Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Tribuna popular e manifestação dos professores provocam discussão na Câmara de Taboão da Serra

Por Sandra Pereira | 22/05/2013

23232

Sandra PereiraApós discussão acalorada a paz voltou a reinar na Câmara no final da sessão quando foi aprovado projeto criando Dia da Liberdade Religiosa proposto por André Egydio

Os discursos na tribuna popular Maria Alice Borges Ghion pautaram a sessão desta terça-feira, 21, na Câmara Municipal de Taboão da Serra. Os vereadores passaram a maior  parte do tempo debatendo os problemas na saúde, educação e a falta de reajuste do funcionalismo municipal durante os últimos 17 anos, relatados por munícipes que usaram a tribuna popular para protestar. Em meio às discussões acaloradas eles aprovaram todos as indicações constantes da pauta, entre as quais estava a que modifica a referência dos motoristas  e a que determina a realização de estudos para construção de uma creche e posto de saúde no Jardim Saint Moritz. Os vereadores aprovaram também o projeto criando o Dia Liberdade Religiosa, que será comemorado em 25 de maio.

 O clima na casa ferveu entre os vereadores quando um grupo de professores protestou com veemência criticando  falta de estrutura, as condições de trabalho nas escolas e a falta de reajuste. A categoria alega que te data base em 1º de maio e já protocolou a pauta de reivindicação duas vezes na prefeitura, mas não teve resposta. Os parlamentares se irritaram com a cobrança e elevaram o tom contra a “forma” do protesto, chegando até mesmo a criticar a postura dos profissionais da educação.

Disseram não aceitar pressões de “qualquer tipo”. Mas o que fez subir mesmo a temperatura foi uma afirmação do vereador Marcos Paulo dando conta que os reajustes salariais só podem ser concedidos pela prefeitura e que o protesto devia ocorrer no Executivo e não no Legislativo. 

 “A Câmara não tem o poder de dar aumento, só o prefeito pode fazer isso. Se tiver que fazer algum motim, não deve ser  aqui, tem que ser na prefeitura”.

 De pronto o vereador Moreira usou a tribuna para salientar que a Câmara é a Casa do povo e tem a obrigação de receber e acolher  todas as manifestações. Os dois bateram boca, mas posteriormente selaram a paz com um abraço e declarações de respeito mútuo.

 “Quem elege vereador nessa Casa é o povo. O povo não pode ser tolhido de vir aqui. Os servidores estão implorando por aumento há 17 anos. Em Taboão entra e sai prefeito e os salários não aumentam. Quando o vereador Marcos Paulo diz que o povo não deve vir aqui está errado”, disparou Moreira, que no final de sua fala convidou todos os livre nomeados demitidos da gestão passada para participar da reunião na câmara nesta quinta-feira à noite.

 Após o discurso de Moreira, que segundo seus pares de  “jogar para a galera”, Marcos Paulo voltou a tribuna e tentou a todo custo justificar a declaração anterior. Afirmou que não se mostrou contrário à ida dos manifestantes. “Eu nunca disse e nunca vou dizer que o povo não pode vir aqui. O que eu disse é que o plenário precisa ser respeito e que os médicos não precisaram vir aqui para receber aumento”, rebateu.

 O presidente da Câmara, Eduardo Nóbrega criticou duramente a postura dos professores que foram à sessão protestar. Disse aos manifestantes que é preciso ter respeito para conquistar seus objetivos e afirmou que Moreira estava  fazendo discurso fácil e alertou que a Casa não aceitará tal postura. “Essa Câmara é diferente já teve êxito em várias ocasiões e não teve em outros. Aqui nós não temos medo de internet, de facebook e nem de jornal. Porque tem gente aqui que parece intelectual e diz ter a solução para todos os problemas, mas, quando sai candidato não consegue nem 50 votos. Não consegue convencer o eleitor a votar”, afirmou. 

Sobre a saúde ele ponderou as críticas recebidas e concluiu que o  “PSI  é um lixo. Já dissemos isso aqui. Já fizemos mea-culpa os nossos partidos estavam na base do governo passado”.

