Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Taboão aprovam na madrugada aumento salarial para médicos e demais categorias da saúde

Por | 6/02/2013

manifestacao

Karen SantiagoManifestantes em prol do Hospital Veterinário também foram à Câmara

Numa sessão de mais de oito horas e durante a madrugada, terminou às 2h da manhã desta quarta-feira (6), os vereadores de Taboão da Serra aprovaram, por unanimidade, o aumento salarial proposto aos médicos que passam a receber R$ 60 por hora trabalhada e enfermeiros, auxiliares, dentistas da rede municipal, com reajuste para R$ 2.500, R$ 1.200 e R$ 40, para os dentistas na hora trabalhada, respectivamente. A gratificação por produtividade, que pode ser o dobro do salário também foi mantida.

O projeto de aumento salarial dos médicos, de autoria do prefeito Fernando Fernandes (PSDB) já havia ido há votação por três vezes, durante o mês de janeiro – relembre aqui e aqui, mas os vereadores não se mostraram dispostos a aprová-lo, eles alegavam que todas as categorias que trabalham na saúde municipal deveriam ser contempladas, não somente os médicos.

“Agora o projeto está melhorado, todas as categorias foram contempladas e a população também. Devemos sempre fazer isso, melhorar o projeto, que já estava bom quando veio, mas ficou melhor ainda”, disse o vereador Lune. 

Para o presidente da Câmara Municipal, Eduardo Nóbrega, o aumento é o primeiro passo para um choque de gestão na área da saúde. “Estamos equiparando o salário dos médicos de Taboão da Serra com outras cidades, hoje temos condições de trazer bons profissionais para as unidades básicas de saúde do município”, lembrou.

O vereador Marcos Paulo comemorou a aprovação dos projetos e disse que essa é uma vitória para a categoria e principalmente para a população. “A gente acredita que não adiantava apenas aumentar o salário dos médicos, a saúde é feita por todos os profissionais da área, por isso o reajuste será bom para o atendimento de fora geral”.

O aumento salarial dos médicos irá ajudar a suprir a carência de 85 médicos para atuar nas unidades básicas de saúde, principal objetivo para a aprovação do projeto.

Outros projetos

Os vereadores também aprovaram por unanimidade o projeto que extingue 393 cargos na administração e cria 129. Já o aumento salarial dos secretários municipais que passariam a ganhar R$ 14 mil foi rejeitado pelos vereadores.

Manifestação

A 1ª sessão ordinária desta terça recebeu também manifestantes do movimento que luta pela construção de um Hospital Público Veterinário. Cerca de 50 pessoas se reuniram na praça Nicola Vivilechio e de lá seguiram para a Câmara Municipal, munidos de faixas e cartazes. Eles também entregavam panfletos em prol da causa.

Os manifestantes receberam total apoio dos vereadores e, ainda contaram com a aprovação do projeto de lei do vereador e presidente da Câmara, Eduardo Nóbrega, que autoriza a instalação de uma clínica veterinária municipal.

O objetivo deles dos manifestantes era garantir, com a construção do Hospital, o cuidado dos animais de famílias de baixa renda, gerando saúde para os cães e gatos e diminuindo a tristeza das famílias que perdem seus animais de estimação, quando eles pegam alguma doença. A ideia deles é ainda diminuir o número de animais soltos nas ruas, sem nenhum cuidado. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.