Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Câmara de Taboão rejeita contas de 2009 de Evilásio por 7 votos contra 5

Por Sandra Pereira | 14/05/2013

sessao450

Sandra PereiraPresidente Eduardo Nóbrega votou contrário às contas. A vereadora Joice Silva enviou documento alegando que também votaria contra, mas faltou à sessão

Por sete votos contra cinco os vereadores  de Taboão da Serra mantiveram a rejeição das contas de 2009 da administração do ex-prefeito Evilásio Farias, seguindo relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apontou o uso indevido de R$ 345.738 de recursos do Fundeb. Quando a sessão desta terça-feira, 14, começou já dava pra saber que os trabalhos na Casa seriam pautados pela discussão sobre as contas do ano de 2009 do ex-prefeito Evilásio Farias. Também já era evidente a derrota de Evilásio na Câmara. Apenas cinco dos 13 vereadores demonstrava disposição de aprovar as contas. Votaram pela aprovação das contas os vereadores Moreira, Lune, Marcos Paulo, Luzia Aprígio e Ronaldo Onishi. Com as contas rejeitadas o ex-prefeito fica inelegível, mas ele ainda poderá recorrer da decisão na Justiça. As contas de 2010 do ex-prefeito também já foram rejeitadas pelo TCE.


Logo que o presidente, do Legislativo, vereador Eduardo Nóbrega, abriu a sessão houve pedido de vista da pauta, aprovado por unanimidade no plenário. Em seguida ele anunciou a apreciação das contas do ex-prefeito e suspendeu a sessão por 10 minutos. Mas, a pausa prosseguiu por quase 40 minutos.

No retorno dos trabalhos, o advogado Marcelo Palaveri apresentou defesa do ex-prefeito e sustentou a tese de que a administração de Evilásio Farias cumpriu as determinações legais e funcionais, constantes na legislação. Para ele, o parecer do Tribunal de Contas (TC) que rejeitou as contas do ex-prefeito de 2009 “foi muito rigoroso e a câmara teria condições e elementos para reverter”.

Inicialmente, o advogado optou por ler partes da sentença, relatório do Tribunal de Contas, o pedido de reexame das contas e partes da sua defesa. Enquanto o advogado o fazia os vereadores conversavam no plenário e faziam “reuniões paralelas”. O público conversava e a movimentação era intensa por toda a parte.

 Às 20h08 Marcelo Palaveri iniciou a defesa oral com a finalidade de reverter a vontade da maioria da Casa que já demonstra visível desejo de reprovar as contas.


“O TC analisou as questões de saúde, licitação, pessoal e todos os demais aspectos e entendeu que o Executivo estava correto. O Tribunal levantou unicamente um único problema: o Fundeb. E não foi qualidade de educação ou algo mais grave, foi no tocante ao percentual de aplicação”, disse, explicando que o TCE deixou de considerar na decisão gastos com combustível e estagiários, por exemplo.

“Pedimos aos vereadores que conhecendo a realidade de Taboão dêem um voto de confiança e com base no artigo 31 aprovem as contas. Vocês podem analisar aspectos que os técnicos e conselheiros desconhecem. Nos parece pequeno, picuinha, não aprovar as contas de 2009. Por isso peço um exame de consciência e cumpram a função mais importante do Legislativo, que é a fiscalização”.

Em defesa da aprovação o vereador professor Moreira disse que não é concebível os estagiários e as despesas com combustível não terem sido consideradas nas contas feitas pelo técnicos do TC.  “Não dá para conceber um Tribunal com visão técnica e política. Temos que lembrar que no governo passado foi criado o SAMU, houve aquisição de novos equipamentos públicos. Perguntem ao povo se gosta do uniforme, material escolar, da canalização dos córregos, da implantação coletor tronco?” observou. O vereador ainda questionou o valor da dívida de R$ 200 milhões, que teria sido deixada pelo ex-prefeito, segundo dados apresentados no começo do atual governo. Segundo Moreira a dívida real deixada por Evilásio seria de R$ 40 milhões.

“Peço às vossas excelências que julguem com equidade e Justiça. O parecer do Tribunal é burocrático. Amanhã outros aqui podem querer ser prefeito e vão sofrer perseguição. Peço a todos que derrubem esse parecer que vai contra o que o povo espera. Não há nada, a não ser a visão do Roque Citadini, que nos impede de fazer Justiça”, disparou Moreira.
Já o vereador Dr. Ronaldo Onishi  citou parecer técnico do TCE apontando que não teria havido prejuízos à gestão. Lembrou que as contas se referem ao período em que Cesar Callegari ocupou a secretaria de Educação na cidade, período em que recebeu vários prêmios até mesmo de organismos internacionais.

 “Não houve dolo e nem intenção de prejudicar o ensino municipal. Em 2009 a cidade recebeu prêmios na educação. As escolas receberam lousa digital e a entrega dos uniformes e material escolar também merece ser destacada. Nesta noite está claro que se o governo errou não foi com o objetivo de desviar recursos ou prejudicar a educação”, disse.

