Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores devem revogar Lei para favorecer transporte alternativo de Taboão

Por Karen Santiago | 13/11/2012

camara_taboao

DivulgaçãoVotação acontece nesta terça no plenário da Câmara

Os vereadores da Câmara Municipal de Taboão devem votar em regime de urgência, nesta terça-feira, dia 13 de novembro, a revogação da Lei 190, que trata das exigências impostas pelo executivo aos trabalhadores do Transporte Alternativo da cidade. Entre elas estão à mudança de pessoa física para jurídica e a idade máxima do veículo. A categoria já está parada, desde a última quinta – relembre aqui.

“Vamos pedir a assinatura dos demais vereadores para que nós possamos revogar até para haver uma reparação do erro cometido lá atrás. Esse será o nosso encaminhamento hoje”, afirmou o vereador Noventa.

A audiência pública com o Secretário de Transporte e Mobilidade Urbana Zoroastro Júnior e o ex-secretário Claudinei Pereira que aconteceu na última segunda-feira (13), com a presença dos vereadores Valdevan Noventa, Cido e Wagner Eckstein demonstrou a vontade da prefeitura da cidade, em extinguir de vez, o transporte alternativo.

“Eles apresentaram uma série de exigências que a categoria precisa ter para continuar nas ruas e apontaram irregularidades, disso e daquilo, como imposto. Nós sabemos que não é nada disso, porque isso acontece desde quando o sistema existe”, disse Noventa.

Durante a audiência, os vereadores pediram para que cada trabalhador regularizasse seu veículo, mas o secretário afirmou que todos estão irregulares e disse que a categoria não vai voltar. As irregularidades apontadas por Zoroastro são em relação ao veículo, reclamações de usuários, multas e impostos atrasados.

“Vamos tentar agora é resolver politicamente. Tentar convencer o prefeito para que possa voltar atrás da decisão”, resumiu Noventa.

Alex

Parabens pela cobertura das materias desse assunto de transporte e todas as outras. Importante sabe que tem alguém acompanhando o que acontece na Cidade. PArabens Jornalnanet

Gomes

Revogar a Lei é um absurdo, ao invés de fiscalizar ou abrir concorrência para novas empresas de verdade entrarem na cidade querem afrouxar o laço? Que vergonha, esperar o quê destes políticos?

Binho

Comentários com muita futilidade muitos leigos no assunto querendo denigrir imagens de trabalhadores e pais de famílias muitos com dividas para pagar e com idade avançada na qual não encontra oportunidade de emprego , fiscalização tem 3 vezes ao ano na vistoria , pagamos impostos para poder rodas chamado de ISS , custo até que alto , ACORDA gente ao invés de cair matando encima de trabalhadores vai encima de quem tem dinheiros ônibus da Pirajussara em péssimo estados motoristas muitas vezes nem habilitado com a D. Antes de criticar entenda ou procura conhecer mais.

Paulo Caires

O comentário do Antonio ou ele é tem carros ou ele é da PREFEITURA DO SETOR DE TRANSPORTE ,não vejo outro motivo para um comentário tão infeliz. Bom vamos a revogação da lei: Se ela for somente revogada é passo mais não resolve por definitivo, vou mais pode até ser um tiro no Pé ! Tem que fazer uma lei que volte de já que estava no sistema por que os impostos ainda esta sendo cobrado e o meu até esta em execução!

MORADOR ANTIGO JD PAZZINI

CONCORDO COM O SR ANTONIO E VOU ALÉM... DEVERIAM CRIAR UMA EMPRESA MUNICIPAL DE TRANSPORTES NA CIDADE, ESSE É UM FILÃO LUCRATIVO E NÃO DEVERIA SER DEIXADO NA MÃO DE PARTICULARES. ACORDA PREFEITO E APROVEITA ESSA MINA DE OURO QUE É O SETOR DE TRANSPORTES.

Antonio Pereira

Sou a favor da extinção total de transportes alternativos na cidade. O que está ¨alternativo¨ acaba virando clandestino mais adiante, pois, não existe fiscalização e controle algum por parte da prefeitura. A cidade precisa é de transporte público eficiente e muitas melhorias na fluidez do transito, algo que precisa melhorar e muito.

25/06/2017

Hugo Prado viabiliza parceria e traz cursos superiores da UniVesp para Embu

O desemprego crescente em Embu e a falta de mão-de-obra qualificada ampliam a necessidade de...

24/06/2017

Audiência Pública na Câmara Municipal debateu investimentos da saúde em Taboão

A Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou no último dia 14...

24/06/2017

Câmara Municipal de Taboão da Serra aprova LDO em primeira votação

Os vereadores da Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovaram na última terça-feira, dia 20,...

23/06/2017

Vereadores de Itapecerica pedem criação de 3º Companhia da PM

A segurança pública vem sendo tema frequente durante as sessões na Câmara Municipal de...

23/06/2017

Deputada Analice busca recurso para projeto Cultural

O prefeito Fernando Fernandes planeja colocar em funcionamento um Centro Cultural, que atenda...

23/06/2017

Analice busca solução para problema de transporte entre Embu e Itapecerica

Prefeitos e vereadores de Embu-Guaçu e de Itapecerica da Serra se uniram à deputada Analice...

23/06/2017

Alckmin participa de mutirão para migração de rádios AM para FM

O governador Geraldo Alckmin participou nesta sexta-feira, 23, junto ao ministro da Ciência,...

20/06/2017

Vereadores de Taboão da Serra aprovam LDO em 1ª votação em sessão movimentada

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram em primeira votação nesta terça-feira, 20, a Lei de...

19/06/2017

Comissão de Finanças da Câmara de Taboão discute LDO 2018

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou na...

18/06/2017

Câmara de Taboão realiza ato “Fora Temer e a favor das Diretas Já”

Na última quarta-feira (14), foi realizada na Câmara de Taboão da Serra, uma plenária a favor...

25/06/2017

Quentão do Taboão começa na sexta e promete agitar finais de semana

A esperada Arena Multiuso de Taboão da Serra vai ser aberta ao público nesta sexta-feira, 30,...

25/06/2017

Polícia de Campinas apreende 2 toneladas de maconha que vinha para Embu

25/06/2017

Hugo Prado viabiliza parceria e traz cursos superiores da UniVesp para Embu

O desemprego crescente em Embu e a falta de mão-de-obra qualificada ampliam a necessidade de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.