Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Tarifa do transporte de Embu das Artes vai subir para R$ 2,80

Por Sandra Pereira | 26/03/2013

perua_embu

Sandra PereiraTransporte de Embu tem 157 veículos que atendem demanda diária de 55 mil passageiros

A partir do dia 1º de abril a passagem dos ônibus municipais de Embu das Artes vai custar R$ 2,80. Atualmente o valor cobrado é de R$ 2,30. Há dois anos o transporte público na cidade não promovia reajuste tarifário. O reajuste de 22% foi aplicado com a justificativa de cobrir os custos do sistema, que inclui aumento do preço dos combustíveis, da borracha, pneus e outros insumos. A cooperativa que administra o sistema de transporte atua em sete itinerários no município com 157 veículos, que diariamente transportam 55 mil usuários.

Para o presidente da Cooperativa de Trabalho dos Transportadores Profissionais da Terra das Artes (Coopercav), Leonel Augusto de Novais Filho, o reajuste da tarifa atende os investimentos feitos nos últimos anos pela entidade para garantir transporte de qualidade ao município. Ele cita entre os investimentos a implantação da bilhetagem eletrônica, assim como na qualidade dos veículos. 

Em 2001 o transporte do município atuava na clandestinidade, e era feito por Vans e Sprinters que foram substituídas por microônibus de uma porta, em seguida vieram os de duas portas com capacidade maior e atualmente existem 68 veículos adaptados e ônibus com mais de 30 lugares.

O transporte municipal da cidade conta com passe escolar de 50% para estudantes e professores, além de gratuidade para portadores de deficiência e idosos. 

Os motoristas cooperados da entidade defendem o aumento alegando que o custo de manutenção dos veículos subiu demais nos últimos anos. “Houve períodos em que praticamente pagamos para trabalhar em várias linhas”, disse um condutor.

Os usuários, por sua vez, defendem que o aumento deve ser acompanhado de mais investimentos no setor para aumentar a qualidade. Eles citam como problemas recorrentes a superlotação de várias linhas, a demora de intervalo entre os veículos, a necessidade de implantar novos itinerários, além do atendimento dispensado por alguns cooperados à idosos e deficientes físicos. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.