Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Prazo para Iacta pagar funcionários demitidos do Antena acaba dia 11

Por Sandra Pereira | 8/04/2013

Antena

Sandra PereiraFuncionários demitidos ainda esperam pagamento dos salários de março e rescisões trabalhistas

Termina nesta quinta-feira, dia 11 de abril, o prazo para a Organização Social Iacta Saúde pagar os salários de março e as rescisões trabalhistas de quase 250 funcionários demitidos quando a Sociedade Paulista de Medicina (SPDM) assumiu a gestão do Pronto Socorro do Antena no dia 01 de abril. É grande a expectativa dos servidores demitidos com a proximidade da data limite para o pagamento das rescisões. Os sindicatos que representam as categorias já se preparam para uma ampla mobilização visando a defesa dos interesses dos trabalhadores. A prefeitura se comprometeu a repassar os valores devidos à Iacta mediante o pagamento dos direitos trabalhistas de funcionários.

Os ex-funcionários da Iacta temem não receber os valores a que têm direito e garantem que faziam o que “era possível” para atender aos moradores que buscavam atendimento no Antena.

“Só quem trabalhou lá sabe o que enfrentou. Faltava de tudo. Era muito difícil. Mesmo assim não abandonamos o barco. Ficamos com salários atrasados, sem receber vale, muitas vezes trabalhando doente. Muitos de nós viram familiares doentes sendo atendido sem condição. Alguns perderam parentes e amigos. Foi uma época muito triste. Na verdade quero receber meu dinheiro e esquecer tudo isso”, desabafou uma ex-integrante da equipe de enfermagem do Antena.  

Um servidor que trabalhava no Raios X contou que ainda aguarda o pagamento de salários do começo de 2012. Ele disse que continuou trabalhando para evitar que ocorressem ainda mais mortes no Pronto Socorro, mas admitiu que os problemas decorrentes da falta de estrutura e atraso no pagamento de salários eram graves.

O Sindicato Único dos Empregados em Estabelecimentos e Serviços de Saúde de Osasco e Região (SUEESSOR) alega que os servidores demitidos não receberam os salários do mês de março, que deveria ter sido pago nos primeiros dias de abril. Os dirigentes do Sindicato planejam realizar no dia 11 uma grande mobilização na porta da prefeitura a fim de garantir o pagamento de salários e verbas rescisórias dos funcionários que trabalhavam no Antena.

“Não tem outro jeito. Vamos ter que cobrar da prefeitura. Parar tudo lá e até fechar a BR. Se a gente não fizer isso os trabalhadores não vão receber”, analisa Amilton Arlindo de Moura, integrante da diretoria do SUEESSOR.

Quem também acompanha de perto as negociações para garantir o pagamento dos funcionários da Iacta é o diretor Flávio Oliveira Bezerra. Ele relata que há vários meses os trabalhadores enfrentavam vários problemas, inclusive atraso de pagamentos. “A situação dos funcionários já estava insustentável. Agora só ficou pior”, aponta.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.