Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Pronto Socorro do Antena viveu fim de semana de caos

Por Sandra Pereira | 3/03/2013

antena600

Sandra PereiraCorredores do Antena ficaram lotados durante o todo final de semana

A saúde de Taboão da Serra vive uma crise singular que se agrava aos finais de semana. No Pronto-Socorro do Antena quase 300 pessoas esperaram até oito horas por atendimento neste sábado, 2. No período da manhã somente uma médica atendia aos moradores. O corredor localizado em frente aos consultórios fechados permaneceu lotado durante todo o dia. A situação caótica se repetiu no domingo 3, evidenciando o drama enfrentado pela saúde municipal. Os pacientes afirmam que a situação no Antena vem piorando gradativamente após setembro de 2012. A indefinição em torno da saída da IACTA Saúde, que administra o Antena, só piora o quadro formado pela superlotação, ausência de médicos, servidores com vencimentos em atraso e até falta de insumos para atender aos pacientes.

O prefeito Fernando Fernandes disse que vai rescindir de forma amigável o contrato da IACTA. Ele mantém conversa com a SPDM para assumir a gestão do Antena. Desde o período da campanha o prefeito fazia duras críticas à gestão da IACTA no município.

“Cheguei sete horas da noite passando mal. Fui embora duas horas da manhã e voltei cedo mais até agora nada”, relatou uma paciente do Leme. “Pior que não tem médico nos postos de saúde”, completou outra paciente.

Durante todo o final de semana a demora no atendimento fez com que algumas pessoas desistissem de esperar. Sem alternativa, as que estavam em estado mais grave enfrentavam a longa espera. A reclamação unânime era a pouca quantidade de médicos. No sábado, uma paciente saiu em defesa da médica que estava atendendo, quando um rapaz reclamou do fato dela ter dado preferência a uma idosa em detrimento do jovem. Por pouco não houve confusão.

“Se fosse a mãe dele  não ia achar ruim. A  médica fez o que era certo. A senhora tinha prioridade e estava mal. Essa médica está atendendo todas essas pessoas sozinhas. Não vi ela parar nessas horas que estou aqui”, disse uma moradora do Pirajuçara.

Quem utiliza o Antena reclama que o local dispõe de mais seguranças do que médicos para atender a população. O quadro caótico no atendimento parece não ter data para ser solucionado. Mas, também é fato que o pronto-socorro acaba sendo porta de entrada para todos os tipos de atendimento. Neste final de semana a reportagem do Jornal na Net encontrou vários pacientes que deveriam estar sendo atendidos em Unidades Básicas de Saúde. A maioria usa o Antena sob o argumento de que não há médicos nas UBSs ou postos de saúde. Havia ainda moradores de Embu das Artes que estavam no pronto socorro para fazer raios X.

“Moro no Vazame e venho pra cá toda semana fazer raio X na perna”, disse.

O prefeito Fernando Fernandes evitou falar em prazos para que a IACTA deixe Taboão da Serra, mas já disse publicamente que a meta do governo é tirar a empresa da cidade. O fim do contrato com a IACTA é meta também do legislativo que já pediu a quebra do contrato. A IACTA é alvo constante de denúncias e sofre investigação do Ministério Público em outras cidades onde atua. A empresa foi contratada na gestão do ex-prefeito Evilásio Farias. 





Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.