Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Após liberdade concedida a ex-marido agressor, moradora de Taboão é ameaçada

Por Karen Santiago | 31/10/2012

violencia_350

Arquivo Jornal na NetApós liberdade concedida, mulher diz que recebeu novas ameaças do ex-marido

Um pesadelo que parece não ter fim. É assim que vive Elizabeth Amorim dos Santos, moradora de Taboão da Serra que ainda se vê refém de seu ex-marido, Bento da Silva após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) conceder hábeas corpus a Bento, revogando (suspensão da pena) a sua prisão preventiva. Ela é vítima, por diversas vezes, da violência do ex-marido e lutou, após romper a barreira cruel do silêncio, incansavelmente por justiça.

Bento é foragido da justiça desde 2010 e é acusado de tentativa de homicídio e múltiplas agressões contra Elizabeth, sua ex-esposa – relembre mais aqui. Ele já tem também passagem pela justiça por roubo. O Ministério Público do Estado de São Paulo se posiciona contrário a esta decisão que foi tomada com fundamento em argumentos extraídos do acórdão (HC 46.339/PR), pelo ministro Og Fernandes que conclui: “conclusões vagas e abstratas tais como ‘se postos em liberdade os denunciados representarão perigo’ (...) configuram meras probabilidades e suposições a respeito do que o acusado poderá vir a fazer caso permaneça solto”.

A Promotora de Justiça, Maria Gabriela Manssur, que integra uma rede que protege as mulheres na luta contra a violência doméstica do Ministério Público do Estado de São Paulo, criticou a decisão. “Trata-se de um total absurdo jurídico”, disse a Promotora, que recebeu a vítima em seu gabinete, em Taboão da Serra, no dia 6/09.

Elizabeth diz ter recebido novas ameaças do seu agressor e procurou o MP em busca de proteção. “A lei prevê que, nestes casos, a vítima seja informada da decisão em 24 horas. O STJ descumpriu esta determinação”. Elizabeth teria tomado conhecimento da decisão após o telefonema do agressor.

Prisão preventiva requerida pela promotoria

Com fundamento no artigo 313, III, do CPP e art. 20, da Lei 11340/06, a Promotora de Justiça requereu a prisão preventiva José Maria Bento da Silva, que se encontra foragido. O pedido foi concedido pelo Juiz de Direito da Vara Criminal de Taboão da Serra.

A decisão do STJ se baseou na primariedade do réu o que, segundo o MP-SP, não confere com as provas dos autos. Há no processo uma certidão que confirma que o réu possui antecedentes criminais, já tendo sido condenado definitivamente pela prática de crime de roubo e pior, não foi localizado para iniciar o cumprimento da pena de 4 anos de reclusão em regime aberto.

A promotora ressalta que o réu já constituiu mais de dois advogados no processo de tentativa de homicídio e nunca compareceu, nem foi localizado, para ser intimado das medidas protetivas, da decretação de sua prisão, ou para ser citado.

“O fato demonstra que ele não merece credibilidade da Justiça, contrariando, assim, os artigos que autorizam a concessão da liberdade provisória”, afirma Maria Gabriela Manssur. “Enquanto o réu está solto, com o aval do STJ, a vítima está escondida, com medo de morrer”.

No processo de execução da pena pelo crime de roubo, o Ministério Público requereu ainda que ele seja intimado no endereço que forneceu no processo da tentativa de homicídio, para iniciar imediatamente o cumprimento da pena privativa de liberdade de 4 anos em regime aberto, sob pena de regressão ao regime fechado e pedido de prisão.

Na última vez que foi agredida, em 2010, Elizabeth quase foi morta e precisou realizar procedimentos cirúrgicos, segundo relatos dados por ela a reportagem do Jornal na Net – relembre aqui. Segundo a promotora, a vítima continua escondida e atemorizada.

