Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Sindicato de Itapecerica convoca servidores municipais para Assembleia

Por Outro autor | 15/04/2013

adalberto450

Paulo SilveiraAssembléia dos servidores públicos será no dia 23 de abril

O Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Itapecerica da Serra – SFPMIS, está convocando os servidores públicos municipais para Assembleia Geral no dia 23 de abril, às 7h00, em frente à sede da Prefeitura, no Parque Paraíso. Na Assembleia, os servidores decidirão se entrarão em greve.

O motivo da Assembleia é a proposta da administração municipal de promover reajuste salarial de 6,58% (seria a reposição da inflação acumulada de fevereiro de 2011 a fevereiro de 2012) e auxílio-alimentação – hoje em R$ 80,00 para quem recebe até dois salários mínimos - de R$ 90,00 para os servidores até a referência 10 (atualmente R$ 1.064,00), na data-base de 1º de maio.

O Sindicato discorda das condições para ampliação do auxilio alimentação. A reivindicação era de ao menos R$ 120,00 até a referência 15, com posterior ampliação para todos os servidores.

Tendo em vista o novo mandato municipal, o Sindicato iniciou as negociações salariais em janeiro deste ano. Foram quatro reuniões entre a diretoria do Sindicato e a Prefeitura. A proposta inicial do Sindicato era 14% de reajuste salarial, relativa à inflação de 2010 e aumento real. A Administração alega não ter orçamento para promover este aumento e contrapropôs a reposição da inflação acumulada desde o último reajuste.

Mas, em relação ao auxílio alimentação, a contraproposta anterior da Prefeitura era de R$ 120,00 até a referência 13. Por isso, o Sindicato não aceita a posição final da Administração: “Se decidíssemos ali estaríamos traindo os Servidores”, pondera o presidente do Sindicato, Adalberto Felix Rocha, quando foi decidida a convocação de Assembleia da categoria.

Antes da Assembleia Geral do dia 23, estão sendo realizadas outras assembleias setoriais, tendo sido a primeira na Administração Regional do Jardim Jacira, no dia 11 de Abril. Também foi feita assembleia no Almoxarifado Central (12 de Abril) e dos servidores da Educação (13 de Abril). Amanhã, dia 16 de abril, será a vez da Administração Regional do Valo Velho; dia 17 no Potuverá, finalizando com os profissionais da Saúde no dia 20 de abril.

 Nas assembleias realizadas até agora, os servidores rejeitaram a proposta da Prefeitura e aderiram 100% pela mobilização e eventualmente uma greve. O Prefeito Amarildo Gonçalves (Chuvisco) chegou a estar presente no dia 12 de abril, no Almoxarifado Central para explicar e apresentar a proposta para os servidores, porém não houve aceitação.

O Sindicato sabe que a paralisação das atividades é o último recurso, mas entende ser uma forma legitima de pressão. O objetivo não é prejudicar a população, mesmo porque – sendo a Prefeitura o maior empregador da cidade – o servidor municipal é em sua ampla maioria também munícipe, bem como seus familiares e amigos.

 Ressaltamos que não é uma questão política, mas sim administrativa. Entendemos as questões orçamentárias da Prefeitura, mas não é razoável onerar o servidor. A proposta ora apresentada pela Administração equivale a R$ 3,00 por dia, um valor irrisório, especialmente neste momento em que há uma aceleração da inflação no Brasil. E mais, o auxílio alimentação não infringe a Lei de Responsabilidade Fiscal, visto que é um benefício que não atinge a folha salarial.

Pedimos, pois, a compreensão e o apoio da população a esta causa justa. Na Assembleia do dia 23 de abril, será discutida a necessidade ou não de paralisação ou mesmo greve, e a data destes eventuais acontecimentos.

Texto: Paulo Silveira


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.