 Marco Porta comemorou o fato do prefeito ter se comprometido a realizar estudos visando a construção de uma creche e um posto de saúde no Saint Moritz. Cido também comemorou a realização dos estudos e declarou que em 2009 esteve com a deputada Analice Fernandes na Casa Civil buscando recursos para construir creche no bairro, que acabou não se concretizando porque a prefeitura não teria disponibilizado o terreno.

 “Só estamos aqui porque na escola não tem material. Tem goteira nas nossas cabeças. Falta papel sulfite. Estamos aqui pelos filhos de vocês”, bradou uma professora no meio do plenário no meio da confusão.

 Lune elogiou as declarações de tribuna da professora Sandra Fortes e do funcionário público Jonas  que relatou problemas com a saúde. “Eles tiveram a coragem de relatar problemas que a gente ouve lá fora. Mas vocês também precisar escolher melhor seus representantes de sindicato. Porque nunca vi um sindicato tão pelego como esse de vocês”. Ele citou dados do relatório da Ouvidoria Municipal, no qual 35% das queixas se referem à saúde.

A vereadora Érica Franquini se queixou da falta de reconhecimento à legislatura atual. Ela comemorou a publicação do decreto regulamentando os benefícios que a Câmara aprovou beneficiando médicos, dentistas,  enfermeiros e auxiliares.

LUCIANO SILVA

AVISO A PROFESSORA " SANDRA FORTES " ME DESCULPE POR USAR AQUI DE MUITA SINCERIDADE. VAMOS LA: LUGAR DE COBRAR AUMENTO DE SALÁRIO PARA FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS É NA PREFEITURA MESMO ! POIS COMO É DE CONHECIMENTO DA SENHORA, É DE COMPETÊNCIA DO EXECUTIVO, CARGOS E SALÁRIOS E NÃO DO LEGISLATIVO. QUALQUER MANIFESTAÇÃO NESSE SENTIDO, DEVE SER DIRIGIDA DIRETAMENTE AO SENHOR PREFEITO FERNANDES FERNANDES FILHO. JÁ NA CÂMARA DE VEREADORES, PODERIA SIM BUSCAR APOIO DOS LEGISLADORES PARA A CAUSA JUSTA DOS PROFESSORES, MAS ISSO DEVE SER FEITA DE FORMA POLIDA E ORDENADA, E MUITO RESPEITOSA. POR MAIS QUE NÃO SE CONCORDE OU QUE NÃO SE ACEITE, CADA VEREADOR ALI, FOI ELEITO PELA VONTADE POPULAR, PELA GRANDE MAIORIA. FAZER BADERNA, CAUSAR TUMULTUO, NÃO É NADA MAIS NADA MENOS QUE ATITUDE DE CERTOS POLÍTICOS FRUSTRADOS, QUE COLOCARAM SEUS NOMES PARA SEREM APRECIADOS PELA SOCIEDADE E NÃO FORAM ACEITOS. E POR ISSO, REÚNE UM PEQUENO GRUPO QUE NÃO REPRESENTA A VONTADE DA GRANDE MAIORIA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO, PARA DESRESPEITAREM Á AQUELES QUE DETÊM UM MANDATO POPULAR LEGITIMO. CONHEÇO, UMA BOA PARTE DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO E ESSES, NÃO ADOTAM ESSA POSTURA DE JEITO NENHUM. SOU UM FERRONHO DEFENSOR DESSA VALOROSA CATEGORIA, MAS SIM, DOS PROFISSIONAIS QUE TRABALHÃO DURO E CUMPREM COM SUA MISSÃO. ( EDUCAR ) É ESSE O EXEMPLO QUE SE ESPERO DE UM EDUCADOR, NÃO O DEMOSTRADO NUMA CASA DE LEIS. AOS SENHORES VEREADORES DIGO QUE: ESSAS PESSOAS NÃO SÃO AS LEGITIMAS REPRESENTANTES DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO.

