Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

FF quer renegociar dívidas e adotar plano emergencial para evitar colapso na saúde em Taboão

Por Sandra Pereira | 19/12/2012

FF450_1

Sandra Pereira Preocupado com dívidas da cidade FF fala em plano emergencial para manter serviços e moratória aos credores 

Faltando poucos dias para voltar ao comando da prefeitura de Taboão da Serra o prefeito Fernando Fernandes (PSDB) revelou que as suas primeiras ações na administração serão o decreto de moratória às empresas credoras da cidade, a implantação de um plano emergencial na área de saúde, a fim de evitar a paralisação no atendimento, um mutirão de limpeza urbana nos bairros, além do anúncio de todo o secretariado. O prefeito admitiu que a área da saúde e as finanças são as que mais causam preocupação.

Para o prefeito a moratória – renegociação das dívidas acumuladas na atual gestão – é necessária porque as empresas credoras admitiram que a dívida chegasse a onde chegou.“Os credores foram parceiros para que a dívida chegasse a esse ponto crítico. Eles são responsáveis também. Não podemos sacrificar a cidade por causa disso. As empresas vão ter que esperar para receber. Vamos priorizar o desenvolvimento da cidade, segurança e os serviços prestados pela prefeitura”, relatou.

Fernando Fernandes disse que a Viva Ambiental, que a faz a coleta de lixo acumula dívida de R$ 28 milhões e a Iacta, administradora do PS do Antena tem para receber R$ 15 milhões.

“A proposta é pagar em dia os serviços executados na nossa administração, já os passados serão negociados e parcelados”.

Fernandes disse que vai adotar nos primeiros dias de governo um plano emergencial para a área da saúde, a fim de fazer os moradores voltarem a acreditar e procurar os postos de saúde. Ele quer convocar sessão extraordinária em janeiro para aumentar salário de médicos e viabilizar a contratação de mais profissionais na cidade.

“Em primeiro lugar temos que povoar os consultórios de médicos. Visitei na última semana 8 unidades de saúde e só encontrei dois médicos. Também não tinha moradores, o que pode dar a falsa impressão que a saúde vai muito bem. Pelo que já vimos posso dizer que a saúde vai ser o grande problema a ser resolvido”, admitiu.

Sobre a dívida de R$ 78 milhões que a administração Evilásio Farias admitiu ter nos últimas semanas, o prefeito eleito disse os números apresentados não correspondem à realidade.

“Não são números alvissareiros. São difíceis. Até outubro a dívida já passava de R$ 110 milhões. Mas só vamos falar quando tivermos finalizado esse levantamento. Não quero repetir os erros do passado”, contou.

O prefeito observou que desde a campanha constatou os problemas na limpeza urbana da cidade, disse estar preocupado e já falou em um plano emergencial para limpar as ruas. “A cidade não pode continuar assim de jeito nenhum”, resumiu.

Questionado se vai aumentar o valor das passagens de ônibus em 1º de janeiro o prefeito disse que será preciso analisar planilhas e tratar o assunto com responsabilidade. Entretanto, falou que não dará o aumento, mas observou que o atual governo poderá fazê-lo.

Sobre a crise envolvendo o transporte alternativo que está beirando a extinção em Taboão da Serra Fernando Fernandes disse que não poderia e nem interferir nessas decisões.

“A questão dos perueiros não é só do Executivo. Todo o Legislativo apoiou o que está acontecendo. Vou manter a minha posição da campanha de analisar todos os aspectos, e, posteriormente tomar a nossa decisão. Agora, eu avisei lá atrás aos perueiros que isso podia acontecer. Eu apoiei o transporte alternativo, criei a lei e não tive deles apoio na minha eleição de 2001, se hoje a situação chegou aonde está os perueiros também são responsáveis”, relatou.

O prefeito voltou a confirmar os nomes de João Medeiros para ocupar a secretaria de Educação e Takashi na Administração. Ele não fez novos anúncios justificando que seria em razão das negociações para a presidência da Câmara.

“Eduardo Nóbrega é um nome provável, vem fazendo uma composição interessante, mas a presidência só se decide dia 1º de janeiro”, disse.

Fernandes deixou escapar que a estratégia do seu grupo é trazer dois ou três vereadores eleitos na coligação adversária para fazer parte de sua base, e dessa forma garantir a aprovação dos projetos que exigem 2/3 de votos.

Sobre os projetos do governo estadual que quer implantar em Taboão Fernando Fernandes enumerou o Metrô, Poupa-tempo, Bom Prato, Centro de Convivência do Idoso, creches, Etec e Fatec.

Dudu

Primeiro de tudo deveria aumentar o saláro do funcionalismo. Por que os funcionários estando contentes com seus salários, com certeza o trabalho será mais satisfatório.