“Temos notícias de que o ex-marido entrou em contato com uma vizinha para saber a que horas Elizabeth sai de casa e a que horas retorna, mesmo tendo conhecimento do mandado de prisão expedido e concessão de medidas protetivas”, afirma a Promotora. “Tudo isso demonstra que a decisão do STJ contraria as circunstâncias do fato, a personalidade do agressor e o risco que a vítima e a sociedade correm”.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério Público

bruna

ele foi presso , hoje 22/janeiro/2014 ele beteu e caiu da escada , levarao ele pro hospital e pegarao ele

Antonia Aparecida Gomes

A despeito da Lei Maria da Penha ser, em seu texto, eficaz, sua implementação quanto às medidas protetivas às vítimas foi pífia e, quanto à sua aplicação, é boicotada de tal forma que as vítimas geralmente continuam sendo ameaçadas e o número de mortes é desoladamente grande. Fico muito triste ao ver o desespero dos integrantes da Defensoria Pública quanto a isso.

Alice André

Vão esperar ele matar ela? As leis neste país precisam URGENTEMENTE de mudanças ou até quando vamos nos deparar com estas notícias? CADEIA NESTE CRÁPULA.

ILDO GOMES DE LIMA

As leis do Brasil, beneficiam as pessoas desonestas. E o povo fica assistindo novela, ao invés de pressionar mudanças no Código Penal brasileiro.

Mário de Freitas

Parabéns pela reportagem. Gostei muito da forma de como a repórter abordou o assunto tão delicado. Penso que merece uma matéria ampla sobre o assunto. Casos como esse acontecem com bastante freqüência e tem que ser denunciados.

26/04/2017

Homens são presos em flagrante por furto em estabelecimento comercial em Taboão

Policiais da RP conseguiram prender em flagrante dois homens que estavam furtando objetos de um...

25/04/2017

Polícia Rodoviária Federal divulga Balanço da operação Tiradentes

Durante a Operação Tiradentes da Polícia Rodoviária Federal 2017 que ocorreu entre os dias 20 e...

24/04/2017

Dr. Alcionei Miranda reage a assalto em sua casa e leva tiro na perna

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio de Embu das Artes, advogado...

19/04/2017

Polícia apreende carro com placa adulterada em Embu

Policias do CGP suspeitaram de um individuo que estava em um veiculo Celta de cor vermelha. Ao...

19/04/2017

Mulher é presa efetuando compras com cartão clonado em Taboão

Policiais conseguiram efetuar a prisão de uma mulher que efetuava compras com cartão clonado em...

17/04/2017

Sucateamento da Polícia Civil é constatado nas Seccionais da região

A Diretoria do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo esta promovendo uma...

12/04/2017

Prefeitura lacra asilo clandestino onde idoso morreu em Taboão

Depois da morte de um idoso e a remoção de outros seis de um asilo clandestino localizado na Rua...

12/04/2017

Policiais encontram armas e munições em carro abandonado em Itapecerica

 

Policiais do 25º BPM conseguiram aprender duas armas que estavam dentro de um carro...

11/04/2017

GCM acha idoso morto e outros 6 em cárcere privado num abrigo clandestino

Após ouvirem gritos de socorro e pedidos de ajuda vizinhos de um imóvel localizado na rua...

11/04/2017

PM prende homem que realizava roubos em Taboão com simulacro de pistola

Policiais militares conseguiram prender na tarde desta terça-feira (11), um individuo que...

29/04/2017

Régis registrou bloqueios, marchas e atos na greve geral em toda a região

A greve geral contra as reformas da previdência e trabalhista foi marcada em Taboão da Serra,...

29/04/2017

Prefeitura de Taboão forma mais de 200 alunos através do Programa Lado a Lado Sa

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda da Prefeitura de Taboão da Serra,...

29/04/2017

Maternidade de Taboão inaugura serviço de consultoria em amamentação

A Prefeitura de Taboão da Serra está cada vez mais avançando na implantação de políticas...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.