Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Pacientes criticam falta de médicos e atendimento de saúde em Taboão

Por | 13/01/2013

antena

Arquivo Jornal na NetAntena continua recebendo críticas dos pacientes

Os 13 primeiros dias de 2013 não estão sendo fáceis para os pacientes que procuram o Pronto Socorro do Antena. Eles  ainda convivem com a mesma situação vivenciada no final de 2012  (relembre aqui e aqui). A falta de médicos, demora aproximada de 4 horas no atendimento, condições precárias das ambulâncias e dificuldade para conseguir um leito hospitalar. Essas são apenas algumas das queixas de quem procura atendimento.

A esperança deles, diante de um novo governo, é que a gestão do PS, feita pela Iacta Saúde, esteja acabando e que a saúde melhore no município, em especial no Antena. “Os postos de saúde estão com atendimento bom, só precisa ir cedo, para marcar consulta e depois de quatro a cinco dias passar por um especialista”, afirmou Eunice Ribeiro, de 35 anos, moradora do Marabá.

O Jornal na Net esteve na última semana no Antena e acompanhou de perto a dificuldade enfrentada pelos pacientes. Na ocasião a reportagem foi informada que o atendimento estava sem sistema, impossibilitando o registro dos pacientes e que o Pronto Socorro só contava no momento com dois clínicos gerais.

A recepcionista de uma loja, na região do Pirajuçara, passou mal e foi levada por uma outra funcionária para o Antena. Roselaene Justino dos Santos de 38 anos, às 16h30, contou que estava esperando a paciente passar pelo médico, desde o meio dia. “Faz meia hora que ela foi atendida e só agora foi medicada”, observou.

De acordo com os pacientes a demora se dá, principalmente no pronto atendimento, onde é feito à triagem. Logo depois, mais uma hora de espera, eles conseguem passar pelo médico. “Só tem um médico e uma atendente, ainda sem sistema, demora mais ainda”, reclamou à moradora do Parque Pinheiros, Renata Betânia de 42 anos.

As dificuldades devem estar com os dias contados, uma vez, que o prefeito eleito, Fernando Fernandes, durante toda a sua campanha, prometeu suspender o contrato com a Iacta Saúde e ainda contratar novos médicos para o município. 

A reportagem apurou que a expectativa dos funcionários também é grande, por mudanças. Alguns deles, já aguardam a nova organização que vai gerir o Antena, a mesma do Hospital Geral do Pirajuçara. “A saúde não será mais terceirizada”, afirmou uma funcionária.

O prefeito quer ainda reajustar o salário dos médicos de R$ 25,00 para R$ 60,00 reais a hora trabalhada, retirando a produtividade, pela qual o médico poderia chegar a ganhar até R$ 50,00 de acordo com o atendimento – aqui.

O projeto de Lei está em um entrave na Câmara Municipal, os vereadores criticam o aumento salarial somente para os médicos e defendem a isonomia entre os servidores da saúde – veja mais aqui.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.