Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Março de 2012 foi o mês mais violento para a mulher em Taboão

Por Edimon Teixeira | 8/03/2013

violencia

Divulgação As mulheres de Taboão da Serra têm pouco o que comemorar nesta sexta-feira

As mulheres de Taboão da Serra têm pouco o que comemorar nesta sexta-feira (08), quando o Brasil e vários países do mundo reservam a data para homenageá-las. A Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher (DDM) do município registrou 416 ocorrências de violência contra a mulher no ano passado, 143 a mais que em 2011. 

 Destes casos, 364 foram de lesão corporal dolosa (quando há intenção). Apenas os casos desta natureza superaram todos os outros registrados no período. Em 2011 foram 273 casos. Um dado chama atenção nos números analisados pela reportagem doJornal na Net, e aponta uma triste coincidência: o mês de março fora o mais violento.

 Enquanto em 2011 as ocorrências de violência contra mulher - lesão corporal dolosa e culposa, estupros roubos e furtos- somaram 22 casos, este número mais que dobra e chega a 51. A situação se repete no caso da violência sexual. Na cidade, 43 mulheres foram estupradas em 2012, enquanto no ano anterior foram 40 casos registrados.

 Apesar de preocupantes, os números demonstram reação positiva do “sexo frágil”, de acordo com análise da delegada Cláudia Brandão Parra, responsável pela DDM em Taboão da Serra. “As mulheres têm se conscientizado cada vez mais da importância de se denunciar os casos de violência sofridos por elas”, justificou.

 Ela credita à Lei Maria da Penha (11.340, de 22 de setembro de 2006) a mudança do cenário, mas aponta que ainda há um grande caminho a se percorrer. “É evidente a influência da lei na mudança no comportamento das agredidas”, defende. “Avançamos muito em seis anos, mas há ainda muito o que mudar”, ponderou.

 De acordo com ela a faixa etária das vítimas é de 25 a 45 anos e os agressores, na maioria das vezes, é alguém do convívio. “Infelizmente o autor é geralmente o companheiro ou um familiar, mas alguém que participe de sua rotina”, disse. J.S.S., 25 anos, moradora do Parque Pinheiros, se enquadra no perfil descrito.

 A jovem fora socorrida por agentes da Guarda Civil Municipal na movimentada Estrada Kizaemon Takeuti, onde foram abordados por populares. A vítima se encontrava com as roupas ensanguentadas, após ter sido agredida pelo ex-companheiro que não aceitava a separação. “Não dava mais para aguentar tamanha violência”, disse em depoimento.

 Depois de uma série de agressões ao longo de seis anos de relacionamento, ela resolveu denunciar o companheiro. A delegada destacou a importância da atitude de J.S. S. para a mobilização das entidades responsáveis pelo combate ao crime.  “É preciso denunciar. Só assim a mulher exigirá do poder público, da sociedade, mudança de postura”, concluiu.

 Violência psicológica

Além das marcas visíveis da violência sofrida, as mulheres ainda convivem com os traumas causados pelas agressões sofridas. “Os danos para a sociedade são enormes, com perdas em diversas esferas”, explica a socióloga Wânia Pasinato, pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP).

  De acordo com ela, além de impactar a forma como os filhos dessas relações vão constituir suas próprias relações no futuro, as vítimas de violência deixam de produzir e de se desenvolver como poderiam no mercado de trabalho. “É comum que as vítimas incorporem a violência e a agressividade em seus relacionamentos e nas formas de comunicação”, disse

 Em Taboão da Serra, além da delegacia específica para atender às mulheres vítimas de violência doméstica e sexual, o município conta com a Coordenadoria dos Direitos da Mulher desde 2006.  Hoje ligado ao Programa de Centro de Referência para o Atendimento Integral à Mulher e a Família.

Dentre os serviços oferecidos à população, estão os serviços de atendimento psicossocial aconselhamento e encaminhamento jurídico, além de acolhimento de mulheres em situação de violência em momentos de crises. A partir de janeiro de 2013 o Centro passou por mudanças atende em novo endereço desde então.

  “Nossa intenção é ampliar ainda mais a rede de proteção às mulheres vítimas de violência”, disse na ocasião a Secretaria de Assistência Social e Cidadania, Arlete Silva.

O órgão respondia diretamente ao gabinete do prefeito e, segundo Arlete, a mudança atende à “manutenção dos serviços, visando à autonomia” na proposta de trabalho, disse.

Serviço:

DDM Taboão da Serra

Estrada das Olarias, 670, Jardim Guaciara
 (11) -4685 4268

Coordenadoria dos Direitos da Mulher

Rua Henrique Moraes Camargo, 112 - Jardim São Paulo
 (11) 4139-1105

19/04/2018

Moradores comemoram reforma de Praça em Taboão da Serra

Os moradores do Jardim Beatriz, em Taboão da Serra, estão comemorando a reforma e instalação de...

18/04/2018

Fórum São Paulo premiou Promotores do Desenvolvimento eleitos em votação direta

Com a presença de várias autoridades e homenageados, o Fórum São Paulo e o Grupo Organizado de...

12/04/2018

Adolescente de Taboão está desaparecido e família pede ajuda para encontrá-lo

O estudante Luiz Gustavo de Oliveira Vieira, de 14 anos, está desaparecido desde a segunda-feira...

12/04/2018

Moradores reclamam de barulho e música alta em bairro de Taboão

Há cerca de um ano, os moradores do bairro Jacarandá, em Taboão da Serra, vem sofrendo com o...

05/04/2018

Governo de São Paulo vai contratar 800 escrivães e 600 investigadores

As inscrições para o concurso que vai selecionar 800 escrivães e 600 investigadores começam às...

05/04/2018

OAB Taboão lança 3ª edição de revista impressa nesta quinta (5)

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção Taboão da Serra, lança nesta quinta-feira (05) a...

04/04/2018

Concurso do TRT da 2ª Região vai oferecer vagas em Taboão, Embu e Itapecerica

O Tribunal Regional da 2ª Região, São Paulo, vai abrir novo concurso público autorizado para o...

04/04/2018

Procon de Itapecerica da Serra divulga os números do Mês do Consumidor

O Procon de Itapecerica da Serra informa que efetuou 3751 atendimentos durante as ações...

31/03/2018

Embu lidera ranking de estupros e Taboão sai na frente nos casos de roubo

Dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) mostram que a cidade...

25/03/2018

 Moradores de Itapecerica pedem justiça para adolescente de 14 anos assassinada

Em clima de absoluta comoção familiares, amigos,vizinhos e colegas de escola da adolescente de...

22/04/2018

Quatro suspeitos são presos durante assalto a farmácia em Itapecerica

Um homem e três menores foram presos na noite do último sábado (21), após tentativa de assalto a...

21/04/2018

Febre amarela continua se expandindo pelo país

Embora os casos confirmados de febre amarela tenham diminuído no Brasil nas últimas três...

21/04/2018

Candidatos desempregados aceitariam ganhar menos que no emprego anterior

Pesquisa divulgada pela Robert Half, empresa de recrutamento e seleção, mostra que 70% dos...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.