Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Claudinei não se posiciona sobre acabar com o transporte alternativo de Taboão

Por | 5/11/2012

perua

Arquivo Jornal na NetPerueiros protestaram em frente à Câmara de Taboão da Serra 

A possível “tentativa do prefeito Evilásio Farias de acabar de vez com os perueiros e cobradores do transporte alternativo de Taboão da Serra” parece não ter uma resposta acertada por parte do secretário de Transportes e Mobilidade Urbana da cidade, Claudinei Pereira. Responsável pela pasta, Claudinei afirmou na última terça, que houve um mal entendido e negou que haja um plano para acabar com as linhas de transporte complementar. Mas, não quis se posicionar ao Jornal na Net sobre o ocorrido. “Por enquanto a Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana não irá se posicionar sobre o caso”, afirmou à nota.

Perueiros e cobradores das linhas 3 e 8 do transporte alternativo de Taboão da Serra protestaram no final da tarde da última terça-feira (30), na Câmara Municipal, a fim de ganhar o apoio dos vereadores contra a possível tentativa. Eles disseram ter tomado conhecimento de um documento enviado pela prefeitura à polícia determinando a prisão das peruas que circulam na cidade.

A categoria teme a repetição do ocorrido em 2009, quando 72 veículos de transporte complementar foram presos após determinação do prefeito, relembre aqui, aqui e aqui.

A linha 3 conta com 12 veículos, já a 8 com 11. Juntas elas empregam quase 100 moradores da cidade. As duas foram às únicas linhas que a categoria manteve após o processo de licitação do sistema iniciado pela prefeitura em 2009 e que nunca foi concluído por razões pouco claras. Nas ruas a população reclama da retirada das peruas das ruas, alegando que o transporte público do município piorou.

De imediato a categoria conseguiu o apoio dos vereadores que saíram em defesa do transporte complementar – relembre aqui.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.