Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Bebê morre após cair de maca no Hospital Geral de Itapecerica da Serra

Por Sandra Pereira | 8/05/2013

bebe

DivulgaçãoO recém-nascido teria sido deixado em cima da maca por uma auxiliar de enfermagem que já está afastada do trabalho

A morte de um recém-nascido que teria caído da maca após o parto no Hospital Geral de Itapecerica da Serra (HGIS), no último domingo, 5, chocou a cidade. De acordo com o pai da criança o bebê cai da maca onde foi deixado por uma auxiliar de enfermagem logo após seu nascimento. O recém-nascido permaneceu internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI)  do HGIS por uma semana. A tragédia ocorreu apenas dois dias antes do HGIS receber  a receber acreditação Joint Commission Internacional (JCI), uma certificação internacional de qualidade e segurança na assistência ao paciente. O título foi amplamente comemorado pelo governador Geraldo Alckmin que esteve na cidade para anunciar a premiação. Relembre aqui.

O sepultamento da criança aconteceu em clima de total comoção no cemitério Parque dos Ipês, na Via Mandus. A família do recém-nascido mora na região do Valo Velho. Amigos, familiares e vizinhos estão inconformados com a tragédia. Os pais do bebê, André Edmilson e a esposa, Tatiane Cristina da Silva, estão em choque após a morte do primeiro filho, que nasceu de cesariana pesando três quilos e 60 gramas. O Jornal na Net apurou que a auxiliar de enfermagem acusada de negligência pela família se chama Cida. Ela teria saído da sala logo depois de colocar o bebê na maca. A família diz que o recém-nascido caiu de altura superior a 1 metro. Também garante que o hospital admitiu que a morte dele foi consequência da queda.

“O Kauê nasceu no Hospital Geral de Itapecerica da Serra no dia 28. Correu tudo bem no parto. Ele nasceu muito bem, grande, forte e com toda saúde que Deus lhe deu. Mas, a auxiliar de enfermagem deixou ele cair em um dos procedimentos rotineiros, causando uma luxação no braço direito, e um coagulo na cabeça. De imediato os médicos levaram ele para a UTI, fizeram vários exames. Com o passar dos dias os comunicados eram animadores sempre dizendo que o bebê estava se recuperando bem. Mas depois veio o comunicado de que o Kauê tinha falecido por causa indeterminada”, relatou uma familiar da criança que pediu para não ser identificada. 

De acordo com a  Secretaria da Segurança Pública o pai do recém-nascido contou que logo após o nascimento, em 28 de abril, uma enfermeira colocou o bebê em uma maca, na mesma sala onde estava a mãe. Segundo ele o neném  escorregou e caiu no chão. A mãe do bebê estava anestesiada e nada pôde fazer. Ela diz que a enfermeira foi negligente. O recém-nascido sofreu traumatismo craniano.

O bebê permaneceu sob cuidados médicos na UTI do hospital por uma semana, mas morreu, por volta das 19h30 deste domingo, devido a uma parada cardiorrespiratória.

A Secretaria de Estado da Saúde informou que o hospital "lamenta o ocorrido, se solidariza com a dor sofrida pela família e se coloca à disposição dos parentes para quaisquer informações necessárias".

O corpo do bebê foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML), onde passou por exames periciais. O caso foi registrado na delegacia de Itapecerica da Serra como lesão corporal culposa.

A profissional da área de enfermagem foi afastada das atividades profissionais exercidas na unidade. O caso será encaminhado para o Conselho Regional de Enfermagem, órgão competente para as medidas de penalização cabíveis, incluindo até uma possível cassação do registro profissional.




Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.