Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Onda de violência deixa moradores e comerciantes temerosos em Taboão

Por | 20/11/2012

mortes

Divulgação - O GloboPoliciais no local da chacina onde três pessoas foram encontradas mortas em Taboão

A onda de violência e ataques que assola a cidade de Taboão da Serra deixa cada dia que passa os moradores com medo e temerosos para saírem de suas residências. À volta pra casa dos seus entes queridos, principalmente na parte da noite, também preocupa os moradores da cidade. “O jeito é entregar nas mãos de Deus, só Ele mesmo pra nós proteger”, desabafaram os moradores em forma de anonimato. Uma manifestação pacífica foi feita na Régis Bittencourt, com o pedido de basta à violência, no início da noite desta terça (20).

Devido aos dois ataques que aconteceram na última segunda-feira, dia 19, onde três jovens morreram baleados, no Jardim Comunitário e um ônibus foi incendiado, por criminosos, no São Judas – relembre aqui, comerciantes e moradores optaram por se protegerem. O resultado foi o comércio fechar mais cedo e ruas ficarem desertas.

Os comerciantes decidiram fechar mais cedo os seus estabelecimentos, por receio de novos ataques e os moradores, optaram por ficarem em suas residências. As ruas ficaram desertas e em frente às bases policiais, cones e faixas de isolamento protegiam a integridade física deles. “O clima é de terror. Ninguém estava nas ruas. A cidade ficou deserta”, afirmaram.

O medo já havia dado uma trégua aos moradores da cidade. Eles conviveram com o toque de recolher por semanas. Para a polícia, isso não passou de boatos - aqui.  Na cidade um policial militar foi morto em 8 de outubro e outras oito pessoas foram assassinadas – relembre aqui. Com as três mortes registradas na madrugada de segunda 11 já foram vítimas desses ataques criminosos.

Números da violência

A cidade registrou um aumento assustador de janeiro a setembro deste ano em casos de homicídios, mais de 50%. 48 mortes foram contabilizadas neste período, em 2011, por sua vez, 28 pessoas foram assassinadas.

Os homicídios dolosos também aumentaram quase 50% se comparados ao mesmo período do ano passado. 30 pessoas foram vítimas do crime esse ano, já em 2011, 14.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.