Celia Regina de Sá

Eu sou uma das professoras a quem o sr Marcos Paulo ofendeu ,dizendo que não aceitava pressão e que estavamos incomodando e que ali não era lugar de protesto. Não temosum representante sindical que nos ajude ,mobilize contra os abusos de poder,estamos cansadas,não adianta dizer que o outro governo não fez nada,pois estamosainda tendo prejuizos da outra administração que era do mesmo governo que agora,justifica o caus como se fosse culpa dessa gestão passada,isso sim é discurso fácil,falar do passado é falar dos mesmos que estão ai como vereadores ,porque alguns continuam lá,dizer também que estão lá porque o povo votou neles,é debochar do povo que acreditou neles.Ontem o que escutamos ,não dava para ficar calado..é abuso sim de poder! Acho que mesmo o Presidente da Câmara tentando colocar o povo que estava lá que eram os motoristas contra nós,dizendo que nós estavamos incomodados e não queriamos o aumento dos motoristas,foi uma péssima idéia ,não deu certo!deixou bem claro sua intenção em público

Profi Edna

Olá Pessoal... Estava presente...Realmente nós professores fomos humilhados não só pelo presidente da casa...como também pelo vereador Marcos Porta....o qualao meiodo seu "ilustre discurso" pediu que todos olhassem para nós e ficazem de olho e marcasse bem nós professores...os quais somos profª dos filhos dele...que tomassem cuidado ao colocar os filhos conosco....SEU MARCOS PORTA...ALI ESTAVA UMA PROFESSORA QUE FOI PROFESSORA DAS SUAS FILHAS AQUI NO HEITOR...INFELIZMENTE VC NÃO FICOU DE OLHO..COMO PEDIU PARA OS PRESENTES ALI...SE TIVESSE PELO MENOS TERIA COMPRIMENTADO A MESMA..A QUAL ENSINOU TUAS FILHAS A LER E ESCREVER"...

20/06/2017

Vereadores de Taboão da Serra aprovam LDO em 1ª votação em sessão movimentada

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram em primeira votação nesta terça-feira, 20, a Lei de...

19/06/2017

Comissão de Finanças da Câmara de Taboão discute LDO 2018

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou na...

18/06/2017

Câmara de Taboão realiza ato “Fora Temer e a favor das Diretas Já”

Na última quarta-feira (14), foi realizada na Câmara de Taboão da Serra, uma plenária a favor...

16/06/2017

Câmara de Taboão faz Campanha do Agasalho para doar ao Centro POP

O frio chegou com força nas últimas semanas e deve continuar intenso pelos próximos meses. Para...

13/06/2017

Taboão da Serra terá plenária pelas Diretas Já nesta quarta-feira 14

Na próxima quarta-feira (14), várias organizações sociais irão realizar na Câmara Municipal de...

13/06/2017

Municípios paulistas recebem R$ 443 milhões em repasses de ICMS

O governo do Estado de São Paulo deposita nesta terça-feira, 13/6, R$ 443,11 milhões em repasses...

12/06/2017

Ney rebate críticas de Geraldo e diz que ele perderá eleição de deputado

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB) rebateu em entrevista ao Jornal na Net as...

11/06/2017

Secretário de Transporte e Dr. André Egydio apresentam propostas de mudanças

O vereador Dr. André Egydio reuniu aproximadamente 25 comerciantes da rua Luiz Carlos Ventura,...

09/06/2017

Joice Silva é destaque em campanha de filiação do PTB Nacional na TV

A presidente da Câmara Municipal de Taboão da Serra, vereadora Joice Silva (PTB), foi destaque...

09/06/2017

Câmara Municipal realiza audiência pública de saúde no dia 14

A Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal de Taboão da Serra realiza na próxima...

22/06/2017

Dois homens são presos por transportar ilegalmente 140 pássaros silvestres

Na noite da última quarta-feira (21), durante fiscalização de combate da Polícia Rodoviária...

22/06/2017

Greve de professores da rede municipal de ensino já ultrapassa 50 dias

Professores da rede municipal de ensino ainda não entraram em acordo com a prefeitura e...

22/06/2017

Venda de terrenos irregulares acontece em Embu das Artes

No extremo oeste de Embu das Artes, município da Região Metropolitana de São Paulo, o bairro...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.