Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Ônibus da Pirajuçara tomaram praça e rua do Jardim Saint Moritz, em Taboão

Por Sandra Pereira | 15/03/2013

piraju1

Sandra PereiraPraça foi abandonada logo depois de ser inaugurada em 2007, falta limpeza, capinação, iluminação, manutenção dos brinquedos e segurança

De tanto ocupar espaço, trafegar e permanecer estacionados ao redor da praça do jardim Saint Moritz, em Taboão da Serra, os ônibus da viação Pirajuçara já fazem parte da paisagem do local. A área da praça é utilizada como ponto final do circular 6 uma das linhas mais rentáveis da empresa. Mesmo assim a Pirajuçara nada investe para ajudar na manutenção da praça que logo após ter sido inaugurada em 2007 foi abandonada pela prefeitura.

 “A gente muita vezes tem que ficar parada no carro esperando os ônibus desocuparem a rua. Tem uns motoristas abusados que fecham os dois lados e travam o trânsito”, relatou uma moradora da rua Frei Galvão.

Ela questiona o fato da empresa utilizar a praça e nunca ter tido a preocupação de ao menos cuidar da manutenção da área. “Em outras cidades é comum as praças serem conservadas por empresas, mas aqui, a Pirajuçara usa, abusa e não faz nada pela praça”, dispara.

 Basta uma olhada rápida nos arredores da praça para constatar que a observação da moradora faz sentido. Há ônibus estacionados em todos os lados e a presença de funcionários da empresa é constante. Eles também reclamam do fato de não haver um local mais adequado para que possam ocupar com instalações onde haja espaço para fazer um lanche e até mesmo usar o banheiro.


“É ruim não ter um terminal decente para gente ficar. É tudo improvisado”, critica um funcionário que assim como os moradores também acredita que a empresa podia ao menos assumir a conservação da praça do bairro. “Cuidar disso aqui não é caro e uma empresa que fatura tanto pode com certeza fazer isso”, alfineta.

Dos brinquedos instalados na praça quando ela foi inaugurada sobrou pouca coisa. O mato alto, o lixo e a falta de iluminação denunciam o descaso que os moradores não deixam de se queixar. Tudo isso levou ao esvaziamento evidente da praça.

A reportagem do Jornal na Net procurou a empresa para tratar do assunto, mas não obteve resposta. 


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.