Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cultura

Escolas de Samba de Cotia reclamam da falta de apoio da prefeitura para Carnaval da cidade

Por Sandra Pereira | 13/02/2013

cotiia450

Manuel Rocha Dentro da área isolada poucos moradores participaram do carnaval. Do lado de fora sobrava críticas á administração

Os presidentes das Escolas de Samba de Cotia se dizem indignados com a prefeitura em razão da falta de apoio à realização do Carnaval na cidade. Eles acusam a prefeitura de “privatizar” o Carnaval entregando a realização da festa a terceiros. Eles criticaram duramente o fechamento da rua da prefeitura e da Praça de Caucaia do Alto onde o acesso dos foliões só ocorria mediante pagamento. Os presidentes alegam não receber nenhum valor para incentivar a apresentação dos blocos e escolas de samba do município. Também relataram que a administração não cumpriu a promessa de disponibilizar banheiros químicos, caminhão de som, ambulância e segurança.


Um dos presidentes revelou que a sua escola planejava apresentar o seu trabalho do lado de fora da área cercada pela prefeitura, onde tradicionalmente as escolas se apresentavam sem custo aos moradores.


 “Não podemos acreditar que um prefeito que pensa no bem estar da família Cotiana faça isso, a festa ficou restrita e a entrada ficou franqueada para maiores de 16 anos acompanhados dos pais, as crianças não podem mais ver um desfile de rua como é a cultura do carnaval brasileiro”, declarou chateado o presidente.


Para o morador do Jardim das Oliveira que esperava a saída da Escola de Samba “Raízes do Agora”, o descaso das autoridades em apoiar os eventos na cidade era inadmissível.


 “Não temos lazer e quando chega a hora em que podemos apresentar para nossas crianças uma das atividades culturais mais ricas do nosso país, a prefeitura deixa de cumprir o seu papel. Todos sabiam que teria o desfile aqui na rua. Então cadê a manutenção da iluminação pública? E a ambulância? A presença da guarda municipal? Nossas crianças estão empolgadas em fazer parte da ala da escola, mais desse jeito não tá certo”, declarou um morador antigo do  jardim das Oliveiras.

O impasse entre a prefeitura e as escolas de samba de samba de Cotia se intensificou após a administração cobrar entre R$ 1.000,00 a R$ 1.500,00 para a instalação de barracas nos locais fechados para a realização do carnaval. Um dos responsáveis pela venda do espaço contou que toda a verba arrecadada por ele era repassada para o secretário de Turismo Sr. Tagarella, para ele suprir alguns gastos da festa.


O secretário Tagarella também organizou uma barraca na frente da entrada dos recintos para a venda de alimentos, pois o ingresso era um quilo de alimento não perecível.


O que chamou a atenção é que um quilo de açúcar ou fubá estava sendo vendido a R$ 5,00 (cinco reais), e as pessoas que ali estavam tomando conta da venda, informaram que o valor arrecadado era entregue ao secretário de Turismo.

Segundo informações extraoficiais a prefeitura teria repassado R$ 200.000,00 para organizar a festa de Momo na cidade. A verba teria sido repassada por meio do Consab’s de Cotia, como nos anos anteriores.


“Este é o segundo ano que a prefeitura deixa a desejar, sempre apresentei a nossa planilha de gastos do dinheiro repassado, no ano de 2011, recebemos uma verba e declaramos todos os gastos. No ano passado nos repassaram um pouco mais de R$ 1.500,00. Agora não deram nenhum incentivo e se quiséssemos apresentar o trabalho da escola tinha que ser sem o apoio da prefeitura, mesmo sabendo que já tinha verba destinada ao carnaval de Cotia”, declarou  Tunica, presidente da Escola de Samba Raízes do Agora.


Nossa reportagem tentou sem sucesso entrar em contato com a secretaria de Comunicação da prefeitura de Cotia, bem como, com o secretário de Turismo Sr. Tagarella, na noite de domingo 10. A reportagem permaneceu na Praça de Caucaia do Alto por aproximadamente 3 horas aguardando mais informações.

Com informações de Manuel Rocha - Um Novo Jornal e Vídeonotícia 


19/11/2017

Taboão da Serra participará do 1º Encontro Multicultural do C8 neste sábado no P

A Secretaria de Cultura e Turismo de Taboão da Serra vai participar do 1º Encontro Multicultural...

17/11/2017

Dia da Consciência Negra é feriado municipal em Embu e Itapecerica

Na próxima segunda-feira, 20 de novembro é feriado municipal em Embu das Artes e Itapecerica da...

17/11/2017

Concurso elege Rainha, Princesa e Miss Simpatia da Beleza Negra 2017 no Cemur

A Prefeitura de Taboão da Serra, através da Coordenadoria Especial de Promoção da Igualdade...

16/11/2017

Auditório da Cultura receberá nesta quinta-feira, 16 Sarau do Itapoesia

Poetas da região se reúnem na terceira quinta-feira de cada mês para apresentarem e divulgarem...

15/11/2017

1º Encontro Multicultural do C8 - Rota da Cultura reúne atrações de 8 cidades

O 1º Encontro Multicultural do C8 - Rota da Cultura acontece sábado (18/11), das 8h às 17h, no...

12/11/2017

Jovem de Taboão é destaque em peça na Praça Roosevelt

O jovem Vinícius Santos de Santana, morador da rua Arujá, no Jardim Comunitário, em Taboão da...

11/11/2017

Prefeitura de Taboão promove diversas atividades na Semana da Consciência Negra

A Prefeitura de Taboão da Serra, através da Coordenadoria Especial de Promoção da Igualdade...

09/11/2017

Expo Contemporâneos 2017 reúne obras de 44 artistas

A “Expo Contemporâneos 2017” acontece entre os dias 10 e 26 de novembro no

07/11/2017

Mês da Consciência Negra: programação com seminários, cultura, cinema etc.

A Prefeitura de Embu das Artes, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social...

21/11/2017

Taboão terá caminhada pela paz e contra violência às mulheres dia 25 de novembro

O lançamento de uma ampla mobilização para uma caminhada histórica pelo fim da violência contra...

21/11/2017

Nova fase da Lava Jato investiga corrupção na Transpetro; alvo é um ex-gerente

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (21) oito mandados de busca e apreensão, cinco de condução...

21/11/2017

Presídios terão banco de dados sobre situação de detentos

Um sistema desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai reunir as informações...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.