Inocente

Devo concordar que os maiores culpados das dividas chegarem a este ponto são os fornecedores, afinal mesmo sendo eles detentores de alguns contratos, deveriam cumprir a sua parte neste acordo, porém a prefeitura tbm, creio que a algo de estranho nisso e deve ser muito bem investigado pelo futuro prefeito e sua equipe, afinal fornecer sem receber por meses, quem em sã consciência faria isso, seria um suicidio financeiro, a não ser que alguém esteja ganhando com isso e digo para correr o risco de falência os ganhos deveriam compensar, digo compensar os dois lados, ou isso é costumeiro nas administrações,os tais % % % ( Propinas, preços super faturados, direcionamento de a fornecedores, compras diretas sem licitações, etc) bem como o próximo prefeito ja esteve do lado da mesa em que por pouco tempo ainda estará o atual..deve saber bem as regras deste jogo.Para o bem de Taboão desejo que tenha sorte e que desta vez tenha consciência de tudo que ira fazer, pois quando deixou o governo as contas não estavam diferentes do que hoje esta.

Fábio

Os servidores podem esquecer qualquer tipo de reajuste salarial ou reposição da inflação que neste ano está em 5,6%. Fernandes não comenta NADA referente ao funcionalismo há anos, tenho uma revista da época que o mesmo saiu candidato com o vice Dr. Mauricio André (coligação Um govrno de verdade, acreditem) que também nem sequer menciona os funcionários, cidade que servidor recebe salário de fome jamais fará bom atendimento da população.

João Melo

O povo desta cidade nunca perdeu a esperança do retorno do seu prefeito. Agora esta esperança se renova na certeza de que dias melhores virão.

William

Condordo plenamente com o 1º Comentário feito pelo leitor "Gomes" a defasagem do salário dos funcionários públicos é absurda..Uma cidade que paga mal seus funcionários, na minha opinião não será boa para sua população.

Lucinda

E a Secretaria do Meio Ambiente e a segunda delegacia no Pirajuçara foi prometida na campanha para a população?.

Gomes

O que impressiona é que ninguém sequer menciona o salário ridiculo e defasado dos servidores públicos concursados, até parece que a cidade não precisa dos funcionários. Nem a imprensa faz perguntas pertinentes a essa questão, tá feia a coisa.

25/05/2017

Contas de Taboão estão em dia, mas capacidade financeira está no limite

O vereador José Aparecido Alves, o Cido, elogiou a condução da audiência pública e a atuação do...

24/05/2017

Eduardo Nóbrega comemora aprovação das contas da Câmara de 2013 pelo TCE

O Tribunal de Contas de São Paulo (TCE) aprovou nesta terça-feira, 23, as contas da Câmara...

24/05/2017

Vereadores aprovam estudo sobre vale-transporte e dissídio dos servidores

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram em regime de urgência na sessão desta terça-feira,...

23/05/2017

Juiz mantém decisão que obriga prefeitura a administrar cemitérios de Embu

O juiz da 1ª Vara Judicial da Comarca de Embu das Artes, Rodrigo Aparecido Bueno de Godoy negou...

22/05/2017

Embu é a cidade da região que mais recebe recursos do governo do Estado

Nos primeiros meses de 2017 Embu das Artes vem consolidando sua posição como a cidade da região...

19/05/2017

Lei da deputada Analice Fernandes protege mulher vítima de violência

Lei de autoria da deputada estadual Analice Fernandes de proteção a mulher vítima de violência...

19/05/2017

Comunidade japonesa homenageia Dr. Onishi por vitória na eleição em Taboão

O vereador de Taboão da Serra, Dr. Ronaldo Onishi, foi homenageado com diploma de Honra ao...

18/05/2017

Delação de donos da JBS envolvendo presidente agrava crise política no Brasil

O país amanhece perplexo com mais uma delação de corrupção. Desde vez a denúncia é de que o...

16/05/2017

Vereador afirma que roubos em Embu acontecem pra prejudicar Ney Santos

Os roubos e furtos a equipamentos públicos como creches, Unidades Básicas de Saúde e escolas...

16/05/2017

Escola do Legislativo de Taboão ganha sala de aula para ministrar cursos

A Câmara Municipal de Taboão da Serra viveu uma noite histórica, nesta segunda-feira, 15,...

25/05/2017

Contas de Taboão estão em dia, mas capacidade financeira está no limite

O vereador José Aparecido Alves, o Cido, elogiou a condução da audiência pública e a atuação do...

25/05/2017

ANTT aprovou projeto do retorno na Régis para atender Taboão da  Embu

A Autopista Régis Bittencourt informou por meio de nota enviada à reportagem do Jornal na Net...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.