Os vereadores Lune e Marcos Paulo optaram por não se pronunciar a respeito. O vereador Cido, autor do relatório da Comissão de Finanças e Orçamento da Casa, que optou pela manutenção do parecer do TCE, defendeu na tribuna a rejeição. “O parecer prévio é decisivo, mas não é conclusivo, podendo ser alterado pelo plenário. Em se tratando de contas do Executivo a competência final para julgar é do Legislativo. Meu parecer é pela rejeição”, declarou.

Marco Porta disse que iria fugir da polêmica, salientou que a sessão de julgamento de contas é atípica, já que a Casa se transforma em Tribunal. Ele leu parecer da Comissão de Finanças e trechos da sentença do Tribunal de Contas, que optou pela rejeição.

“Discordo da fala do vereador Moreira afirmando que o Tribunal de Contas tem caráter político. Em 2007 rejeitamos contas com parecer contrário por uma questão política. Isso desgastou muito essa Casa. Hoje, por uma questão parlamentar quero acompanhar o voto do Tribunal e da Comissão”.

O presidente Eduardo Nóbrega relatou que há mais de 20 anos acompanha as sessões na Câmara. “A coragem é a primeira virtude do estadista. Sem ela as demais desaparecem na hora do perigo. Eu sonho alto e entendi que hoje não podia me calar. Somos livres e podemos votar como quisermos. Voto pela rejeição. O vereador Moreira quer desqualificar o Tribunal de Contas é inaceitável. Essa votação deixou claro que existem dois grupos políticos em Taboão. Um deles foi derrotado na eleição, mas é forte e está do nosso lado apenas para garantir a governabilidade do nosso governo”.

O vereador Carlinhos do Leme chegou no meio da sessão em razão do nascimento da filha Ana Carla, na tarde desta terça-feira, no Hospital Geral do Pirajussara. A vereadora Joice Silva faltou à sessão alegando problemas de saúde.

LUCIANO SILVA

O CIRCO CONTINUA... PERA AI... PERA AI... POR ACASO, SÓ POR ACASO... QUANTOS ATUAIS VEREADORES, OU SEUS APADRINHADOS, FORAM MUITO BEM ASSISTIDOS PELO EX.PREFEITO QUE NEM OUSO A FALAR O NOME? QUANTOS ? SERÁ QUE DESTA VEZ, SÓ DESTA VEZ, A COISA VAI SER LEVADA A SÉRIO? DUVI-DO-DO, E ACREDITEM, VAI TER MUITA GENTE APOIANDO O NOSSO EX. PREFEITO, EM SUA CAMPANHA PARA DEPUTADO FEDERAL !!! SERA QUE TO ENGANADO? VEREMOS !!!

carlinhos

Parabens aos sete vereadores que tiveram a coragem de tomar esta decisão tão importante pra cidade. O medo do ex-prefeito é que agora tudo vai para a promotoria para propor a ação competente que pode resultar em CADEIA. Aguardo ansiosamente por este dia.

22/04/2017

Taboãoprev presta contas de 2016 em audiência da Comissão de Finanças da Câmara

A Autarquia Previdenciária do Município de Taboão da Serra (Taboãoprev) realizou prestação de...

21/04/2017

Câmara de Embu aprova multa a pichação, criação da Romu e título a Fábio Teruel

Os vereadores de Embu das Artes aprovaram nesta quarta-feira, dia 19, aplicação de multa a...

21/04/2017

Câmara aprova requerimento contra demora na reconstrução do muro

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram por unanimidade, na sessão da terça-feira, 18,...

20/04/2017

Secretaria da Fazenda deposita 289 milhões em repasses de ICMS

As cidades de Taboão da Serra, Embu das Artes e Itapecerica receberam do governo do estado à...

18/04/2017

Alckmin assina convênios que permitem polícia acessar sistemas da Anatel

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta terça-feira, 18, o início da operacionalização da...

16/04/2017

Comissões de Finanças e de Transporte da Câmara de Taboão terão Audiência

As comissões de Finanças e de Transporte da Câmara Municipal de Taboão da Serra vão realizar...

15/04/2017

Presidente da Câmara de Taboão recebe presidente do Legislativo de Embu

A presidente da Câmara Municipal de Taboão da Serra, vereadora Joice Silva, recebeu numa visita...

13/04/2017

Partidos devem entregar prestações de contas de 2016 até 30 de abril

Os 35 partidos políticos com registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devem entregar à...

13/04/2017

416ª Zona Eleitoral pede ajuda da Câmara para incentivar cadastro de biometria

Para evitar as longas filas que se formam no período que antecede as eleições, e, ao mesmo tempo...

13/04/2017

Prefeito Jorge Costa assina convênio fruto de emenda da deputada Analice

O prefeito de Itapecerica da Serra Jorge Costa esteve no Palácio dos Bandeirantes para...

25/04/2017

Conseg Monte Alegre fará reunião no Intercap para debater segurança na região

Instrumento importante de participação popular em favor da Segurança Pública a reunião mensal da...

25/04/2017

Embu das Artes terá palestra gratuita sobre conservação de animais silvestres

No próximo dia 29 de abril, o município Embu das Artes, na Região Metropolitana de São Paulo,...

24/04/2017

Dr. Alcionei Miranda reage a assalto em sua casa e leva tiro na perna

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio de Embu das Artes, advogado...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.