Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Moradores de Taboão protestam contra aumento de ônibus circulares

Por | 23/12/2012

224993_434472086602456_595076950_n

Rafael RezendePassagem dos ônibus circulares começou a custar R$ 3,30 neste domingo (23)

Foi pacífica mais intensa a manifestação de diversos moradores contra o aumento da passagem dos ônibus circulares de Taboão da Serra, que passou de R$ 3,00 para R$ 3,30, neste domingo, dia 23. O aumento tornou o transporte da cidade o mais caro do Brasil. O protesto aconteceu em frente ao Shopping Taboão, por volta das 16h30.

Munidos de faixas com frases de protestos, eles mostraram indignação, pelo segundo aumento tarifário, registrado neste ano nos circulares da cidade – relembre o anterior aqui. “A população de Taboão sofre com o fim das peruas e o aumento da condução nos ônibus”, dizia uma das faixas.

Após o anúncio do aumento tarifário, no último sábado (22) – veja mais aqui, diversas reclamações dos usuários foram feitas nas ruas da cidade e também na rede social Facebook. “Sr Evilásio além de tirar o transporte alternativo vai aumentar a tarifa do circular para 3,30. Resumindo além de ficar esperando o ônibus por uma hora vou ter q pagar essa absurdo”, reclamou a moradora Aninha Barcelos.

Neste domingo, os passageiros que não sabiam do aumento tarifário foram pegos de surpresa, uma vez, que a passagem de R$ 3,30 começou a ser cobrada desde a 0h00 de hoje.

Nesta noite, uma petição contra o aumento tarifário, também foi divulgado na rede social. A expectativa é que moradores insatisfeitos com o aumento tarifário se unam e assinem a petição, com intuito de mudar o decreto que deve ser publicado no próximo Diário Municipal da cidade.

Leia a nota oficial da prefeitura sobre o aumento das passagens:

"A Prefeitura de Taboão da Serra informa que o reajuste da tarifa do transporte coletivo da cidade foi concedido obedecendo os termos do contrato firmado entre a Prefeitura e a empresa concessionária do serviço.

O contrato, assinado há 14 anos, prevê reajustes periódicos calculados com base em planilha de custos operacionais da empresa, que abrangem, entre outros itens, atualização salarial da categoria profissional, reposição de aumento de preços de insumos básicos e despesas administrativas e operacionais.

Dentro deste cálculo, estão incluídos também investimentos realizados pelo sistema de transporte nos últimos anos, como a compra de novos carros e adequação a lei de acessibilidade, além de aproximadamente 10 % de passagens gratuitas que são bancadas pela própria empresa. Em outras cidades como São Paulo, por exemplo, é a Prefeitura quem subsidia os passes dos idosos e descontos para estudantes.

A Prefeitura esclarece ainda que data do reajuste estava prevista inicialmente para o dia 1º. de dezembro como todas as outras cidades da região oeste da Grande São Paulo, mas este só foi concedido em Taboão depois que a planilha foi analisada pelos técnicos da Prefeitura.

Quando assumiu em 2005, o prefeito Evilásio Farias recebeu a Prefeitura com a tarifa reajustada pelo seu antecessor, Fernando Fernandes, condição esta que é devolvida na atual passagem de governo."


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.