobrar novamente quando o shopping começar outra obra de ampliação, isso sim é fazer papel de palhaço, cobrar de mentirinha o Estado Brasileiro tem o poder, mas nossos representante apenas brincam de nos representar, senhores vereadores não podemos criticar ainda a maioria dos senhores pois a maioria está na sua primeira legislatura, então não nos dê motivos para critica-los trabalhem mais e falem menos e exigência pela construção da alça de acesso devida pelo shopping deve ser cobrada e iniciada de imediato ou seja para ontem, não tem mais o que se discutir ou cobrar tem que haver punição, multa diária até o inicio e após o inicio multa alta por dia de atraso no prazo de entrega e pronto, basta de falácea, vamos agir como representante do povo.

Gustavo

Quanto as vagas que serão construídas no shopping não quer dizer que irão aparecer no “dia seguinte” 1000 carros a mais, serão construídas pelo fato da demanda de visitantes que aumentou e não as vagas irão aumentar os visitantes diretamente. Se estava no projeto inicial do shopping construir o acesso, ok deve ser cobrado, porém o dever é da prefeitura, do estado e da federação fazer obras para uma frota de carros que só cresce. Colocar a culpa no shopping é punir duas vezes a população, fechar o shopping vai frear os investimentos no município e gerar desemprego.

Nilton Benedito Esteves - Síndico Jardim Iolanda

Com a palavra Ministério Público do Estado de São Paulo - Promotoria de Justiça de Taboão da Serra - Promotor Doutor Luis Felipe Tegon Cerqueira Leite Inquérito Civil 1174/12. Como fica a mobilidade urbana com a construção de um estacionamento com 1106 vagas? Qual a compensação que a Prefeitura exigiu para autorizar a expansão do empreendimento? O Shopping Taboão NÃO construiu a Alça de Acesso Sul para a Rodovia Federal Regis Bittencourt conforme projeto aprovado pela Prefeitura do Município de Taboão da Serra no ano 2000.

21/07/2017

Novos funcionários efetivos assumem cargos na Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Taboão da Serra deu posse nesta sexta-feira, dia 21, para os novos...

21/07/2017

Vereador Eduardo Nóbrega defende aumento de efetivo da PM em Taboão da Serra

A questão da segurança irá voltar a pauta da Câmara Municipal de Taboão da Serra. O vereador...

14/07/2017

Câmara de Taboão permanece com atendimento ao público durante o recesso

A Câmara Municipal de Taboão da Serra entrou em recesso parlamentar no início de julho e neste...

12/07/2017

MPT pede veto e não descarta entrar com ação contra reforma trabalhista

O Ministério Público do Trabalho (MPT) encaminhou ao presidente Michel Temer, nesta quarta-feira...

07/07/2017

Deputada Analice assume presidência da Assembleia e recebe delegação da Baviera

A deputada estadual Analice Fernandes assumiu interinamente a presidência da Assembleia...

07/07/2017

Assembleia aprova proposta de Alckmin que reduz valores de multa e juros de ICM

Na tarde desta quarta-feira, 05 de julho, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou o...

05/07/2017

Tribunal de Contas reunirá prefeitos de Taboão, Embu, Itapecerica e região

Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) realiza em Suzano, na próxima quinta-feira...

05/07/2017

Assembleia aprova proposta de Alckmin que reduz valores de multa e juros de ICMS

Na tarde desta quarta-feira, 5 de julho, a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou o Projeto...

04/07/2017

Vereadora Érica Franquini comemora o sucesso da 1ª audiência pública

Na quinta-feira, 29, a comissão de Segurança da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou a...

04/07/2017

Prefeito Jorge Costa fala sobre projetos de Itapecerica

Reeleito pela quarta vez para administrar a prefeitura de Itapecerica da Serra, o prefeito Jorge...

21/07/2017

Prefeitura de Embu traz novo modelo de gestão para alimentação escolar

21/07/2017

Itapecerica tem Semana do Empreendedorismo em Ação entre 31/07 e 03/08

A Prefeitura de Itapecerica da Serra e o Sebrae-SP realizam entre 31 de julho a 3 de agosto a...

21/07/2017

Atenção para o licenciamento: julho é o mês de veículos com placas final 4

Os proprietários de veículos com placas final 4 já podem fazer o licenciamento. A data limite...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.