Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Itapecerica recuam e retiram Moção de Repúdio contra a Miracatiba

Por | 24/04/2013

12314r1

Arquivo do Jornal na NetVereadores recuaram e retiraram moção contra Miracatiba

Na sessão desta terça-feira, 23, os vereadores de Itapecerica da Serra, Sangbom e Alex Pires, retiraram a Moção de Repúdio contra a viação Miracatiba, aprovada por unanimidade e com discursos duros de crítica à empresa, na última sessão - relembre aqui. Segundo eles, a retirada da moção da Casa de Leis é "necessária para melhores estudos e garantir uma nova “chance” para a empresa atender aos moradores de Itapecerica.

 “Apesar disso, vou continuar criticando e repudiando a Miracatiba”, justificou Sangbom.

Na sessão em que a Moção de Repúdio foi aprovada, Sangbom, que foi autor da medida, prometeu  acionar o Mistério Público em razão do mal  serviço prestado pela empresa. “ Os ônibus estão em péssimas  condições de uso, carros super lotados, excesso de passageiros, pessoas penduradas nas portas,motoristas sem as devidas  qualificações,  essas  são alguns relatos de moradores dos bairros onde a empresa presta serviços”, relatou na sessão do dia 16.  

Apesar de recuar em relação à empresa  Miracatiba Sangbom disse que vai continuar "repudiando" outras empresas que prestam péssimo serviço à cidade.

Somente no último mês os ônibus da empresa viação Miracatiba se envolveram em sérios acidentes em Itapecerica, deixando vários feridos. A viação é alvo frequente de críticas dos usuários do transporte público. Muitos reclamam das más condições de uso, da superlotação constante, do fato de passageiros andarem pendurados nas portas, da má qualificação dos motoristas, do excesso de velocidade e desrespeito já comuns aos horários e locais de parada dos veículos.

 Como a reportagem do Jornal na Net já mostrou em várias ocasiões o transporte público é um problema crônico na cidade. Além da falta de qualidade do serviço os usuários criticam o valor alto da passagem.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.