Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Escolas públicas de Taboão e Embu terão capacitação sobre Lei Maria da Penha

Por Sandra Pereira | 15/04/2013

promotora450

Sandra Pereira promotora ministrou palestra para diretores de escolas, mediadores, professores, dando noções básicas sobre a Lei Maria da Penha

Os alunos da rede pública estadual de ensino de Taboão da Serra e Embu das Artes  serão os mais novos agentes de divulgação e fiscalização do cumprimento da Lei Maria da Penha, criada para coibir a violência contra mulheres. É o que pretende a iniciativa conjunta do Ministério Público e da Diretoria Regional de Ensino, denominada de Projeto Instruir. A meta é levar a discussão sobre a violência doméstica para dentro das escolas e evitar que a nova geração continue proliferando os casos de violência. Além disso, o objetivo a curto prazo é que os estudantes levem para dentro de suas casas o novo aprendizado.

“Hoje estamos dando um passo para que nossas cidades façam um voto pela paz”, afirmou a promotora de Justiça Maria Gabriela Prado Mansur, na sexta-feira, 12, durante a abertura de uma palestra voltada para educadores sobre a Lei Maria da Penha.

A promotora ministrou palestra para diretores de escolas, mediadores, professores, visando dar aos mesmos noções básicas sobre a Lei Maria da Penha, mostrando como funciona o processo, os procedimentos que devem ser adotados, as penas, entre outros aspectos técnicos e jurídicos. Posteriormente, o trabalho será levado às escolas em turmas com estudantes entre 13 e 15 anos.

“Com a equipe escolar a palestra é mais técnica. Antes de iniciar o trabalho nas escolas eu quis passar para os professores um panorama da Lei Maria da Penha, as consequências de uma agressão, como o processo corre no judiciário. Já com os estudantes o trabalho será mais educativo e preventivo. Os adolescentes estão iniciando seus relacionamentos e às vezes vem com um histórico de violência doméstica, para que eles não levem esse comportamento adiante”, afirma Maria Gabriela. 

A promotora está se tornando um ícone na região no combate à violência contra a mulher. Ela é responsável pelo núcleo de violência contra a mulher do Ministério Público, em Taboão da Serra. Em seis meses ela atendeu a mil casos de violência contra a mulher com as mais variadas características e tipos de violação. Para a promotora a sociedade deve estar vigilante em todos os momentos para garantir o cumprimento da legislação.

Durante a palestra a promotora relatou a história da cantora americana Robyn Rihanna brutalmente espancada pelo namorado durante uma discussão. Após prestar queixa na delegacia ela quebrou o silêncio e contou que cresceu vendo a mãe ser espancada pelo pai. O caso ganhou repercussão internacional.

Gabriela Mansur diz que o caso da cantora americana desperta a atenção dos jovens para o problema. Durante a palestra ela alertou os educadores presentes para uma nova prática comum entre a juventude: a filmagem de relações sexuais, visando denegrir a imagem das meninas.


“Nosso público alvo nas escolas serão os  adolescentes entre 13 e 15 anos, que estão iniciando vidas amorosas. Temos vistos muitos casos de meninos filmando as garotas e depois postando na internet. Queremos alertá-los para evitar que isso ocorra”, pontuou. 

 “Palestra assim precisa ser divulgada. Sensibiliza para o tema. Desperta a atenção dos profissionais”, afirmou um mediador da escola Eulália Malta.

Angela Barsaglini

Gostariamos de ser agentes de divulgação. Pastoral da Sobriedade do Santuário Santa Terezinha T.S Apresentando testemunhos de vida nas escolas.

25/06/2017

Educação de SP abre concurso para preencher 1.878 vagas de diretor

A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo abriu concurso público para o  preenchimento de...

24/06/2017

Grevistas da educação de Taboão decidem voltar ao trabalho dia 3 de julho

 Depois de ficar em greve por quase dois meses os servidores da rede pública municipal de...

22/06/2017

Greve de professores da rede municipal de ensino já ultrapassa 50 dias

Professores da rede municipal de ensino ainda não entraram em acordo com a prefeitura e...

18/06/2017

Jornalista Gregório Bacic ministra palestra a professores do Nigro Gava

Professores da Escola Estadual Professora Maria Aparecida Nigro Gava, no Parque Pinheiros, em...

12/06/2017

Escolas da rede municipal de Taboão, Embu e Itapecerica realizam festa junina

Olha a chuva... É mentira! Olha a cobra... É mentira! O mês de junho é conhecido pela...

11/06/2017

Taboão da Serra ganha unidade do Centro Brasileiro de cursos (Cebrac)

Moradores de Taboão da Serra que buscam ingressar e ou conseguir cargos melhores no mercado de...

11/06/2017

Sistema EJA está com inscrições abertas para o segundo semestre

Os jovens e adultos que não terminaram os estudos e querem retornar às salas de aula já podem se...

11/06/2017

Mais de 7 mil professores aprovados em concurso são convocados em SP

Mais de 7 mil professores aprovados no maior concurso do magistério paulista poderão escolher as...

08/06/2017

Febre Amarela e Dengue são pautas para alunos da EMEF Rachel de Queiroz

A direção da EMEF Rachel de Queiroz criou um Jornal Escolar que tem como foco central o...

03/06/2017

Escolas Estaduais de Embu das Artes recebem programa de educação ambiental

Em parceria com a Diretoria de Ensino da Região de Taboão da Serra, a ONG Sociedade Ecológica...

28/06/2017

Empresa abre “cratera” na rua Mário Latorre procurando vazamento em Taboão

Quem passou pela rua Mário Latorre, no Parque Pinheiros, quase em frente ao cemitério da...

27/06/2017

Quentão do Taboão começa na sexta e promete agitar finais de semana

A esperada Arena Multiuso de Taboão da Serra vai ser aberta ao público nesta sexta-feira, 30,...

27/06/2017

Região do INSS e AME Taboão ganha ponto de ônibus, pintura de faixas e semáforo

As imediações do prédio do AME e do INSS em Taboão da Serra, na Estrada de São Francisco,...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.