Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

MP deverá se posicionar sobre ausência de cobrador em ônibus de Taboão

Por Sandra Pereira | 29/08/2012

onibus450

Sandra PereiraMoradores reclamam com frequência da ausência de cobrador nas linhas circulares da cidade

O Ministério Público (MP) de Taboão da Serra foi provocado a se posicionar sobre a ausência do cobrador nos ônibus circulares da Viação Pirajuçara. O assunto vem sendo debatido com frequência na Câmara Municipal da cidade pelo vereador José Aparecido Alves, o Cido (DEM), autor do ofício que pede o posicionamento do MP sobre o tema. Ele pretende que o órgão exija a contratação de cobrador para atuar nas linhas circulares.

Em outras cidades do estado a Justiça obrigou empresas a contratar cobrador. A expectativa do vereador Cido é de que  Taboão siga o mesmo caminho. 


“É um absurdo o motorista ter que dirigir, receber e passar troco ao mesmo tempo. Põe em risco a vida dos passageiros e sofre com a sobrecarga de atividades. Isso tem que acabar”, cobrou o vereador.

Segundo ele a Pirajuçara foi diretamente beneficiada com o fim de várias linhas de transporte alternativo na cidade, e, como contrapartida teria que garantir aos moradores transporte de qualidade. 

Na justificativa apresentada aos promotores Cido cita a lei 2.014/2010, que determina o recuo da catraca dos ônibus circulares da cidade para a parte traseira do veículo. A medida obrigaria a contratação do cobrador, mas não entrou em vigor porque a prefeitura ingressou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) alegando vício de iniciativa. 

Posteriormente, Cido foi coautor de outro projeto de lei visando obrigar a contratação de cobrador. Mas, o texto parou na Comissão de Justiça Redação por não ter acordo entre os vereadores da cidade que viabilizasse a sua apreciação pelo plenário. 

“A esperança de mudança estava praticamente exaurida, tomo novo fôlego com a notícia do retorno dos cobradores em São Bernardo”, argumentou Cido no ofício encaminhado ao MP.

Diversos usuários do transporte público ouvidos pela reportagem do Jornal na Net disseram ser favoráveis à contratação de cobrador para atuar nas linhas circulares da cidade. Eles confirmam os riscos citados pelo vereador durante o embarque quando o motorista é obrigado a dirigir, receber a passagem e passar o troco ao mesmo tempo.

“Sem contar que a passagem na cidade custa caro e com o que a empresa fatura dá muito bem para empregar mais gente”, disparou Cristiano Santos, morador do Jardim Salete. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.