Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores votam pela regularização do transporte alternativo de Itapecerica

Por | 16/05/2013

vereadores

Genildo RochaVereadores votaram a favor dos dois projetos de Leis em pauta na última sessão

Foram constantes as alfinetadas e críticas ao governo na sessão da Câmara de Itapecerica nesta terça-feira, dia 14. Os vereadores votaram favoráveis a dois projetos de Leis que dispõem sobre os alvarás de táxis e a regularização do transporte alternativo da cidade. Nenhum outro projeto foi votado.

Antônio Trolesi usou da tribuna para esclarecer que não sabia sobre o que estava votando, afirmou não ter recebido os projetos em tempo hábil para estudos e até fazer uma possível emenda. “Os projetos estão chegando em cima da hora, recebi na terça passada e não deu tempo de analisá-los. Estamos simplesmente dando cheque em branco ao prefeito, porque a votação está sendo feita no escuro [sem conhecimento dos projetos], afirmou.

Ele sugeriu que a Câmara “de cima”, a eleita pelos moradores, seja extinta, já que existe a Câmara “de baixo”. “Porque a Câmara não está cumprindo seu papel. Temos que dar um basta nisso e os projetos precisam entrar antes na Casa”, anfinetou. Trolesi disse votar a favor dos projetos, porque confia na capacidade do secretário de Transporte [em relação ao projeto de alvarás de táxi] e na categoria dos perueiros [transporte alternativo].

“Segundo a alteração dos artigos 0,4% das vagas de pontos facultativos serão destinados ao número de habitantes [sendo que a câmara deveria pelo menos saber quantos habitantes a cidade tem] e 0,1% das vagas aos pontos de apoio [que, de acordo com ele, é uma pilantragem, envolve vendas de alvarás e distribuições fora dos pontos]”, avaliou.

O vereador e presidente da Câmara, Cícero Costa esclareceu que os projetos entraram na Casa dia 7, o do Alvará de Táxis foi para as Comissões dia 9, já o do Transporte Alternativo um dia antes (7/5). “Não tendo outros projetos, as comissões se reuniram e deram parecer. Os tramites foram normais e dentro dos prazos”, disse.

Sangbom também não mediu as críticas ao governo. Ele disse que não vai mais apresentar nenhum requerimento na Câmara “não resolve nada, nenhum deles é respondido, devo estar atrapalhando. Secretários devem estar trabalhando muito”, alfinetou. O vereador comentou sobre a situação que se encontra o bairro do Jardim Vitória “nem ônibus conseguem descer mais lá” e ainda afirmou que vários bairros da cidade ficam sem energia elétrica por dias.

De acordo com ele faltam médicos na saúde do município. Ele disse que vai fazer abaixo-assinado e trazer a população para dentro da prefeitura. Sangbom afirmou que não sabe quem manda lá na prefeitura [lá embaixo]. “Só sei que foi o Chuvisco que ganhou. Ele precisa de ajuda, porque se continuar assim não vai agüentar os quatro anos”, alfinetou. O vereador sugeriu que a Lei do Silêncio seja revista, para garantir diversão aos moradores da cidade. E denunciou, sem dar nomes, nepotismo na prefeitura.

Cícero Costa esclareceu que com a votação do projeto de Lei, espera que a questão do transporte alternativo seja resolvido e que passe a ter um cartão de identidade. “Que vocês mostrem que tem competência para tocar o transporte alternativo do município”. Ele esclareceu que o concurso aberto para os médicos 90 foram convocados, 40 se inscreveram e apenas 12 permanecem no município.

Ele criticou o vereador Sangbom disse que quando falar do nepotismo cite nomes. “Se não me sinto na obrigação de abrir uma CPI para investigar os casos. Não sejamos tão taxativos”, afirmou. Em relação à revisão da Lei do Silêncio, Costa se disse contrário, uma vez que são nos bares que as brigas começam por causa da bebida e acabam terminando em mortes.

“Temos que criar área de lazer sim. Mas, acho que não deve conhecer os pancadões e iria se assustar com eles”, disse à Sangbom. “Quero acreditar que a cidade tem jeito se todos nos unirmos em prol de uma causa só, a de melhorar a cidade”.

O vereador Hércules da Farmácia disse que uma assinatura de convênio foi feita com a empresa EMTU – que beneficiará a cidade com a vinda de postos cobertos padronizados, terminal, embarque, plataformas e baias de transportes alternativos.

Ele comentou também sobre uma reunião entre os vereadores e a Sabesp e disse que solicitações deles foram levados pelos representantes da companhia. Hércules avisou ainda que conseguiu, por meio do deputado Federal, Ricardo Trípoli a quantia de R$ 100 mil para uma grande campanha para castrações de cães com intuito de prevenir doenças e garantir o bem estar da população.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.