Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Polícia prende o segundo acusado de matar investigador de Juquitiba

Por | 16/11/2012

acusado1

Divulgação - Rede GloboAcusado presta depoimento para a polícia, após ser preso

O segundo acusado de participar da morte do investigador João Antônio Pires, de 62 anos, em Juquitiba – relembre aqui – foi preso na manhã da última quinta-feira, dia 15, em Peruíbe, no litoral paulista. O crime ocorreu no dia 5 de outubro, no estacionamento de um mercado no centro de Juquitiba. Outro suspeito de participar da morte já havia sido preso em 8 de outubro, de acordo com a polícia.

Segundo a Polícia Civil, ele confessou o crime. "Ele nos disse, em depoimento, que tinha uma dívida com uma facção criminosa e que deram há ele dez dias para executar um policial militar.
“Ao término do prazo, como ele não estaria conseguindo, deram mais 24 horas para a execução e deixaram que fosse um policial civil", informou o delegado Josimar Ferreira de Oliveira, titular da Delegacia de Juquitiba, ao G1 por telefone.

Poucos dias após o crime, dia 5 de outubro, policiais já tinham encontrado um dos suspeitos em um sítio na Estrada dos Padeiros, em Juquitiba. De acordo com a Polícia Civil, o homem disse que havia dado apenas uma carona para um amigo, que atirou no policial. Com o preso foram apreendidos dois capacetes, uma pistola, munições, a moto utilizada no dia do crime e uma folha com anotações.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o investigador colocava as compras em seu carro quando dois criminosos em uma moto o abordaram na Avenida 31 de Março. O homem que estava na garupa atirou várias vezes no policial, que morreu no local.

Com informações do portal de notícias Globo.com

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.